DISCUSSIONS AND TRENDS OF THESES AND DISSERTATIONS ON TRAINING SCIENCE TEACHERS IN NON-FORMAL SPACES: A SYSTEMATIC BIBLIOGRAPHIC REVIEW

DISCUSSÕES E TENDÊNCIAS DAS TESES E DISSERTAÇÕES SOBRE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS EM ESPAÇOS NÃO FORMAIS: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA SISTEMÁTICA

Autores

  • Yuri Cavaleiro De Macêdo Coelho UFPA
  • Endell Menezes de Oliveira UFPA
  • Ana Cristina Pimentel Carneiro de Almeida UFPA

DOI:

https://doi.org/10.1590/1983-21172021230103%20

Palavras-chave:

Espaços Não Formais, Formação de Professores, Revisão Sistemática

Resumo

Este estudo buscou investigar como os Programas de Pós-Graduação brasileiros têm estruturado suas pesquisas, teses e dissertações, sobre formação de professores de Ciências em Espaços Não Formais (ENF), além das principais discussões sobre esta temática. Metodologicamente, realizou-se uma revisão sistemática de teses e dissertações encontradas na base de dados da Biblioteca Digital (BDTD), utilizando a Análise Textual Discursiva para análise do corpus. Constatou-se que os trabalhos selecionados investigam a ação/formação em ENF de licenciandos, bem como a natureza e/ou reflexos de cursos de formação continuada. Verificou-se que muitas formações implementadas em ENF são curtas, descontínuas, mais informativas/instrutivas do que reflexivas e excluem os professores do planejamento. Nesse contexto, acredita-se que a formação de professores em ENF se consolidará apenas com o fortalecimento da aliança entre Universidade, Escola e ENF.

 

This study sought to investigate how Brazilian Postgraduate Programs have structured their research, theses and dissertations, on the training of science teachers in non-formal spaces (NFS), in addition to the main discussions on this theme. Methodologically, a systematic review of theses and dissertations found in the database of the Digital Library (BDTD) was carried out, using the Discursive Textual Analysis for corpus analysis. It was found that the selected studies investigate the action/training in NFS of undergraduate students, as well as the nature and/or reflexes of continuing education courses. It was found that many training courses implemented in NFS are short, discontinuous, more informative/instructive than reflective and exclude teachers from planning. In this context, it is believed that the training of teachers in NFE will be consolidated only with the strengthening of the alliance between University, School and NFS.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALVES, G. H. V. S.; CARLÉTI, C.; RODRIGUES, M. C. S.; FRAGEL-MADEIRA, L.; COUTINHO-SILVA, R.; PEREIRA, G. R. Os mediadores do Ciências Sob Tendas: análise de suas percepções acerca das contribuições de um museu de ciências universitário. Research, Society and Development, v. 9, n. 8, 2020.

ANDRÉ, M. E. D. A. Formação de professores: a constituição de um campo de estudos. Educação (PUCRS. Impresso), v. 33, p. 6-18, 2010.

BATISTA, B. R. G. S. Do horizonte local às representações da Terra e demais astro no espaço: um minicurso para professores e planetaristas. 2017. 287 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências Naturais e Matemática) Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática, Natal (RN), 2017.

BIASUTTI, L. D. O engajamento mútuo como elemento formativo de mediadores em espaços de educação não formal. 2014. 184 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Biologia) - Ensino de Ciências (Física, Química e Biologia), Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014.

BORBA, R. Representação de meio ambiente e a prática pedagógica: um estudo com professores participantes do curso de Educação Ambiental para Unidades de Conservação. 2017. 171 f. Dissertação (Mestrado em Ensino) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Campus de Foz do Iguaçu, PR, 2017.

BOTELHO, L. L. R.; CUNHA, C. C. A; MACEDO, M. O método da revisão integrativa nos estudos organizacionais. Gestão e Sociedade, v. 5, n. 11, p. 121-136, 2011.

BRZEZINSKI, I. Formação de profissionais da educação (2003-2010). Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2014. 153 p.

CAJUEIRO, D. D. S. Entre cientistas, pesquisadores, professores e experimentos: compreendendo compreensões de experiências formativas no ensino de Ciências. 2017. 150f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e Matemáticas) – Instituto de Educação Matemática e Científica, Universidade Federal do Pará, 2017.

CARVALHO, M. A. Um estudo sobre a inserção de atividades em educação não formal na disciplina Metodologia e Prática do Ensino de Física da Universidade Estadual de Londrina. 2009. 143 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Educação Matemática) - Centro de Ciências Exatas, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR, 2009.

CAZELLI, S., MARANDINO, M., STUDART, D. Educação e Comunicação em Museus de Ciências: aspectos históricos, pesquisa e prática. In: GOUVÊA, G.; MARANDINO, M.; LEAL, M. C. (Org.) Educação e Museu: a construção social do caráter educativo dos museus de ciências. Rio de Janeiro: FAPERJ, Editora Access, 2003.

CIRILO, I. G. As contribuições das formações de professores, em museus, para a prática docente. 2018. 117 f. Dissertação (Mestrado em Ensino e História das Ciências e da Matemática), Universidade Federal do ABC, Programa de Pós-Graduação em Ensino e História das Ciências e da Matemática, Santo André (SP), 2018.

DANTAS, P. F. C. A Educação não formal no Estado de Sergipe: concepções e ações dos profissionais dos cursos de licenciatura em química. 2014. 170 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) - Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2014.

FABRÍCIO, T. M. A cidade educadora e o enfoque CTS: articulações possíveis a partir dos professores de ciências em formação. 2016. 205 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, 2016.

FERREIRA, H. S.; GONÇALVES, T. O.; LAMEIRÃO, S. V. O. C. Aproximações entre neurociência e educação: uma revisão sistemática. Revista Exitus, v. 9, n. 3, Jul./Set. 2019.

FONTANELLA, D. Ensino de astronomia: investigando a formação docente em um espaço não formal. 2015. 125 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, PR, 2015.

FRANÇA, S. B. 2014. 298 f. Tese (Programa de Pós-Graduação em Ensino das Ciências) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, RE, 2014.

JACOBUCCI, D. F. C. A formação continuada de professores em Centros e Museus de Ciências no Brasil. 2006. 320p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP, 2006.

KOFINAS, A.; SAUR-AMARAL, I. 25 years of knowledge creation processes in pharmaceutical contemporary trends. Comportamento Organizacional e Gestão, v. 14, n. 2, p. 257-280, 2008.

MARTINS, C. S. O Planetário: Espaço Educativo Não Formal Qualificando Professores da Segunda Fase do Ensino Fundamental para o Ensino Formal. 2009. 112 f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e Matemática) Universidade Federal de Goiás, Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática, Goiânia (GO), 2009.

MEGID NETO, J. Tendências da pesquisa acadêmica sobre o ensino de Ciências no nível fundamental. 1999. 114 p. Tese (Doutorado) Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas (SP), 1999.

MORAES, R; GALIAZZI, M. C. Análise Textual Discursiva. Ijuí: Editora Unijuí, 2011.

MORAES, R; GALIAZZI, M. C. Análise textual discursiva: processo construído de múltiplas faces. Ciência & Educação, v.12, n.1, p.117-128, 2006.

MOTIN, S. D.; GONÇALVES, R. M. T.; CASSINS, D. M. S. O.; SAHEB, D. A educação ambiental na formação inicial docente: um mapeamento das pesquisas brasileiras em teses e dissertações. Investigações em Ensino de Ciências, v. 24, n. 1, 2019.

NARDI, R. A área de ensino de Ciências no Brasil: fatores que determinaram sua constituição e suas características segundo pesquisadores brasileiros. 2005. 170 p. Tese (Doutorado) - Faculdade de Ciências, Universidade Estadual Paulista, Bauru, 2005.

NEGRÃO, F. C.; MORHY, P. E. D. A inserção da disciplina de educação em espaços não formais no curso de pedagogia. Revista REAMEC, v. 7, n. 3, set./dez. 2019.

NETO, R. P. B.; ROCHA, D. P.; SANTANA, A. M. SOUZA, A. A. S. Robótica na Educação: Uma Revisão Sistemática dos Últimos 10 Anos. In: Brazilian Symposium on Computers in Education (Simpósio Brasileiro de Informática na Educação - SBIE), 26., 2015, Maceió. Anais eletrônicos... Maceió: Sociedade Brasileira de Computação, 2015. p. 386-393.

OLIVEIRA, E. M; ALMEIDA, A. C. P. O espaço não formal e o ensino de ciências: um estudo de caso no Centro de Ciências e Planetário do Pará. Investigações em Ensino de Ciências, v. 24, p. 345, 2019.

OLIVEIRA, E. M. O espaço não formal e o ensino de ciências: um estudo de caso no Centro de Ciências e Planetário do Pará. 2018. 80f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e Matemáticas) – Instituto de Educação Matemática e Científica, Universidade Federal do Pará, 2018.

OLIVEIRA, L. S. J.; FONSECA, A. P. M. FACHÍN-TERÁN, A. Formação de conceitos científicos usando o tema dos vegetais com estudantes do ensino fundamental. Revista REAMEC, v. 8, n. 1, jan./abr. 2020.

OLIVEIRA, R. I. R. Utilização de espaços não formais de educação como estratégia para a promoção de aprendizagens significativas sobre evolução biológica. 2011. 154 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências) - Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências, Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2011.

OVIGLI, D. B. Panorama das pesquisas brasileiras sobre educação em museus de ciências. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, v. 96, n. 244, p.577-595, 2015.

OVIGLI, D. F. B. Os saberes da mediação humana em centros de ciências: contribuições à formação inicial de professores. 2009. 230 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, 2009.

PEZZI, F. A. S.; MARIN, A. H. Fracasso Escolar na Educação Básica: Revisão Sistemática da Literatura. Trends in Psychology, v. 25, n. 1, 2017.

PIRES, V.; NASCIMENTO, J. V.; FARIAS, G. O.; SUZUKI, C. C. M. Identidade docente e educação física: um estudo de revisão sistemática. Revista Portuguesa de Educação, v. 30, n. 1, p. 35-60, 2017.

PRADA, E. A. Metodologias de pesquisa-formação de professores nas dissertações, teses: 1999-2008. In: ANPED SUL – Seminário de Pesquisa em Educação da Região Sul, 9., 2012, Caxias do Sul. Anais... Caxias do Sul: UCS, 2012. p. 1-16

PRUDÊNCIO, C. A. V. Perspectiva CTS em estágios curriculares em espaços de divulgação científica: contributos para a formação inicial de professores de Ciências e Biologia. 2013. 150 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2013.

PUGLIESE, A. Os museus de ciências e os cursos de licenciatura em ciências biológicas: o papel desses espaços na formação inicial de professores. 2015. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015.

RAMOS, A.; FARIA, P. M.; FARIA, A. Revisão Sistemática de Literatura: contributo para a inovação na investigação em Ciências da Educação. Revista Diálogo Educacional, v. 14, n. 41, 2014.

ROMANOWSKI, J. P. Tendências da pesquisa em formação de professores. Atos de Pesquisa em Educação - PPGE/ME, v. 8, n. 2, p.479-499, 2013.

RONCHI, R. R. Desenvolvimento profissional docente na educação não formal: formando(-se) educador no “Programa SESI Ciências Itinerante”. 2018. 151 f. Dissertação (Mestrado em Educação) Universidade Regional de Blumenau, Programa de Pós-Graduação em Educação, Blumenau (SC), 2018.

SANTOS, A. S. Espaços não formais de ensino: contribuições de uma ação formativa para a prática de professores de ciências. 2016. 195f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências Naturais e Matemática) - Centro de Ciências Exatas e da Terra, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN, 2016.

SANTOS, W. L. P. Educação Científica na Perspectiva de Letramento como Prática Social. Revista Brasileira de Educação, v. 12, n. 36, p. 474-492, 2007.

SILVA, F. S.; SANTOS, S. D. F.; FACHÍN- TERÁN, A. O Jardim Zoológico do CIGS: um espaço para despertar a sensibilização ambiental. Revista REAMEC, v. 7. n. 2, 2019.

SILVA, M. C. B. O museu de ciência como cenário da formação docente: saberes e concepções de licenciandos mediadores do Museu Seara da Ciência - UFC. 2018. 117f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2018.

VENTURIERI, B. A formação de professores dos anos iniciais do ensino fundamental em espaços não formais na Amazônia: investigando uma iniciativa no Centro de Ciências e Planetário do Pará. 2019. 165f. Tese (Doutorado em Educação Para a Ciência) – Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Universidade Estadual Paulista – Unesp, 2019.

VOSGERAU, D. S. R., MEYER, P.; CONTRERAS, R. Análise de dados qualitativos nas pesquisas sobre formação de professores. Revista Diálogo Educacional, v. 17, n. 53, 2017.

WALTER, S. A.; BACH, T. M. Adeus papel, marca-textos, tesoura e cola: inovando o processo de análise de conteúdo por meio do ATLAS.ti. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 16, n. 2, p. 275-308, 2015.

WENGER, E.; MCDERMOTT, R.; SNYDER, W. Cultivating communities of practice. Boston: Harvard, 2002.

YANO, V. T. B.; ALVES, J. M.; CUNHA, A. L. R. S. Subjetividade e formação inicial docente no Centro de Ciências e Planetário do Pará. Amazônia – Revista de Educação em Ciências, v. 14, n. 30, Jan.-Jul. 2018.

YANO, V. T. B. Formação inicial e subjetividade docente no Centro de Ciências e Planetário do Pará. 2017. 117 f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e Matemáticas) Universidade Federal do Pará, Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemáticas, Belém (PA), 2017.

Publicado

2021-03-19

Edição

Seção

RELATOS DE PESQUISAS / RESEARCH REPORTS