Pascual Tinoco-Quesnel & Elías Rodríguez-Vásquez, Graffitis novohispanos de Tepeapulco, siglo XVI. México, INHAH, 2006, 190 pp. ISBN 9709505203

  • Pedro Paulo A. Funari Unicamp
Palavras-chave: Grafite, representações, Arqueologia Simbólica

Resumo

Os grafites são testemunhos arqueológicos nem sempre registrados e analisados, mas que nos podem fornecer informações únicas sobre as representações e valores sociais. Os arqueólogos mexicanos Tinoco e Rodríguez, interessados na Arqueologia Simbólica, levaram a cabo uma pesquisa original, com novos dados de fontes primárias, com um corpus e catálogos de grafites de época colonial, presentes na Igreja de Tepeapulco, Hidalgo. Utilizaram-se de uma metodologia interdisciplinar, com informações arqueológicas e fontes primárias dos séculox XVI, XVII, XVIII e XIX. Estes documentos tratam de festas, rituais, práticas econômicas e religiosas, com destaque para o sincretismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2009-06-30
Como Citar
Funari, P. P. A. (2009). Pascual Tinoco-Quesnel & Elías Rodríguez-Vásquez, Graffitis novohispanos de Tepeapulco, siglo XVI. México, INHAH, 2006, 190 pp. ISBN 9709505203. Vestígios - Revista Latino-Americana De Arqueologia Histórica, 3(1), 145-146. https://doi.org/10.31239/vtg.v3i1.10714
Seção
Resenhas de Livros