A pesquisa dialógica como ato lúdico de conhecer

Autores

  • Marcos Paulo de Passos Universidade de São Paulo/ Doutorando em Ciência da Informação
  • Ivete Pieruccini Universidade de São Paulo/ Doutora em Ciências da Comunicação

Palavras-chave:

Pesquisa escolar, Lúdico, Dispositivo informacional dialógico, Ordem informacional dialógica, Infoeducação.

Resumo

O estudo permitiu identificar questões essenciais ligadas aos processos inerentes ao ato de conhecer, especialmente, ligados às aprendizagens informacionais, na perspectiva das relações entre dispositivos e apropriação da informação. Abordamos os conceitos de pesquisa escolar, reconhecida prática pedagógica que confere aos alunos participação ativa nos processos de ensino-aprendizagem em contextos educacionais formais e não formais e, de lúdico, tomado como conceito-operatório para análise de dinâmicas e processos de pesquisa realizados por jovens em dispositivo informacional dialógico – a Estação do Conhecimento Einstein, em Paraisópolis, São Paulo. Trata-se de pesquisa exploratória, de natureza qualitativa, do tipo etnográfica. Inscreve-se no campo da Infoeducação e, sob a assertiva do protagonismo cultural – sujeito que mantém atitudes afirmativas, críticas e criativas com os signos –, concluímos que a pesquisa dialógica, caracterizada como prática negociada e espontaneamente realizada por crianças e jovens no quadro da Estação do Conhecimento, apresenta aspectos que podem caracterizar uma nova abordagem dessa prática, não somente como forma de estimular grupos em seus processos escolares, mas de favorecimento para a construção do valor e de vínculos com o ato de conhecer, com o conhecimento, com a cultura. A prática da pesquisa, como ato lúdico de conhecer, mostrou-se categoria essencial à apropriação cultural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Paulo de Passos, Universidade de São Paulo/ Doutorando em Ciência da Informação

Doutorando em Ciência da Informação. Possui Mestrado (2013) em Ciência da Informação, pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Integrante e pesquisador do Colaboratório de Infoeducação (COLABORI) da ECA-USP.

Ivete Pieruccini, Universidade de São Paulo/ Doutora em Ciências da Comunicação

Docente e pesquisadora da Escola de Comunicações e Artes, da Universidade de São Paulo. Possui mestrado (1998) e doutorado (2004) em Ciências da Comunicação, pela ECA/USP.Coordenadora acadêmica do Colaboratório de Infoeducação (COLABORI) da ECA-USP.

Downloads

Publicado

2016-09-30

Edição

Seção

Artigos