Família, fenomenologia e experiência religiosa na autobiografia de Edith Stein

  • Paulo Coelho Castelo Branco Universidade Federal da Bahia
Palavras-chave: Edith Stein, fenomenologia, religião

Resumo

Resenha de: 

Stein, E. (2018). Vida de uma família judia e outros escritos biográficos (M. Wollny & R. Kirchner, Trad.s). São Paulo: Paulus. (Originais de 1933 - 39).

Biografia do Autor

Paulo Coelho Castelo Branco, Universidade Federal da Bahia
Professor Adjunto da Universidade Federal da Bahia. Doutor em Psicologia pela Universidade Federal de Minas Geraisl. Coordenador do Núcleo de Estudos em Psicologia Humanista.

Referências

Ales Bello, A. (2014). Edith Stein: a paixão pela verdade (J. Queiroz, Trad.). Curitiba: Juruá. (Original publicado em 1998).

Ales Bello, A. (2015). Pessoa e comunidade -comentários: psicologia e ciências do espirito de Edith Stein (M. Mahfoud & J. Garcia, Trad.s). Belo Horizonte: Artesã. (Original publicado em 2015).

Alfieri, F. (2014). Pessoa humana e singularidade em Edith Stein(C. Tricarito, Trad.). São Paulo: Perspectiva. (Original publicado em 2014).

Garcia, J. (1998). Santa Edith Stein: da universidade aos altares. Bauru, SP: Edusc.

Mahfoud, M. & Massimi, M. (Org.s). (2013). Edith Stein e a Psicologia: teoria e pesquisa. Belo Horizonte: Artesã.

Mahfoud, M. & Savian Filho, J. (Org.s). (2017). Diálogos com Edith Stein: filosofia, psicologia, educação. São Paulo: Paulus.

Stein, E. (2018). Vida de uma família judia e outros escritos biográficos (M. Wollny & R. Kirchner, Trad.s). São Paulo: Paulus. (Originais de 1933-39).

Publicado
2018-12-13
Como Citar
Castelo Branco, P. (2018). Família, fenomenologia e experiência religiosa na autobiografia de Edith Stein. Memorandum: Memória E História Em Psicologia, 35, 224-227. Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/memorandum/article/view/6853
Seção
Resenhas