PRODUZINDO A SUBALTERNIDADE

AS MERENDEIRAS NOS DOCUMENTOS E INICIATIVAS DA GESTÃO FEDERAL DO PNAE

Autores

Palavras-chave:

merendeira, educação alimentar, alimentação escolar, políticas públicas, educação

Resumo

Neste trabalho tratamos da merendeira, profissional responsável pelo preparo da alimentação escolar das escolas públicas brasileiras e que exerce papel fundamental para o atingimento dos objetivos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE): contribuir para o crescimento e desenvolvimento biopsicossocial, para a aprendizagem, para o rendimento escolar e para a formação de hábitos alimentares saudáveis dos estudantes. Apesar da importância da merendeira para o Programa, o seu potencial educativo é muitas vezes invisibilizado e não reconhecido no âmbito escolar. Diante disso, este estudo teve como objetivo averiguar quais são os documentos e iniciativas desenvolvidos pela gestão federal do PNAE que envolvem a merendeira e se podem contribuir com a (des)valorização da sua profissão e sua manutenção como sujeito não participante das decisões no âmbito escolar, reforçando sua posição de subalternidade. A análise documental permitiu verificar que o Programa possui arcabouço legal para fortalecer e valorizar os papéis das merendeiras, especialmente no que se refere à função de educadora. Porém, a análise sugere que as ações ficam mais voltadas para o âmbito da inscrição no discurso oficial do que no da representação/representatividade, o que pode contribuir para o seu desprestígio social e a consolidação da sua função enquanto sujeito subalterno.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Belloni Melgaço, Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação

Servidora pública do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - Ministério da Educação. Mestranda do Programa de Pós Graduação em Educação na Universidade de Brasília - UnB.

Rodrigo Matos-de-Souza, Universidade de Brasília (UnB)

Professor da Faculdade de Educação da Universidade de Brasília -UnB. Presidente da Associação Brasileira de Pesquisa (Auto)Biográfica -BIOgraph. Editor-chefe da Revista Linhas Críticas.

Publicado

2022-05-06

Edição

Seção

Artigos