A ATUALIDADE HISTÓRICA DA CATEGORIA POLÍTICA NA ONTOLOGIA DE LUKÁCS

  • Daniel Handan Triginelli Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
  • Sara Tatiane de Jesus Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG)
Palavras-chave: Trabalho, Ideologia, Política

Resumo

O presente trabalho surge como resultado do projeto de pesquisa “A Categoria Política em ‘Para uma Ontologia do Ser Social’, de György Lukács”, financiado pelo Programa Institucional de Apoio à  Pesquisa (PAPq-UEMG), no qual se analisou a obra do filósofo húngaro György Lukács, sendo  Para uma Ontologia do Ser Social, em especial, o capítulo dedicado ao estudo sobre “O ideal e a ideologia”, além do suporte de outras fontes. Não obstante, pretendeu-se compreender a importância da categoria política no que diz respeito ao desenvolvimento histórico humano, ou seja, o esforço em contribuir para a atualização da compreensão e influência que ela apresenta no desenvolvimento do ser social em seu processo contínuo de reprodução. Na mesma direção, almejou-se apreender os efeitos que os desdobramentos que esta categoria, a política, promove no momento histórico atual em que estamos inseridos, pois, através dessa análise, verificaremos que a humanidade se encontra diante da hegemonia da ordem do capital.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Handan Triginelli, Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Historiador pelo Centro Universitário de Belo Horizonte (UNI-BH), mestre e doutor em Educação pelo Programa de Pós-graduação Conhecimento e Inclusão Social, da Faculdade de Educação da UFMG (PPGE/FaE/UFMG), Pós Doutor em Serviço Social Pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Professor no curso de História da Universidade do Estado de Minas Gerais, unidade Divinópolis (UEMG/Divinópolis)

Sara Tatiane de Jesus, Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG)

Graduanda do último período (8º) do curso de História, bolsista de Iniciação Científica do Programa Institucional de Apoio a Pesquisa (PAPq-UEMG).

Referências

CHASIN. J. Estatuto Ontológico e resolução Metodológica. São Paulo/SP: Boitempo, 1º edição, 2009.

FORTES, Ronaldo Vielmi. As três determinações fundamentais da análise lukacsiana do trabalho: modelo das formas superiores, prioridade ontológica e abstração isoladora crítica da ideia da centralidade do trabalho em Lukács. Verinotio - Revista on-line de Filosofia e Ciências Humanas. n. 22. out./2016. Disponível em: http://www.verinotio.org/conteudo/0.275012145075027.pdf. Acesso em: 21 maio 2020.

FORTES, Ronaldo Vielmi. Lukács e o desvelamento da perspectiva ontológica da obra de Marx. UNICAMP / CEMARX, 2007. Disponível em: https://www.unicamp.br/cemarx/anais_v_coloquio_arquivos-/arquivos/comunicacoes/gt1/sessao6/Roanldo_Fortes.pdf. Acesso em: 21 maio 2020.

FORTES, Ronaldo Vielmi. Trabalho e Gênese do Ser Social na “Ontologia” de George Lukács. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Minas Gerais, Departamento de Filosofia, Belo Horizonte, 2001.

LUKÁCS, György. Para uma ontologia do ser social II. Trad. Nélio Schneider. São Paulo: Boitempo, 2013.

MARX, Karl. Sobre a questão judaica. Trad. Nélio Schneider, [trad. Daniel Bebsaïd, Wanda Caldeira Brant]. São Paulo: Boitempo, 2010. MARX, Karl. O Capital.

MARX, Karl. Para a crítica da economia política do Capital: O rendimento e suas fontes. Coleção Pensadores.

Tradução de Edgard Malagodi e colaboração de José Arthur Giannotti. São Paulo/SP: Editora Nova Cultura LTDA, 1999.

SOUZA JUNIOR, Hormindo Pereira de. TRIGINELLI, Daniel Handan. Trabalho, Política, Formação e Emancipação Humana em Marx e Lukács. Revista Educação Temática Digital. Campinas, UNICAMP, vol. 19, n.1 p. 258 – 282, jan./mar. 2017. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd-/article/view/8641638. Acesso em 21 maio 2020.

SOUZA JUNIOR, Hormindo Pereira de. A Política e a Emancipação Humana na Ontologia do Ser Social Marxiana: a emancipação social como única possibilidade de transitar para além do capital Marx e o Marxismo 2011: Teoria e Prática – Evento realizado pelo Núcleo Interdisciplinar sobre o Marx e o Marxismo (NIEP/MARX), Universidade Federal Fluminense – Niterói/RJ, de 28/11 a 01/12 de 2011, p. 1 a 8.

SOUZA JUNIOR, Hormindo Pereira de. Centralidade ontológica do trabalho ou centralidade da informação e do conhecimento nos processos de formação humana. Proposições Campinas/SP, v. 19, n. 2 (56), p. 163-179, maio/ago. 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_-arttext&pid=S0103-73072008000200012. Acesso em: 21 maio 2020.

TRIGINELLI, Daniel Handan. Trabalho e Formação Humana na Ontologia do Ser Social, de György Lukács. Tese (Doutorado em Educação) Faculdade de Educação (FaE) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, 2016. Disponível em: https://repositorio.ufmg.br/handle/1843/BUBD-AA2FZJ. Acesso em: 21 maio 2020.

VAISMAN, Ester & FORTES, Ronaldo. A politicidade no pensamento tardio de György Lukács. Revista Estudos Políticos: publicação eletrônica semestral do Laboratório de Estudos Humanos (UFF) e do Núcleo de Estudos em Teoria Política (UFRJ). Rio de Janeiro, Vol. 5, N. 1, pp. 118 – 132, dezembro 2014. Disponível em: http://revistaestudospoliticos.com/. Acesso em: 21 maio 2020.

VAISMAN, Ester. A ideologia e sua determinação ontológica. Revista Ensaio, n. 17/18, 1989.

Publicado
2020-05-18
Como Citar
TRIGINELLI, D. H.; JESUS, S. T. DE. A ATUALIDADE HISTÓRICA DA CATEGORIA POLÍTICA NA ONTOLOGIA DE LUKÁCS. Trabalho & Educação, v. 29, n. 1, p. 139-154, 18 maio 2020.
Seção
ARTIGOS