O SISTEMA DE ENSINO AUSTRALIANO

UM OLHAR SOBRE AS DESIGUALDADES EDUCACIONAIS

Autores

Palavras-chave:

Sistema de ensino Australiano, Desigualdades educacionais, Neoliberalismo.

Resumo

Neste artigo apresentamos parte dos resultados da pesquisa realizada no âmbito do estágio pós-doutoral,  que teve como objetivo central investigar o sistema de ensino australiano. A partir das evidências consolidadas em diferentes estudos acadêmicos e do exame dos documentos institucionais, os dados da pesquisa permitiram, dentre outros aspectos, identificar importantes marcações que servem de referência para o entendimento do sistema de ensino da Austrália. Neste artigo, especificamente, buscamos identificar como se apresentam as desigualdades no interior do sistema de ensino australiano. Com base nos dados analisados, não há como recusar, por exemplo, o fato de que as diferenças de desempenho nas avaliações de larga escala continuam sendo um desafio a ser superado pelas políticas educacionais. Neste cenário, parece-nos evidente que as atuais políticas educacionais australianas, incluindo a atual reforma curricular – fortemente influenciada pelo ideário político neoliberal – não estão conseguindo enfrentar e diminuir as persistentes desigualdades educacionais que marcam o sistema de ensino do país. Nosso interesse pelo sistema da Austrália justifica-se, dentre outras coisas, pelo uso do mesmo, especialmente pelas organizações empresariais que assumiram lugar privilegiado na formulação e implementação das políticas educacionais no Brasil, como um modelo de sucesso a ser seguido

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danielle de Sousa Santos, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo

Pós-Doutoranda pela Universidade Estadual de Campinas. Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (2018). Mestrado em Educação: História, Política, Sociedade pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2010). É pesquisadora vinculada ao Grupo de Pesquisa interinstitucional EMPesquisa - Pesquisas sobre Ensino Médio com sede na Unicamp. Foi professora na educação básica (Ensino Médio) e no ensino superior no período de 2007 a 2012. Atualmente é pedagoga da Diretoria de Educação Básica do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo. Desenvolve e orienta trabalhos de investigação na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino médio integrado, educação profissional de nível médio e políticas educacionais.

Dirce Djanira Pacheco e Zan, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação em Pedagogia (1991), mestrado (1996) e doutorado (2005) em Educação pela Universidade Estadual de Campinas. Atualmente é docente do Departamento de Ensino e Práticas Culturais (DEPRAC) da Faculdade de Educação/Unicamp. Foi diretora da FE/Unicamp e presidente do FORUMDIR (Fórum Nacional de Diretores de Faculdades, Centros de Educação ou Equivalentes das Universidades Públicas Brasileiras), no período de 2016 a 2020. Foi coordenadora de graduação (pedagogia e licenciaturas) na Unicamp e membro da diretoria do CEDES. É pesquisadora vinculada ao Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas, Educação e Sociedade (GPPES) da FE e do EMPesquisa (Grupo Interinstitucional Ensino Médio em Pesquisa). Desenvolve e orienta trabalhos de investigação na área de Educação, com ênfase nos seguintes temas: ensino médio, juventude e cultura.

Arquivos adicionais

Publicado

2022-07-06

Edição

Seção

Artigos