COMO O TURISMO FAZ PARA ENSINAR?

TURISMO ÉTNICO PARANAENSE E SUAS AÇÕES EDUCATIVAS

Autores

Palavras-chave:

turismo e educação, ação educativa, turismo étnico, imigração

Resumo

Neste artigo discutiremos as articulações que alguns grupos étnicos imigrantes paranaenses realizam na efetivação de um turismo étnico, e como as suas experiências, inclusive, podem ser pensadas enquanto ações educativas. Trata-se de um tema ainda pouco explorado na interface entre o Turismo e a Educação, especialmente no que se refere aos aspectos étnicos imigrantes.  Mais especificamente, o objetivo é identificar as ações educativas, traçando tendências e temas ao longo da trajetória da criação de atividades turísticas, levando em consideração também as pesquisas feitas na região central do Paraná, envolvendo: suábios do Danúbio em Entre Rios (Guarapuava), holandeses em Carambeí e Castrolanda (Castro), ucranianos em Prudentópolis e os menonitas em Witmarsum (Palmeira). É importante ressaltar que este texto traz os primeiros resultados de um estudo qualitativo que cumpre o segundo objetivo de oferecer devolutivas para as comunidades em questão, visto que as suas experiências particulares serão comparadas entre si, e complementadas com pesquisas acadêmicas já realizadas. Portanto, os principais métodos foram as entrevistas realizadas com alguns dos idealizadores e realizadores de programas turísticos durante a pesquisa de campo, junto com a observação (não)-participante, documentos públicos disponibilizados pela própria comunidade e pesquisas acadêmicas feitas pensando o turismo e suas áreas adjacentes. A partir daí poderão ser pensadas outras possibilidades para um melhor aproveitamento do legado étnico-imigrante nas articulações turísticas, e também na elaboração de atividades educativas que facilitarão a sua execução.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Milan Puh, Universidade de São Paulo

Graduado em Língua e Literatura Portuguesa pela Universidade de Zagreb. Mestre em Filologia e Língua Portuguesa pela Universidade de São Paulo. Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo. Bacharel em História pela Universidade de São Paulo 

Poliana Fabíula Cardozo, Universidade do Centro-Oeste do Paraná

Doutora em Geografia, Mestre e Bacharel em Turismo. Docente e Pesquisadora da Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná para os cursos de Turismo e Pós-Graduação em Educação. Estágio de Pós-Doutorado na ULL (Espanha) com bolsa Capes.  

Publicado

2022-07-05

Edição

Seção

Artigos