Memória e família na Sociologia de Pierpaolo Donati e na Antropologia de Francesco Botturi

  • Rafael Cerqueira Fornasier Universidade Católica do Salvador

Resumo

Por meio de uma revisão de literatura de algumas obras da sociologia relacional de Pierpaolo Donati e da antropologia filosófica de Francesco Botturi, o presente artigo desenvolve uma abordagem da categoria de memória nas relações familiares em vista de oferecer uma contribuição para os estudos de psicologia. Trata-se de assumir a família como locus anthropologicus, ou seja, como mediação do conhecimemorandum@2004mento para o próprio ser humano sobre si mesmo. A categoria memória é aqui estudada em relação aos conceitos de narratividade, geracionalidade, reflexividade, bens relacionais, bens humanos fundamentais, natureza que são categorias empregadas pelos dois autores e possuem uma forte incidência ética e, portanto, dizem respeito ao bem das pessoas em relação e ao da sociedade como um todo.

Palavras-chave: memória; família; antropologia filosófica; sociologia; ética

Biografia do Autor

Rafael Cerqueira Fornasier, Universidade Católica do Salvador
Professor da Universidade Católica do Salvador-BA, Brasil. Doutor em ciências do matrimônio e da família. Professor colaborar do PPG Família na Sociedade contemporânea e professor dos cursos de Filosofia e Teologia; membro do NDE de Teologia e do conselho da área internacional da universidade.
Publicado
2018-12-13
Seção
Artigos