Negociando papéis de gênero em comunidades religiosas femininas no século XVII e XVIII: um estudo de caso no Convento La Limpia Concepción, Riobamba, Equador

  • Evelyn R. Nimmo Universidade Estadual de Ponta Grossa
Palavras-chave: gênero, identidade, espiritualidade feminina, Equador, Arqueologia Histórica

Resumo

O estudo arqueológico de instituições religiosas femininas nas colônias na América Latina é uma área de estudo pouco desenvolvido que poderia ampliar nosso conhecimento sobre os papéis das mulheres na colonização. Esse artigo discute a arquitetura e a cultura material de um convento feminino La Limpia
Concepción, fundado em 1605 na cidade colonial de Riobamba, Equador, visando examinar as diferentes identidades vividas pelas freiras dentro do convento. Escavações arqueológicas e pesquisas nos acervos históricos mostram que as freiras de véu negro negociavam papéis conflituosos na comunidade religiosa; elas eram pináculos da espiritualidade e feminilidade necessários para cumprir o papel de noiva de Cristo, mas também assumiram papéis vistos como masculinos na sociedade espanhola colonial no gerenciamento do convento. A incorporação da identidade nobre e familiar forneceu uma maneira de negociar o conflito entre os papéis masculinizados e feminilizados dentro do convento.
Publicado
2017-12-31
Seção
Artigos