Análise multitemporal dos estágios de desenvolvimento da atividade turística e das mudanças no uso e ocupação do solo do distrito de Monte Verde (MG)

Autores

  • Laura M. G. Salles Bachi Mestrado em Análise e Modelagem de Sistemas Ambientais - IGC/UFMG
  • Marcos Antonio Timbó Elmiro Prof Adjunto Departamento de Cartografia - IGC/UFMG

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-549X..13426

Palavras-chave:

Modelo do Ciclo de Vida das Destinações Turísticas, Uso e Ocupação do Solo, Monte Verde, Sensoriamento Remoto.

Resumo

A atividade turística possui impactos notáveis do ponto de vista social, ambiental e espacial. Os estágios de seu desenvolvimento podem ser identificados a partir do Modelo do Ciclo de Vida, proposto por Butler em 1980, e melhor visualizados sobre o território quando se recorre a métodos de Sensoriamento Remoto na análise de mudanças no uso e ocupação do solo. Com base nessa premissa, tem-se como objetivo associar e analisar os estágios de desenvolvimento da atividade turística aos padrões de cobertura e uso do solo no distrito de Monte Verde, especialmente na Vila Monte Verde, pertencente ao município de Camanducaia, localizado na região sul do estado de Minas Gerais. Os resultados mostram o crescimento acelerado da área urbana onde se concentram os equipamentos de hospedagem e demais elementos da estrutura turística, demonstrando que o território de Monte Verde está no estágio de desenvolvimento, porém com indícios do estágio de consolidação da atividade turística.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AHMAD, Farooq. Detection of change in vegetation cover using multi-spectral and Multitemporal information for district Sargodha, Pakistan. Revista Sociedade & Natureza, Uberlândia, v. 24, n. 3, p. 557-571, Dezembro/ 2012. Disponível em: <http://www.seer.ufu.br/index.php/sociedadenatureza/article/view/17893/pdf> Acesso em: 30 abr. 2016.

BENEDETTO, Anthony di.; BOJANIC, David. Tourism Area Life Cycle Extensions. Annals of Tourism Research, v. 20, n. 3, p. 557-570, 1993. Disponível em: <http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/016073839390009R> Acesso em: 30 abr. 2016.

BENI, Mário Carlos. Análise Estrutural do Turismo. São Paulo: Editora Senac, 2002. BUTLER, Richard. The Tourism Area Life Cycle: Applications and Modifications. London: Channel Views Publications, 2006.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. IBGE Cidades. Censo Demográfico 2010. Disponível em: <http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/temas.php?lang=&codmun=311050&idte ma=1&search=minas-gerais| camanducaia|censodemografico-2010:-sinopse-> Acesso em 31 ago. 2016.

CAMANDUCAIA, Plano Municipal de Turismo 2014 – 2017. Publicado em 2013. Disponível em: <http://www.t360consultoria.com/wp-content/uploads/2013/06/PMTCamanducaia-1.pdf> Acesso em 18 abr. 2017.

CARDOSO, Thiago. et al. Análise multitemporal da Área de Proteção Ambiental de Belém e Parque Ambiental de Belém. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, INPE, Natal. Anais XIV, p.1283-1290, Abril/2009. Disponível em: <http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/94115/1/1283-1290. pdf> Acesso em: 30 abr. 2016.

CARVALHO JÚNIOR, Osmar. et al. Processamento e análise de imagens multitemporais para o perímetro de irrigação de Gorutuba (MG). In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, INPE, Goiânia, Abril/ 2005. Anais XII. p.473-480. Disponível em:< http://marte.sid.inpe.br/col/ltid.inpe.br/sbsr/2004/12.06.13.32/doc/473.pdf> Acesso em: 30 abr. 2016.

CASSELLES, V.; LOPEZ GARCIA, M. J. An alternative simple approach to estimate atmospheric correction in multi-temporal studies. International Journal of Remote Sensing, v. 10, p. 1127-1134, 1989. Disponível em: <http://adsabs.harvard.edu/abs/1989IJRS...10.1127C> Acesso em: 30 abr. 2016.

COOPER, Chris .The life cycle concept and strategic planning for coastal resorts. Built Environment, Oxon, v. 18, n. 1, p. 57-66, 1992. CHOY, D. J. L. Life Cycle Models of Pacific Island Destinations. Journal of Travel Research. vol. 30 n. 3, p. 26-31, 1992. Disponível em: <http://jtr.sagepub.com/content/30/3/26.short> Acesso em: 24 abr. 2016.

FALCÃO, Mariana; GÓMEZ, Carla. Análise da sustentabilidade de Destinos Turísticos: Uma proposta teórica de adequação do Modelo do Ciclo de Vida de áreas turísticas às dimensões de sustentabilidade. Revista Eletrônica Turismo – Visão e Ação, Vale do Itajaí, v. 14, n. 3, p. 304-321, SetembroDezembro/2012. Disponível em: <http://siaiap32.univali.br/seer/index.php/rtva/article/ view/2863/2400> Acesso em: 24 abr. 2016.

FRANÇA, Glauco. S.; STEHMANN. Composição florística e estrutura do componente arbóreo de uma floresta altimontana no município de Camanducaia, Minas Gerais, Brasil. Revista Brasil. Bot., v.27, n.1, p.19-30, Jan.-Mar. 2004.

GETZ, D. Tourism Planning and Destination Life Cycle. Annals of Tourism Research, v. 19, p.752-770, 1992. Disponível em: <https://www.researchgate.net/publication/222473782_Tourism_Planning_and_Destinati on_Life_Cycle> Acesso em: 24 abr. 2016.

GORDON, I. & GOODAL B. Resort cycles and development processes. Built Environment, p.41-56, 1992. Disponível em: Acesso em: 24 abr. 2016.

IRONS, J. R.; DWYER, J. L.; BARSI, J. A. The next Landsat satellite: The Landsat Data Continuity Mission. Remote Sensing of Environment, n. 122, p.11-21, julho /2012. Disponível em: <http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0034425712000363> Acesso em: 24 abr. 2016.

JOHNSTON, C. S. Shoring the foundations of the destination life circle model, part 1: ontological and epistemological considerations. Tourism Geographies, v. 3, n.1, p.2-28, 2001. Disponível em: <http://www.tandfonline.com/doi/ pdf/10.1080/1461668001000 8685> Acesso em: 24 abr. 2016.

MARTIN, B. S.; UYSAL, M. An Examination of the Relationship Between Carrying Capacity and the Tourism Lifecycle: Management and Policy Implications. Journal of Environmental Management. n. 31, p. 327-333, 1989. Disponível em: <http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0301479705800611> Acesso em: 16 abr. 2016.

NOVO, Evilyn. Sensoriamento Remoto: Princípios e Aplicações. São Paulo: Editora Blucher, 2008.

LI, Peng; LUGUANG, Jiang; FENG, Zhiming. Cross comparison of Vegetal Indices Derived from Landsat-7 Enhanced Thematic Mapper Plus (ETM+) and Landsat-8 Operational Land Imager (OLI) Sensors. Journal of Remote Sensing. p. 310-329, Dezembro/2013. Disponível em: Acesso em: 16 abr. 2016.

RODRÍGUEZ, Juan.; PARRA-LOPÉZ, Eduardo.; YANESESTÉVEZ, Vanessa. The sustainability of island destinations: Tourism area life cycle and teleological perspectives. The case of Tenerife. Tourism Management, v. 29, p. 53-65, Fevereiro/2008. Disponível em:< file:///C:/Users/aluno/Downloads/00b329e60cf 2d1b85503fb7a.pdf> Acesso em: 30 abr. 2016.

RUHOFF, Anderson. Geoprocessamento de Recursos Hídricos em Bacias Hidrográficas: Modelagem Ambiental com a simulação de cenários preservacionistas. 2004, 93 f. Tese (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Geomática, Universidade Federal de Santa Maria,Santa Maria, 2004 Disponível em: <http://cascavel.cpd.ufsm.br/tede/tde_arquivos/21/TDE-2007-10-23T190934Z-922/Publico/ANDERSONRUHOFF.pdf> Acesso em: 30 abr. 2016.

SANCHES, Ieda. et al. Análise comparativa de três métodos de correção atmosférica de imagens Landsat 5 – TM para obtenção de reflectância de superfície e NDVI. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, INPE, Curitiba, Maio/2011. Anais XV. São Paulo, p.7564-7571. Disponível em: <https://www.cnpm.embrapa.br/projetos/mapastore/download/PDF10.pdf> Acesso em: 30 abr. 2016.

ZHONG, Linsheng.; DENG, Jinyang.; XIANG, Baohui. Tourism development and the tourism área life cycle model: A case study of Zhangjiajie National Forest Park, China. Tourism Management. v. 29, p. 841-856, Outubro/ 2008. Disponível em: <https://www.researchgate.net/publication/223195573_Tourism_development_and_the_tourism_area_lifecycle_model_A_case_study_of_ Zhangjiajie_National_Forest_P ark_China> Acesso em: 30 abr. 2016.

Downloads

Publicado

2017-08-25

Como Citar

Bachi, L. M. G. S., & Elmiro, M. A. T. (2017). Análise multitemporal dos estágios de desenvolvimento da atividade turística e das mudanças no uso e ocupação do solo do distrito de Monte Verde (MG). Revista Geografias, 72–88. https://doi.org/10.35699/2237-549X.13426

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)