ANTROPOLOGIA E EDUCAÇÃO ESCOLAR:

A EDUCAÇÃO INDÍGENA, O COMBATE À MISOGINIA, À HOMOFOBIA E À DISCRIMINAÇÃO CONTRA A CULTURA AFRO-BRASILEIRA

Autores

  • Marcel de Almeida Freitas UEMG

Palavras-chave:

Antropologia e Escola, Misoginia, Homofobia, Cultura Afro-Brasileira, Educação Indígena

Resumo

O artigo enfoca algumas contribuições da Antropologia para quatro aspectos da educação escolar: a educação escolar indígena, a discriminação contra as mulheres e contra pessoas LGBTT, o racismo e o preconceito contra práticas culturais e tradições religiosas afro-brasileiras. No que diz respeito à metodologia, foi utilizada a revisão teórica sobre os referidos temas na interface da Antropologia com a Educação. Aqui o termo escola é entendido como a principal manifestação da educação formal no Ocidente e a partir do conceito de campo educacional, isto é, a partir de suas de suas estruturações históricas, sociais, políticas, econômicas e, notadamente, culturais, perspectiva com a qual a Antropologia pode contribuir bastante. Um dos postulados antropológicos mais importantes para a Educação Escolar é que, ao contrário do que geralmente se acredita no senso comum, o comportamento humano não depende tanto da natureza, mas decorre, sobretudo, da aprendizagem em contexto coletivo. No texto advoga-se que a Antropologia se volte mais para a educação escolar e, especialmente uma de suas aplicações práticas, a Pedagogia, se abra mais a contribuições do campo antropológico como veio fazendo em relação à Sociologia, à Filosofia e à Psicologia, por exemplo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcel de Almeida Freitas, UEMG

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Minas Gerais (1997), graduação em Licenciatura em Sociologia pela Faculdade de Educação da UFMG (1998), mestrado em Psicologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2004) e doutorado em Educação pela Faculdade de Educação da UFMG (2018). Atualmente professor substituto de Sociologia e Filosofia, CEFET-MG. Tem experiência em Ciências Humanas de forma multidisciplinar, atuando principalmente nas seguintes temáticas: relações de gênero, história, educação, psicologia social, filosofia, sociologia e antropologia.

Publicado

2021-07-12

Edição

Seção

Artigos