Atitudes imediatas dos praticantes de artes marciais frente à avulsão dentária

  • Eduardo Sérgio Sampaio Centro Universitário Doutor Leão Sampaio (UNILEÃO)
  • Rodrigo Alves Tavares Centro Universitário Doutor Leão Sampaio (UNILEÃO)
  • Clarissa Lopes Drumond Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) https://orcid.org/0000-0001-8944-852X
  • Jonathan Lopes Lisboa Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Patricia Maria Pereira de Araújo Zarzar Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Thiago Fonseca-Silva Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM)
  • Raquel Gonçalves Vieira-Andrade Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Resumo

Introdução: Esportes de contato, como as artes marciais, são considerados mais perigosos quando comparados aos outros tipos de atividades físicas coletivas, apresentando um elevado número de traumatismos orofaciais.

Obejtivo: O objetivo do presente estudo foi avaliar o nível de conhecimento dos praticantes de artes marciais da cidade de Juazeiro do Norte-CE sobre avulsão dentária e como proceder mediante aos cuidados imediatos frente à ocorrência de avulsão dentária.

Metodologia: Um estudo transversal foi realizado com uma amostra de conveniência de 60 praticantes de artes marciais. As informações sobre avulsão dentária, experiências e condutas emergenciais frente a avulsão dentária e uso de protetores bucais e equipamentos de proteção foram coletadas através de um questionário autoaplicado. As análises dos dados envolveram estatísticas descritivas de frequência absoluta e relativa de todas as variáveis do estudo.

Resultados: A média de idade dos participantes foi de 26,88 anos (DP±5,06), sendo 73,3% (n=44) pertencentes ao sexo masculino. Do total de praticantes de artes marciais entrevistados, 48% praticavam Muay Thai e 18% Taekwondo. O estudo mostrou que apesar de 61,7% do total de entrevistados terem relatado saber o que era traumatismo dentário e 23,3% destes terem presenciado algum tipo de trauma dentário, 85,0% relataram não saber como proceder mediante os casos de avulsão. Entretanto, 95,0% consideraram esta informação como necessária para a prática de esportes. A maioria dos indivíduos praticantes de artes marciais (63,3%) relataram utilizar protetores bucais.

Conclusão: Concluiu-se que a maioria dos praticantes de artes marciais entrevistados no presente estudo relataram não saberem como proceder diante de casos de avulsão. No entanto, a maioria deles fazem uso dos protetores bucais, equipamentos de proteção individual e reconhecem a importância destes durante as práticas desportivas.

Descritores:  Epidemiologia. Prevalência. Traumatismos Dentários. Protetores bucais.

Publicado
2019-07-17
Como Citar
Sérgio Sampaio, E., Alves Tavares, R., Lopes Drumond, C., Lopes Lisboa, J., Maria Pereira de Araújo Zarzar, P., Fonseca-Silva, T., & Gonçalves Vieira-Andrade, R. (2019). Atitudes imediatas dos praticantes de artes marciais frente à avulsão dentária. Arquivos Em Odontologia, 55. Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/arquivosemodontologia/article/view/12110
Seção
Artigos