Geoarqueologia das primeiras ocupações humanas na Antártica

  • Ximena S. Villagran USP
  • Carlos E. G. R. Schaefer Universidade Federal de Viçosa
Palavras-chave: Geoarqueologia, Antártida, Sítios de ocupação

Resumo

Neste trabalho, apresentam-se os primeiros resultados das pesquisas geoarqueológicas realidas em dois sítios de caçadores de focas dos séculos XVIII/XIX, localizados na Península Byers, Ilhas Shetland do Sul, Antártica. A investigação geoarqueológica em este contexto histórico visa recuperar informações de campo e laboratório, não atingíveis através da análise artefatual e documental, referentes à função do sítios, tempo de ocupação, entre outros. Nos sítios estudados, denominados Sealer 3 e 4, análises químicas multi-elementais e técnicas micromorfológicas ajudaram a confirma observações realizadas em campo quanto à identificação de áreas de moradia, áreas de estocagem das peles dos animais caçados, e áreas de acumulação de resíduos orgânicos (possivelmente lixeiras).

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2011-12-31
Como Citar
Villagran, X. S., & Schaefer, C. E. G. R. (2011). Geoarqueologia das primeiras ocupações humanas na Antártica. Vestígios - Revista Latino-Americana De Arqueologia Histórica, 5(2), 117-136. https://doi.org/10.31239/vtg.v5i2.10653
Seção
Artigos