O (DES) COMPROMETIMENTO DOS PLANOS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO COM A FORMAÇÃO DOCENTE ESPECÍFICA DE NÍVEL SUPERIOR

Autores

  • Cleomar Locatelli Universidade Federal do Tocantins

Palavras-chave:

Formação docente, Experiência Prática, Planos Municipais.

Resumo

O artigo aborda o tratamento dado à formação docente nos planos municipais de educação. Tem como objetivo analisar o comprometimento dos municípios com a formação específica de nível superior e suas possíveis aproximações com tendências de flexibilização da formação inicial do professor. A pesquisa, de caráter predominantemente documental, abarcou 10 (dez) planos municipais de educação da região norte do estado do Tocantins e levantou informações correspondentes ao que preconiza a Meta 15 do PNE (2014). Constata-se, nas proposições do planejamento educacional local, uma maior adesão ou repercussão das demandas que tiveram origem no plano nacional e menor incidência de iniciativas próprias. Constata-se também, que parte significativa dos planos municipais analisados adota uma postura de comprometimento indireto ou parcial com a formação específica de nível superior, tornado menos evidente o indicador que revela o cumprimento da meta. Constata-se ainda, uma razoável aceitação ou repercussão de tendências de caráter tecnicistas para a formação do professor, enfatizando a valorização de experiencias práticas e ignorando a defesa da formação universitária/teórica/científica e crítica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cleomar Locatelli, Universidade Federal do Tocantins

Doutor em Políticas Públicas, mestre em Educação, graduado em Pedagogia. Professor da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Campus de Tocantinópolis - TO

Publicado

2021-06-08

Edição

Seção

Artigos