O APOIO AO DOCENTE EM INÍCIO DE CARREIRA

IMPACTOS NA INDUÇÃO PROFISSIONAL DOCENTE DO PROGRAMA RESIDÊNCIA DOCENTE DO COLÉGIO PEDRO II

Autores

Palavras-chave:

indução profissional docente, professores iniciantes, formação de professores, profissão docente, residência docente.

Resumo

Esta pesquisa teve por objetivo realizar um estudo sobre uma ação de indução profissional do docente recém-formado, com foco no diálogo entre instituição de formação e escola, relacionando com os resultados destas ações. Utilizando como metodologia  abordagens quantitativa, qualitativa e narrativa, realizamos investigação com docentes dos anos iniciais do ensino fundamental e da educação infantil, participantes de um programa que auxilia professores recém formados na sua indução profissional, o Programa piloto Residência Docente no Colégio Pedro II no Rio de Janeiro/Brasil. Tivemos como objetivo analisar o impacto deste Programa na indução profissional destes docentes, por meio de questionários e entrevistas, focalizando as dificuldades que encontram na sua prática pedagógica, a importância do auxílio que o Programa lhes deu, o papel dos professores orientadores regentes (da escola básica do Colégio Pedro II), dos supervisores docentes do Programa, no início da sua atuação profissional e na relação com a sua escola. Por fim, esta investigação oferece  contribuições para as ações de apoio aos professores iniciantes para uma melhor atuação profissional e até como forma de diminuir a desmotivação e o abandono docente, bem como para a ampliação das poucas experiências existentes nesta área no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amanda Oliveira Rabelo, Universidade Federal Fluminense

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (2000), mestrado em Memória Social pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (2004), doutorado em Ciências da Educação pela Universidade de Aveiro (2009), pós-doutorado em Ciências da Educação pela Universidade de Coimbra (2012), pós-doutorado em Educação pelo PPGE-UFRJ (2018). É professora adjunta da Universidade Federal Fluminense e coordenou a elaboração e o envio da proposta do Mestrado de Ensino para a Capes que foi aprovada em dezembro de 2014, coordenando o curso de Mestrado em Ensino de 2015 a 2017, ministrando disciplinas e orientando discentes. Tem experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: indução profissional docente, formação de professores dos anos iniciais e educação infantil, prática pedagógica, estágio docente, escolha profissional, e memória. Foi premiada em 2016 como "Jovem Cientista do Nosso Estado" pela Faperj.

Publicado

2022-01-13

Edição

Seção

Dossiê - Formação Docente e Práticas Pedagógicas: tempos, tensões e invenções