Prevalência das alterações da normalidade e lesões da mucosa bucal em pacientes atendidos nas Clínicas Integradas de Atenção Primária (CIAPS) da Faculdade de Odontologia/UFMG

  • Vinicius Garcia Vieira Universidade Federal de Minas Gerais- UFMG
  • Anacélia Mendes Fernandes Universidade Federal de Minas Gerais- UFMG
  • Ana Paula Batista Machado Universidade Federal de Minas Gerais- UFMG
  • Soraya de Mattos Camargos Grossman Graduando do Curso de Odontologia da UFMG
  • Maria Cássia Ferreira Aguiar Graduando do Curso de Odontologia da UFMG

Resumo

O objetivo deste trabalho foi realizar um levantamento da prevalência das alterações de normalidade e lesões (ANLs) da mucosa bucal em pacientes atendidos nas Clínicas Integradas de Atenção Primaria (CIAPs) da Faculdade de Odontologia da UFMG. Simultaneamente, realizou-se um levantamento de alterações sistêmicas e hábitos deletérios. Também foi verificado o reconhecimento das ANLs pelos alunos que fazem atendimento nas CIAPs, através do registro das alterações nos prontuários. Os resultados mostram uma
diversidade de ANLs, sendo as mais freqüentes hiperqueratose (19,6%), manchas melânicas (16,8%), língua saburrosa (8,8%), grânulos de Fordyce (8,8%) e úlcera traumática (8,4%). Quanto às alterações sistêmicas, as mais freqüentes foram hipertensão (8,8%), distúrbios neurológicos (7%), ardiopatias diversas, insuficiência renal e diabetes (2,3% cada). Os hábitos deletérios mais prevalentes foram etilismo (27%) e tabagismo (22,8%). Das ANLs encontradas, 21,6% constavam nos prontuários dos pacientes e 50 ANLs relatadas nos prontuários dos pacientes, não foram confirmadas pelo exame físico durante a pesquisa. As ANLs são frequentes e o cirurgião-dentista deve estar preparado para reconhecê-las e diagnosticá-las.
Descritores: alterações de normalidade, lesões de mucosa, epidemiologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vinicius Garcia Vieira, Universidade Federal de Minas Gerais- UFMG
Graduando do Curso de Odontologia da UFMG
Anacélia Mendes Fernandes, Universidade Federal de Minas Gerais- UFMG

Aluna do Programa de Doutorado em Odontologia da Faculdade de Odontologia/UFMG – área de concentração em Estomatologia

Ana Paula Batista Machado, Universidade Federal de Minas Gerais- UFMG
Graduando do Curso de Odontologia da UFMG
Soraya de Mattos Camargos Grossman, Graduando do Curso de Odontologia da UFMG

Aluna do Programa de Doutorado em Odontologia da Faculdade de Odontologia/UFMG – área de concentração em Patologia

Maria Cássia Ferreira Aguiar, Graduando do Curso de Odontologia da UFMG

Professora do Departamento de Clínica, Patologia e Cirurgia da
Faculdade de Odontologia/UFMG

Referências

1. Axell T. A prevalence study of oral mucosal lesions in an adult Swedish population. Odontol Revy. 1976;27:1-103.
2. Bouquot JE. Common oral lesions found during a mass screening examination. J Am Dent Assoc. 1986;112:50-7.
3. Corbet EF, Holmgren CJ, Phillipsen HP. Oral mucosal lesions in 65-74-year-old Hong Kong Chinese. Community Dent Oral Epidemiol.
1994;22:392-5.
4. Nevalainen MJ, Narhi TO, Ainamo A. Oral mucosal lesions and oral hygiene habits in the home-living elderly. J Oral Rehabil. 1997;24:332-7.
5. Zain RB, Ikeda N, Razak IA, Axell T, Majid ZA, Gupta PC, Yaacob M. A national epidemiological survey of oral mucosal lesions in Malaysia. Community Dent Oral Epidemiol. 1997;25:377-83.
6. Bernitz H, Ligthelm AJ. The prevalence of oral pathoses in a private dental practice: a 30 month survey. SADJ. 1998;53:531-4.
7. Reichart, PA: Oral mucosal lesions in a representative cross-sectional study of aging Germans. Community Dent Oral Epidemiol 2000;
28: 390–8.
8. Kovac-Kovacic M, Skaleric U. The prevalence of oral mucosal lesions in a population in Ljubljana, Slovenia. J Oral Pathol Med. 2000;29:331-5.
9. Campisi G, Margiotta V. Oral mucosal lesions and risk habits among men in an Italian study population. J Oral Pathol Med. 2001;30:22-8.
10. Jainkittivong A, Aneksuk V, Langlais RP. Oral mucosal conditions in elderly dental patients. Oral Dis. 2002;8:218-23.
11. Martínez AI, García-Pola MJ. Estudio epidemiológico de la patología de la mucosa oral en pacientes de la Escuela de Estomatología de
Oviedo.Med Oral 2002; 7: 4-16
12. Mumcu G, Cimilli H, Sur H, Hayran O, Atalay T. Prevalence and distribution of oral lesions: a crosssectional study in Turkey. Oral Dis. 2005;11:81-7.
13. Brasil, Ministério da Saúde, Secretaria de Políticas da Saúde, Coordenação Nacional de DST e Aids. Controle de infecções e prática odontológica em tempos de Aids: manual de condutas, Brasília,
Ministério da Saúde, 2000.
14. Gervásio OLAS, Dutra RA, Tartaglia SMA,
Vasconcelos WA, Barbosa AA, Aguiar MCF. Oral squamous cell carcinoma: a retrospective study of 740 cases in a Brazilian population. Braz Dent J 2001;12:57-61.
15. Bessa CF, Santos PJ, Aguiar MC, do Carmo MA. Prevalence of oral mucosal alterations in children from 0 to 12 years old. J Oral Pathol Med.
2004;33:17-22.
16. dos Santos PJ, Bessa CF, de Aguiar MC, do Carmo MA. Cross-sectional study of oral mucosal conditions among a central Amazonian Indian community, Brazil.J Oral Pathol Med. 2004;33:7- 12.
17. Loyola AM, de Araujo VC, de Sousa SO, de Araujo NS Minor salivary gland tumours. A retrospective study of 164 cases in a Brazilian population. Eur J Cancer B Oral Oncol. 1995;31:197-201.
18. World Health Organization. Health research methodology: a guide for training in research methods. Manila: WHO, 1992.
19. World Health Organization. Application of the international classification of diseases to dentistry and stomatology. 3rd ed. Geneva; 1995.
20. Roed-Petersen B, Renstrup G. A topographical classification of the oral mucosa suitable for electronic data processing. Its application to 560
leukoplakias. Acta Odontol Scand. 1969;27:681-95.
21. Centers for Disease Control and Prevention http://www.cdc.gov/epiinfo/webinstall.htm (acessado em janeiro/2005)
22. dos Santos PJ, do Carmo MA, de Aguiar MC, Gómez RS. Lesões proliferativas não neoplásicas da cavidade bucal: correlações clínico-patológicas. Arq Odonto. 2002;38:83-162.
23. Neville BW, Damm DD, Allen CM, Bouquot JE. Oral & Maxillofacial Patohology. Philadelphia: Saunders Company; 2002.
24. van der Waal I, Schepman KP, van der Meij EH, Smeele LE. Oral leukoplakia: a clinicopathological review. Oral Oncol. 1997;33:291-301.
Publicado
2016-03-02
Como Citar
Vieira, V. G., Fernandes, A. M., Machado, A. P. B., Grossman, S. de M. C., & Aguiar, M. C. F. (2016). Prevalência das alterações da normalidade e lesões da mucosa bucal em pacientes atendidos nas Clínicas Integradas de Atenção Primária (CIAPS) da Faculdade de Odontologia/UFMG. Arquivos Em Odontologia, 43(1). Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/arquivosemodontologia/article/view/3430
Seção
Artigos

Most read articles by the same author(s)