Esta é uma versão desatualizada publicada em 2020-12-31. Leia a versão mais recente.

Zona zona ou Zona ZONA?

Autores

  • Marília Pimenta Chaves Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.35699/2525-3263.2020.28740

Resumo

Os mapas fazem parte do trabalho de conclusão de curso “Zona zona ou Zona ZONA? atravessamentos entre Urbanismo Neoliberal, Gentrificação, Cultura Urbana, Participação Popular e Trabalho Informal: uma cartografia do Baixo Hipercentro de Belo Horizonte, MG”, de Marília Pimenta Chaves, orientanda de Natacha Rena. O recorte selecionado consiste no núcleo da região pesquisada no trabalho, denominada então como “baixo hipercentro” devido a uma série de características histórico-culturais comuns. A base dos mapas consiste na representação da estrutura urbana disponibilizada pela PRODABEL, assim como alguns dados. Outros dados foram obtidos de fontes diversas, como trabalhos acadêmicos e de documentos como planos e projetos utilizados como referência no desenvolvimento do TCC, além do próprio diário oficial do município (vide legenda para detalhes). Os mapas acompanham uma série de fichas desenvolvidas com o objetivo de categorizar e resumir, simultaneamente, as informações acerca de cada um dos projetos e dos principais marcos regulatórios identificados. O preenchimento das fichas também foi uma forma de garantir que o conteúdo de informações fosse consistente entre os projetos, possibilitando uma leitura mais coesa e facilitando a comparação entre eles. Foi adicionado um campo para questões relevantes de cada uma das ações em relação às etapas do processo de gentrificação (ocupação, desocupação, decadência, reocupação e revalorização). O intuito dos mapas foi evidenciar a concentração de investimentos e repetição de políticas na região estudada, de forma que essa “melhoria” promovida pelo poder público possa ser, em determinado contexto, capturada pelo interesse privado num processo gentrificatório ao invés de servir à cidade como um todo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marília Pimenta Chaves, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Brasil

27, nascida e criada em Belo Horizonte, MG, graduou-se como bacharela em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Minas Gerais em 2019. Decidiu-se pelo curso de Arquitetura e Urbanismo pela interdisciplinaridade intrínseca à área de conhecimento e às múltiplas possibilidades de exploração técnica, práticas, conceituais e teóricas. Durante a graduação na Escola de Arquitetura atuou junto ao Grupo de Pesquisa Indisciplinar desde 2015 como bolsista extensionista e, posteriormente, pesquisadora iniciante. Junto ao grupo desenvolveu trabalhos no âmbito da cartografia urbana agregando perspectivas de design gráfico. Atualmente compõe o Núcleo de Expografia do Espaço do Conhecimento UFMG.

Downloads

Publicado

2020-12-31

Versões

Como Citar

Pimenta Chaves, M. . (2020). Zona zona ou Zona ZONA?. Indisciplinar, 6(2), 12–29. https://doi.org/10.35699/2525-3263.2020.28740

Edição

Seção

Ensaio Gráfico