Resgate histórico e implicações psicossociais

a Ermida de Nossa Senhora da Escada (Bahia)

Autores

  • Ana Luiza Prada Roque Universidade de São Paulo
  • Marina Massimi Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

memória, pertencimento, Ermida de Nossa Senhora da Escada, Salvador

Resumo

O resgate histórico pode ser uma forma eficaz de unir uma comunidade, despertar nela o sentimento de pertencimento ao local que vive, e possibilitar ações futuras. Assim, o estudo teve o objetivo de recuperar a memória histórica acerca da Ermida de Nossa Senhora da Escada, a partir da perspectiva da história dos saberes psicológicos, com foco nos impactos psicossociais para a comunidade do bairro. A Ermida se localiza no bairro da Escada, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, e foi fundada no século XVI. O método histórico utilizado na pesquisa consistiu na coleta, organização, interpretação e análise de fontes primárias e secundárias, tendo em vista: a Ermida nas fontes primárias; a Escada nas tradições populares; e o Significado simbólico da Escada. A partir da análise dos dados, tem-se a hipótese que a Ermida carrega significações culturais e proporciona vivências psíquicas ligadas às experiências religiosas, que contribuem para a afirmação da identidade.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Luiza Prada Roque, Universidade de São Paulo

Psicóloga, graduada pelo Departamento de Psicologia, Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo – Campus de Ribeirão Preto.

Marina Massimi, Universidade de São Paulo

Possui graduação em Psicologa - Università degli Studi di Padova (1979), mestrado em Psicologia (Psicologia Experimental) pela Universidade de São Paulo (1985) e doutorado em Psicologia (Psicologia Experimental) pela Universidade de São Paulo (1989). Professora titular aposentada da Universidade de São Paulo. Atualmente é Professora Senior do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo e lidera Grupo de Pesquisa "Tempo, Memória e Pertencimento" junto ao IEA. Tem experiência de pesquisa na área de Psicologia, com ênfase em História da Psicologia, atuando principalmente nos seguintes temas: historia da psicologia científica; história dos saberes psicológicos na cultura brasileira, saberes psicológicos dos jesuítas. Foi Presidente e Vice-Presidente da Sociedade Brasileira de História da Psicologia de 2013 a 2017. Membro da Academia Ambrosiana (Milão).

Downloads

Publicado

2018-12-13

Como Citar

Roque, A. L. P., & Massimi, M. (2018). Resgate histórico e implicações psicossociais: a Ermida de Nossa Senhora da Escada (Bahia). Memorandum: Memória E História Em Psicologia, 35, 161-183. Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/memorandum/article/view/6892

Edição

Seção

Artigos