Coisas são nós! Um comentário sobre as relações humano/coisas sob a bandeira da Arqueologia Social

  • Timothy Webmoor Archaeology Center, Department of Anthropology, Stanford University, USA
  • Christopher L. Witmore Joukowsky Institute for Archaeology and the Ancient World, Brown University, USA
Palavras-chave: Coisas, Nós

Resumo

Qual papel desempenha o adjetivo “social” em Arqueologia Social? Qual o caráter das relações humano/coisas sob a rubrica da arqueologia social? Levantamos essas questões em relação ao recente “A Companion to Social Archaeology” de Meskell e Preucel. Enquanto o corretivo “social” tem sido extremamente produtivo, com o levantamento destas questões entramos em águas muito turvas. Nossa tarefa
neste artigo é mostrar onde os sentidos do “social” faliram e como os quadros de referência para o entendimento das relações pessoas/coisas se tornaram lamacentos. Construindo sobre a força da arqueologia no que diz respeito às coisas, buscamos revisitar a questão: o que é ser humano?

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-12-31
Como Citar
Webmoor, T., & Witmore, C. L. (2016). Coisas são nós! Um comentário sobre as relações humano/coisas sob a bandeira da Arqueologia Social. Vestígios - Revista Latino-Americana De Arqueologia Histórica, 10(2), 158-178. https://doi.org/10.31239/vtg.v10i2.10561
Seção
Artigos