Los marinos malditos: identidad, poder y materialidad (Patagonia, siglo XVIII)

  • Silvana Buscaglia IMHICIHU-CONICET
Palavras-chave: Identidade, Poder, Materialidade

Resumo

Neste trabalho é abordad a estruturação das relações de poder no cenário crado com a fundação da colônia de Flordablanca, no fim do século XVIII (San Julián, Província de Santa Cruz, Argentina). Para tanto, analisamos as relaões entre a colônia, no interior, e um estabelecimento secundário na costa, habitado principalmente por marinheiros. Em particular exploramos, com base em informações históricas, a participação do mundo material na exploração das identidades, das práticas sociais, e da estruturação das relações de poder. Nossa perspectiva destaca o papel ativo dos grupos subordinados e do significado de suas práticas, em termos da ordem colonial vigente na costa da Patagônia.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2008-06-30
Como Citar
Buscaglia, S. (2008). Los marinos malditos: identidad, poder y materialidad (Patagonia, siglo XVIII). Vestígios - Revista Latino-Americana De Arqueologia Histórica, 2(1), 37-59. https://doi.org/10.31239/vtg.v2i1.10724
Seção
Artigos