Tensões entre Utopia e distopia

reflexões sobre ordem e controle social no optimoreipublicae de Thomas More

Autores

  • Ana Luisa Ennes Murta Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.35699/2525-3263.2020.28685

Palavras-chave:

Utopia, Distopia, Controle social, Ordem, Disciplina, Thomas More

Resumo

Diante de uma recorrência cada vez mais frequente a noções de utopia e distopia, este artigo busca tensionarrelações possíveis entreconceitos geralmente tidos como opostos. Num primeiro momento, promoveremos um debate que busca desambiguar as formas que a utopia passou a conformar desde sua criação, destacando um gênero literário poucas vezes aludido. A partir dessas elucidações, dedicaremos maior atenção à Utopiamoreana, com o objetivo de evidenciar uma série de aspectos disciplinadores representados na obra. Elementos estes que, apesar de soarem pouco agradáveis ao leitor contemporâneo, também serão problematizados e entendidos em contexto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Luisa Ennes Murta, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Brasil

Graduada em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e mestranda pela linha de História Social da Cultura na mesma instituição.

Referências

CLAEYS, Gregory. Utopia: a história de uma ideia. São Paulo: Edições SESC SP, 2013. Trad. Pedro Barros.

DIDI-HUBERMANN, Georges. Levantes. São Paulo: Edições SESC SP, 2017. Trad. André Telles.

ENGELS, Friedrich. Do Socialismo utópico ao socialismo científico. In:K.Marx e F. Engels. Obras Escolhidas. v. 2. São Paulo: Editora Alfa-Omega, S.d.

DELUMEAU, Jean. A Civilização do Renascimento. Vol. II. Lisboa: Editorial Estampa, 1984.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e Punir: nascimento da prisão. 42. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

KRENAK, Ailton. Ideias para adiar o fim do mundo. São Paulo: Cia. das Letras, 2019

MANNHEIM, Karl. Ideologia e Utopia. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1972. Trad. Octavio Alves Velho.

MUMFORD, Lewis. Historia de las utopias. La Rioja: Pepitas de Calabaza, 2013.

PASTER, Gail K. The body embarrassed. Drama and the disciplines of shame in Early Modern England. NY: Cornell Un. Press, 1993.

RACAULT, Jean-Michel. Da idéia de perfeição como elemento definidor da utopia: as utopias clássicas e a natureza humana. In:RevistaMorus – Utopia e Renascimento. Campinas, 2009.

SARGENT, Lyman T. The Three Faces of Utopianism Revisited. In: Utopian Studies,Vol. 5, N. 1, Penn Un. Press, 1994. _______. In defense of Utopia. In:Diogenes, vol. 53, no. 1, Feb. 2006.

YORAN, Hanan. Between utopia and dystopia: Erasmus, Thomas More, and the humanist Republic of Letters. Plymouth: Lexington Books, 2010.

MORE, Thomas. Utopia. BeloHorizonte: Autêntica Editora, 2017. Trad. Márcio M. Gouvêa Júnior

Downloads

Publicado

2020-12-31 — Atualizado em 2020-12-31

Versões

Como Citar

Murta, A. L. E. . (2020). Tensões entre Utopia e distopia: reflexões sobre ordem e controle social no optimoreipublicae de Thomas More. Indisciplinar, 6(2), 126–149. https://doi.org/10.35699/2525-3263.2020.28685