LETRAMENTO E FORMAÇÃO DOCENTE: UMA ANÁLISE DA LITERATURA

Autores

Palavras-chave:

Formação Docente, Ensino Superior, Letramentos

Resumo

Este estudo objetiva revisar as pesquisas brasileiras sobre as práticas de letramento na formação do docente universitário. As buscas foram realizadas na base SciELO e no Portal de Periódicos CAPES, no período de 2013 a 2019, sendo analisados, na íntegra, 20 artigos. Os enunciados foram interpretados à luz da análise dialógica do discurso. Verificaram-se poucos estudos que tratam diretamente da relação entre as práticas de letramentos e a formação do docente do ensino superior. Destaca-se, ainda, o predomínio de orientações técnico procedimentais, visando à melhoria das práticas de leitura e escrita em cursos de licenciatura, principalmente àqueles cuja linguagem é objeto de estudo. A relevância do letramento na formação do docente universitário no Brasil é discutida com base em pesquisas internacionais anteriores. Aponta-se a necessidade de avanços neste campo de discussão, por meio de um olhar interdisciplinar e orientado por uma concepção discursiva da linguagem, que perceba sua centralidade nas práticas formativas do professor universitário das diferentes áreas de atuação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriane Alves da Silva, UFPR

Mestre em Educação pela UFPR (2014) e doutoranda na Linha de Processos Psicológicos em Contextos Educacionais pela mesma instituição. Possui Especialização em Metodologia do Ensino Superior pela UNIFACEAR  (2012) e Graduação em Letras pela UFPR (2008). Atua como professora das séries iniciais do Ensino Fundamental na Rede Municipal de Educação de Curitiba e como docente do ensino superior na UNIFACEAR.

Miriam A G S Pan, Universidade Federal do Paraná

Doutora em Letras pela Universidade Federal do Paraná com Pós-doutorado em Políticas Educacionais na Educação Superior na University of Texas at Austin. Professora do Programa de Pós-graduação em Educação e do Programa de Pós-graduação em Psicologia da Universidade Federal do Paraná.

 

Publicado

2022-07-06

Edição

Seção

Artigos