Prevalência de traumatismo dentário em préescolares de Teresina, PI

  • Manoel Dias de Souza Filho Universidade Federal do Piauí - UFPI
  • Marcoeli Silva de Moura Universidade Federal do Piauí - UFPI
  • Regilda Saraiva dos Reis Moreira Araújo Universidade Federal do Piauí - UFPI
  • Marcos Antônio de Mota Araújo
  • Lúcia de Fátima Almeida de Deus Moura Universidade Federal do Piauí - UFPI

Resumo

Objetivo: Investigar a prevalência de traumatismo dentário em crianças em idade pré-escolar de Teresina, PI. Materiais e Métodos: A amostra constituiu-se por 220 pré-escolares, de ambos os gêneros, na faixa etária de 36 a 68 meses, matriculados em uma instituição particular de ensino no município de
Teresina, PI. Foram obtidas informações sobre educação e acesso a saúde bucal, e realizado exame intrabucal na própria instituição, por um único examinador previamente calibrado (Kappa=0,89), para observação da
prevalência de traumatismo dentário. Resultados: Pouco mais de 53% (n=117) da população era do gênero feminino e a faixa etária média observada entre os escolares foi de 55,2 (±4,9) meses. A prevalência de
traumatismo observada foi de 31,8% (n=70) e os dentes mais atingidos foram o incisivo central superior esquerdo (n=46; 48,4%) e o incisivo central superior direito (n=41; 43,2%). Em 44,6% (n=33) dos dentes
observaram-se alterações suaves na cor da coroa e mais de 36% (n=27) apresentam fratura coronária após a injúria. Em 84% (n=59) das crianças que apresentavam mordida aberta anterior também apresentaram
traumatismo dentário (p=0,01). Conclusões: Entre os pré-escolares do estudo, a prevalência de traumatismo dentário foi alta, sugerindo a necessidade de medidas preventivas e educativas em crianças nessa faixa etária para a redução desse agravo à saúde bucal. As principais evidências clínicas dos traumatismos dentários foram a alteração na cor e fratura da coroa. Além disso, os dentes mais atingidos foram os incisivos centrais
superiores e as crianças que apresentavam mordida aberta anterior demonstraram ser mais predispostas aos traumatismos dentários.
Descritores: Traumatismos dentários. Fraturas dos dentes. Pré-escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Manoel Dias de Souza Filho, Universidade Federal do Piauí - UFPI
Curso de Biomedicina, Universidade Federal do Piauí (UFPI), Parnaíba, PI, Brasil
Marcoeli Silva de Moura, Universidade Federal do Piauí - UFPI
Departamento de Patologia e Clínica Odontológica, Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina, PI, Brasil,
Regilda Saraiva dos Reis Moreira Araújo, Universidade Federal do Piauí - UFPI
Departamento de Nutrição, Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina, PI, Brasil
Marcos Antônio de Mota Araújo
Fundação Municipal de Saúde - GEPLAN, Teresina, PI, Brasil
Lúcia de Fátima Almeida de Deus Moura, Universidade Federal do Piauí - UFPI
Departamento de Patologia e Clínica Odontológica, Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina, PI, Brasil,

Referências

1. Marcenes W, Al Beiruti N, Tayfour D, Issa S. Epidemiology of traumatic injuries to the permanent incisor of 9-12 years old school
children in Damascus, Syria. Endod Dent Traumatol. 1999; 15:117-23.
2. Silveira JLGC, Bona AJ, Juliana Arruda JAB. Traumatismos dentários em escolares de 12 anos do município de Blumenau, SC, Brasil. Pesqui Bras Odontopediatria Clín Integr. 2010; 10:23-6.
3. Kramer PF, Feldens CA. Traumatismos na dentição decídua: prevenção, diagnóstico e tratamento. São Paulo: Santos; 2005.
Souza Filho - Prevalência de traumatismo dentário em pré-escolares
Arq Odontol, Belo Horizonte, 47(1): 18-24, jan/mar 2011 23
4. Reis A, Louguercio AD, Kraul A, Matson E. Reattachment of fracture teeth: a review of literature regarding techniques and materials.
Oper Dent. 2004; 2:226-33.
5. Stokes AN, Loh T, Teo CS, Bagramian RA. Relation between incisal overjet and traumatic injury: a case control study. Endod Dent
Traumatol. 1995; 11:2-5.
6. Moura LFAD, Ferreira DLA, Melo CP, Sady MCLM, Moura MS, Mendes RF, Moura WL. Prevalência de lesões traumáticas em crianças
assistidas na clinica odontológica infantil da Universidade Federal do Piauí, Brasil. Pesqui Bras Odontopediatria Clín Integr. 2008; 8:341-5.
7. Belotserkovets LR, Rodrigues JA, Campos IT, Marchi GM. Restabelecimento da estética através da colagem de fragmento dentário. Rev ABO Nac. 2005; 13:41-4.
8. Rodríguez JG. Traumatic anterior dental injuries in Cuban preschool children. Dent Traumatol. 2007; 23:241-2.
9. Brasil. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Comissão Nacional de Ética em Pesquisa. Resolução nº 196, de 10 de outubro de
1996. Sobre pesquisa envolvendo seres humanos. Brasília; 1996.
10. World Medical Association. Declaration of Helsinki. Ethical principles for medical research involving human subjects. 59th WMA General Assebly. 2008; Seoul.
11. Andreasen JO, Andreasen FM. Texto e atlas colorido de traumatismo dental. Porto Alegre: Artmed; 2001.
12. Ayres M, Ayres JRM, Ayres DL, Santos AAS. Bioestat 5.0. Sociedade Civil Mamirauá. Pará, 2007.
13. Dean AG, Dean JA, Coulombier D, Brendel KA, Smith DC, Burton HA, et al. Epi Info, version 6.04: a word processing database and statistics program for a epidemiology on microcomputers.
Atlanta: Centers for Disease Control and Prevention; 1996.
14. Granville-Garcia AF, Menezes VA, Lira PIC. Dental trauma and associated factors in Brazilian preschoolers. Dent Traumatol. 2006; 22:318-22.
15. Kramer PF, Gomes CS, Ferreira SH, Feldens CA, Viana ES. Traumatismo na dentição decídua e fatores associados em pré-escolares do Município de Canela/RS. Pesqui Bras Odontopediatria Clín
Integr. 2009; 9:95-100.
16. Hasan AA, Qudeimat MA, Andersson L. Prevalence of traumatic dental injuries in preschool children in Kuwait: a screening study.
Dent Traumatol. 2010; 26:346-50.
17. Oliveira MSB, Carneiro MC, Amorim TM, Maia VN, Alvarez AV, Vianna MIP, et al. Contexto familiar, traumatismo dentário e oclusopatias em crianças em idade pré-escolar: ocorrência e
fatores associados. Rev Fac Odontol Araraquara. 2010; 39: 81-8.
18. Wilson CFG. Management of trauma to primary and developing teeth. Dent Clin North Am. 1995; 39:133-67.
19. Oliveira LB, Marcenes W, Ardenghi TM, Sheiham A, Bönecker M. Traumatic dental injuries and associated factors among Brazilian preschool children. Dent Traumatol. 2007; 23:76-81.
20. Godoi PFS, Zarzar PMPA, Viegas CMS, Jorge KO, Ramos-Jorge ML, Ferreira EF. Prevalência e fatores associados ao traumatismo dentário em bebês na cidade de Belo Horizonte: um estudo representativo. In: Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica, Atibaia. Braz Oral Res.
2007; 21:54.
21. Guerra S, Feldens CA, Kramer PF, Faraco IMJ, Vítolo MR. Traumatic dental injuries in the first year of life and associated factors in Brazilian infants. J Dent Child. 2008; 75:7-13.
22. Maia EA, Baratieri LN, Andrada MA, Monteiro Jr. S, Araújo Jr EM. Tooth fragment reattachment: fundamentals of the technique and two case reports. Quintessence Int. 2003; 34:99-107.
23. Jesus MA, Antunes LA, Risso PA, Freire MV, Maia LC. Epidemiologic survey of traumatic dental injuries in children seen at the Federal University of Rio de Janeiro, Brazil. Braz Oral Res. 2010; 24:89-94.
24. Goyatá FR, Oliveira RS, Zouain-Ferreira TRF, Goyatá LFR, Gilson JGR. Fratura dental e fluorose: reabilitação estética e funcional com
resina composta: relato de caso. Clín Int J Braz Dent. 2009; 5:172-9.
25. Wilson S, Smith GA, Preisch J, Casamassimo PS. Epidemiology of dental trauma treated in an urban pediatric emergency department. Pediatr Emerg Care. 1997; 13:12-5.
26. Gonçalves SRJ, Santos AA, Oliveira CCC, Neta EMD, Teles CL, Bonjardim LR. Avulsão traumática anterior na dentição decídua.
Odontologia Clin-Cientif. 2004; 3:111-6.
27. Busato ALS, Hernandez PAG. Traumatologia dentária: colagem em dentes fraturados. In: Dentística: restaurações estéticas. São Paulo:
Artes Médicas; 2002.
28. Bonini GAVC, Marcenes W, Oliveira LB, Sheiham A, Bönecker M. Trends in the prevalence of traumatic dental injuries in Brazilian preschool children. Dental Traumatol. 2006; 23:76-81.
29. Vasconcellos RJH, Oliveira DM, Nogueira RVB, Maciel AP, Cordeiro MC. Trauma na dentição decídua: enfoque atual. Rev Cir Traumatol Buco- Maxilo-Fac. 2003; 3:17-24.
30. Serra-Negra JMC, Pordeus IA, Rocha Júnior JF. Estudo da associação entre aleitamento, hábitos bucais e maloclusões. Rev Odontol Univ São Paulo. 1997; 11:79-86.
Publicado
2016-05-10
Como Citar
Filho, M. D. de S., Moura, M. S. de, Araújo, R. S. dos R. M., Araújo, M. A. de M., & Moura, L. de F. A. de D. (2016). Prevalência de traumatismo dentário em préescolares de Teresina, PI. Arquivos Em Odontologia, 47(1). Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/arquivosemodontologia/article/view/3554
Seção
Artigos

Most read articles by the same author(s)