Bibliotecas universitárias e presença digital: estabelecimento de diretrizes para o uso de mídias sociais

Autores

  • Jorge Moisés Kroll do Prado Universidade Federal de Santa Catarina Doutorando em Ciência da Informação
  • Elisa Cristina Delfini Correa Universidade do Estado de Santa Catarina Professora no Departamento de Biblioteconomia e Gestão da Informação

Palavras-chave:

Mídias sociais, Presença digital, bibliotecas universitárias

Resumo

Para apresentar diretrizes de uso de mídias sociais por bibliotecários em bibliotecas universitárias, este artigo inicia com uma contextualização da sociedade contemporânea fundamentada em alguns sociólogos. A compreensão deste contexto é fundamental para visualizar com clareza a dinâmica informacional em rede e quais são as possibilidades atribuídas aos bibliotecários junto a comunidade onde atua. O conceito de presença digital também é apresentado, delimitado ao universo da pesquisa, que são as bibliotecas universitárias de instituições públicas de ensino superior no Brasil. Um levantamento prévio nos sites destas bibliotecas é feito com a finalidade de encontrar diretrizes que já existam e também como benchmarking. Para fortalecer a pesquisa, também é realizado um levantamento em 40 sites de instituições internacionais. O percurso metodológico foi traçado por meio de uma pesquisa exploratória, documental e bibliográfica com análise de conteúdo aplicada aos documentos encontrados. O texto finaliza apresentando sete diretrizes para o uso de mídias sociais em bibliotecas universitárias de modo a fomentar uma presença digital mais efetiva e relevante.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-09-30

Edição

Seção

Artigos