Globalização, consumo e diacronia: populações sertanejas sob a ótica arqueológica

  • Rafael de Abreu e Souza NEPAM/Unicamp
Palavras-chave: Arqueologia do Passado Contemporâneo, Sertão, Consumo

Resumo

Este artigo levanta possibilidades de olhar às populações sertanejas das áreas
semiáridas do nordeste do Brasil a partir da ótica da arqueologia do passado
contemporâneo, ressaltando a contribuição arqueológica à construção de narrativas alternativas aos discursos que sedimentam uma "história única" sobre o "Nordeste brasileiro". Serão ressaltadas perspectivas diacrônicas relacionadas a práticas de consumo e modos de espacializar o local de moradia, dialógicos ao par local/global, ao longo do século XX, nos sertões do Piauí, Pernambuco e Ceará.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-12-31
Como Citar
de Abreu e Souza, R. (2015). Globalização, consumo e diacronia: populações sertanejas sob a ótica arqueológica. Vestígios - Revista Latino-Americana De Arqueologia Histórica, 9(2), 36-62. https://doi.org/10.31239/vtg.v9i2.10572
Seção
Artigos