CUIDADO AS MULHERES HOMOSSEXUAIS/BISSEXUAIS NA FORMAÇÃO EM ENFERMAGEM: PERCEPÇÃO DE DISCENTES

Autores

  • Elisabeta Albertina Nietsche Universidade Federal de Santa Maria/ Professora Titular do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Maria.
  • Tais Tasqueto Tassinari Universidade Federal de Santa Maria/ Doutoranda pela Universidade Federal de Santa Maria
  • Tierle Kosloski Ramos Universidade Federal de Santa Maria/ Doutoranda pela Universidade Federal de Santa Maria
  • Cléton Salbego Universidade Federal de Santa Maria/Doutorando da Universidade Federal de Santa Maria. https://orcid.org/
  • Silvana Bastos Cogo Universidade Federal de Santa Maria/Professora Adjunta do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Maria.
  • Andrei Pompeu Antunes Universidade Federal de Santa Maria/ Acadêmico de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Maria.
  • Aline Gomes Ilha Universidade Federal de Santa Maria/ Mestranda da Universidade Federal de Santa Maria

Palavras-chave:

Educação em enfermagem, Estudantes de enfermagem, Homossexualidade, Homossexualidade feminina

Resumo

No Sistema Único de Saúde (SUS), a integralidade é um dos princípios fundamentais, o que requer dos profissionais um melhor conhecimento da situação de saúde do usuário, considerando suas relações e seu histórico social, garantindo assim, um acolhimento e um atendimento adequado e de qualidade. Além disso, o usuário deve ser tratado sem distinções, entre elas menciona-se a distinção de gênero e orientação sexual. Busca analisar a percepção dos graduandos do curso de enfermagem quanto sua formação para o cuidado de mulheres homossexuais e bissexuais e identificar as potencialidades e fragilidades encontradas em suas práticas acadêmicas. Pesquisa qualitativa exploratória. A coleta de dados ocorreu com 15 participantes, por meio de uma entrevista semiestruturada, no período de setembro a outubro de 2015. A análise e interpretação estiveram embasadas Análise de Conteúdo de Bardin. Os resultados organizaram-se em três categorias: influências da formação no cuidado prestado às mulheres homossexuais e bissexuais; potencialidades no cuidado às mulheres homossexuais e bissexuais com relação à formação acadêmica; fragilidades e alternativas acerca da formação no cuidado à mulheres homossexuais e bissexuais. Por fim, identificou-se a necessidade de ampliação da reflexão acerca do tema na formação, a fim de formar enfermeiros generalistas preparados e seguros para realizar o cuidado adequado às mulheres homossexuais e bissexuais atendendo suas especificidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elisabeta Albertina Nietsche, Universidade Federal de Santa Maria/ Professora Titular do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Maria.

Enfermeira. Doutora em Enfermagem.  Professora Titular do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Maria. Endereço postal: Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Enfermagem, Campus Universitário - Av. Roraima, Camobi - Santa Maria, RS - Brasil, Telefone: (55) 32208263. Universidade Federal de Santa Maria.

Tais Tasqueto Tassinari, Universidade Federal de Santa Maria/ Doutoranda pela Universidade Federal de Santa Maria

Enfermeira. Doutoranda em Enfermagem.  Endereço postal: Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Enfermagem, Campus Universitário - Av. Roraima, Camobi - Santa Maria, RS - Brasil, Telefone: (55) 32208263. Universidade Federal de Santa Maria.

Tierle Kosloski Ramos, Universidade Federal de Santa Maria/ Doutoranda pela Universidade Federal de Santa Maria

Enfermeira. Doutoranda em Enfermagem.  Endereço postal: Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Enfermagem, Campus Universitário - Av. Roraima, Camobi - Santa Maria, RS - Brasil, Telefone: (55) 32208263. Universidade Federal de Santa Maria.

Cléton Salbego, Universidade Federal de Santa Maria/Doutorando da Universidade Federal de Santa Maria.

Enfermeiro. Doutorando em Enfermagem pela Universidade Federal de Santa Maria. Endereço postal: Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Enfermagem, Campus Universitário - Av. Roraima, Camobi - Santa Maria, RS - Brasil, Telefone: (55) 32208263. Universidade Federal de Santa Maria.

Silvana Bastos Cogo, Universidade Federal de Santa Maria/Professora Adjunta do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Maria.

Enfermeira. Doutora em Enfermagem.  Professora Adjunta do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Maria. Endereço postal: Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Enfermagem, Campus Universitário - Av. Roraima, Camobi - Santa Maria, RS - Brasil, Telefone: (55) 32208263. Universidade Federal de Santa Maria.

Andrei Pompeu Antunes, Universidade Federal de Santa Maria/ Acadêmico de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Maria.

Acadêmico de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Maria, bolsista do Fundo de Incentivo à Pesquisa (FIPE) . Endereço postal: Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Enfermagem, Campus Universitário - Av. Roraima, Camobi - Santa Maria, RS - Brasil, Telefone: (55) 32208263. Universidade Federal de Santa Maria.

Aline Gomes Ilha, Universidade Federal de Santa Maria/ Mestranda da Universidade Federal de Santa Maria

Enfermeira. Mestranda em Enfermagem, bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).  Endereço postal: Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Enfermagem, Campus Universitário - Av. Roraima, Camobi - Santa Maria, RS - Brasil, Telefone: (55) 32208263. Universidade Federal de Santa Maria.

Publicado

2022-05-06

Edição

Seção

Artigos