Opção pela técnica híbrida de Tagger para obturação de canais radiculares em clínica de pós-graduação em endodontia

Autores

  • Warley Luciano Fonseca Tavares Universidade Federal de Minas Gerais -UFMG
  • Renata Carvalho Portes Lopes Instituto de Estudos da Saúde (IES), Belo Horizonte
  • Daliana Cristina Pereira Caixeta Borges Instituto de Estudos da Saúde (IES), Belo Horizonte
  • Luiz Carlos Feitosa Henriques Universidade Federal de Minas Gerais -UFMG
  • Antônio Paulino Ribeiro Sobrinho Universidade Federal de Minas Gerais -UFMG

Resumo

Objetivo: Avaliar a técnica de eleição para obturação de canais radiculares em clínica de pós-graduação em endodontia. Materiais e Métodos: Foram analisados prontuários de pacientes atendidos por estudantes do
curso de especialização em endodontia do Instituto de Estudos da Saúde (IES) em Belo Horizonte, Brasil, entre agosto de 2009 a novembro de 2010. Resultados: Nesse período foram obturados 404 dentes. Desse total, em
32 dentes (7,92%) foi utilizada a técnica da condensação lateral, em 4 (0,99%) a técnica de ondas contínuas, enquanto 368 dentes (91,08%) tiveram os canais radiculares obturados pela técnica híbrida de Tagger. Foi
observado um percentual significativo dos estudantes pelo uso da técnica híbrida de Tagger em associação à instrumentação rotatória (p<0,05). Conclusão: Os estudantes do curso de especialização em endodontia
do IES tiveram uma predileção para o uso da técnica híbrida de Tagger na obturação do sistema de canais radiculares no período avaliado.
Descritores: Obturação do canal radicular.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Warley Luciano Fonseca Tavares, Universidade Federal de Minas Gerais -UFMG

Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Faculdade de Odontologia, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil

Renata Carvalho Portes Lopes, Instituto de Estudos da Saúde (IES), Belo Horizonte

Instituto de Estudos da Saúde (IES), Belo Horizonte, MG, Brasil

Daliana Cristina Pereira Caixeta Borges, Instituto de Estudos da Saúde (IES), Belo Horizonte

Instituto de Estudos da Saúde (IES), Belo Horizonte, MG, Brasil

Luiz Carlos Feitosa Henriques, Universidade Federal de Minas Gerais -UFMG

Departamento de Odontologia Restauradora, Faculdade de Odontologia, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil

Antônio Paulino Ribeiro Sobrinho, Universidade Federal de Minas Gerais -UFMG

Departamento de Odontologia Restauradora, Faculdade de Odontologia, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil

Referências

1. Schilder H. Filling root canals in three dimensions. Dent Clin North Am. 1967; 11:723–44.
2. Roças IN, Siqueira JF. Identification of bacteria enduring endodontic treatment procedures by a combined reverse transcriptase–polymerase
chain reaction and reverse-capture checkerboard approach. J Endod. 2010; 36:45–52.
3. Peters LB, Wesselink PR, Moorer WR. The fate and role of bacteria left in root dentinal tubules. Int Endod J. 1995; 28:95–9.
4. Sundqvist G, Figdor D, Persson S, Sjogren U. Microbiological analysis of teeth with failed endodontic treatment and the outcome of
conservative retreatment. Oral Surg Oral Med Oral Pathol Oral Radiol Oral Endod.1998; 85:86– 93.
5. Wu MK, Kastakova A, Wesselink PR. Quality of cold and warm gutta-percha fillings in oval canals in mandibular premolars. Int Endod J. 2001; 34:485-91.
6. Beatty RG, Vertucci FJ, Zakariansen KL. Apical sealing efficacy of endodontic obturation techniques. Int Endod J. 1986; 19:237-41.
7. Beer R, Gängler P, Rupprecht B. Investigation of the canal space occupied by gutta-percha following lateral condensation and thermomechanical condensation. Int Endod J. 1987; 20:271-5.
8. Veis A, Molyvdas IA, Lambrianidis TP, Beltes PG. In vitro evaluation of apical leakage of root canal filling after in situ obturation with
thermoplasticized and laterally condensed guttapercha. Int Endod J. 1994; 27:213-7.
9. Cohen S, Burns RC. Caminhos da polpa. 7ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2000. 10. Dalat DM, Spangberg LSW. Comparison of apical leakage in root canals obtured with various gutta-
Técnica híbrida de Tagger para obturação de canais radiculares
26-31 percha techniques using a dye vacuum tracing method. J Endod. 1994; 20:315-9.
11. Haikel Y, Freymann M, Fanti V, Claissw A, Poumieer F, Watson M. Apical microleakage of radiolabeled lusozyme over time in techniques of root canal obturation. J Endod. 2000; 26:148-52.
12. Smith RS, Weller RN, Loushine RJ, Kimbrough WF. Effect of varying the depth of heat application on the adaptability of gutta-percha during warm vertical compaction. J Endod. 2000; 26:668-72.
13. Mc Spadden JT. Self study course for the thermatic condensation of gutta-percha. Toledo, Ohio: Ransom & Randolph; 1980.
14. Tagger M. Use of thermo–mechanical compactors as an adjunt to lateral condensation. Quintessence Int. 1984; 15: 27-30.
15. Santos SM, Soares JA, César CA, Brito-Júnior M, Moreira AN, Magalhães CS. Radiographic quality of root canal fillings performed in a postgraduate program in endodontics. Braz Dent J. 2010; 21:315-21.
16. Buchanann SL. The continuous wave of obturation technique: centered condensation of warm guttapercha in 12 seconds. Dent Today 1996; 15:60-7.

Downloads

Publicado

2016-05-23

Como Citar

Tavares, W. L. F., Lopes, R. C. P., Borges, D. C. P. C., Henriques, L. C. F., & Sobrinho, A. P. R. (2016). Opção pela técnica híbrida de Tagger para obturação de canais radiculares em clínica de pós-graduação em endodontia. Arquivos Em Odontologia, 48(1). Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/arquivosemodontologia/article/view/3588

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)