Paradigmas e interesses do conhecimento na Ciência da Informação: um estudo sobre as dissertações de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Pernambuco (2011 a 2013)

Autores

  • Hyllane Maria Salgueiro Universidade Federal de Pernambuco
  • André Felipe de Albuquerque Fell Universidade Federal de Pernambuco

Palavras-chave:

Pós-graduação em Ciência da Informação. Ciência da Informação. Dissertações de mestrado PPGCI/UFPE

Resumo

Na trajetória histórica da ciência, inúmeras foram as perspectivas utilizadas no esforço de compreensão dos fenômenos da natureza intrínsecos ao processo de construção do conhecimento científico. Admitindo a multiplicidade de seus objetos investigados, o conhecimento científico se ramificou em ciências particulares do saber relacionadas em duas categorias: ciências formais e ciências empíricas, estando nesta última, as Ciências Sociais Aplicadas na qual a Ciência da Informação (CI) encontra-se inserida. A presente pesquisa buscou, a partir do estudo da produção acadêmica do campo da Ciência da Informação, compreender a natureza paradigmática das pesquisas, bem como os tipos de interesse do conhecimento humano. Como corpus de estudo, optou-se por analisar as dissertações defendidas no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), compreendendo o período de 2011 a 2013.Elencadas as 26 dissertações defendidas entre o período de 2011 a 2013, constatou-se a predominância do paradigma positivista e o conhecimento orientado e construído, em sua maior parte, por um viés de interesse técnico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-09-30

Edição

Seção

Artigos