Contribuição da biblioteca escolar no "efeito escola" relacionado à prova Brasil-leitura: estudo em Belo Horizonte, Contagem e Betim

Autores

  • Marília de Abreu Martins de Paiva

Resumo

A biblioteca escolar tem a particularidade de estar atrelada aos objetivos do ensino e compartilhar, portanto, a tarefa educacional, mas não pode prescindir de ser, em primeiro lugar, uma biblioteca. Com o objetivo de compreender e analisar as possíveis contribuições das bibliotecas escolares nos resultados dos alunos na Prova Brasil-Leitura, tendo por parâmetro o indicador o “efeito escola” e tentar estabelecer correlação entre os resultados dos alunos das escolas públicas brasileiras e as características de suas bibliotecas escolares, procedeu-se uma pesquisa descritiva em 24 bibliotecas de escolas públicas de Belo Horizonte, Contagem e Betim. A amostra foi selecionada a partir dos resultados alto, médio ou baixo das escolas, incluindo os sistemas municipais e estadual de ensino, nos três municípios. Foi realizada coleta de dados qualitativos e quantitativos das bibliotecas baseada nos parâmetros do Grupo de Estudos em Bibliotecas Escolares (GEBE); entrevista com o responsável pela biblioteca; observação in loco; e aplicação de questionários para diretores, pedagogos e professores de língua portuguesa do 5º ano do ensino fundamental. Como resultado, não foi possível relacionar a qualidade das bibliotecas com os resultados dos alunos nas respectivas escolas, ao se constatar que grande parte das bibliotecas sequer atendeu aos requisitos básicos. Além disso, constatou-se também uma distância entre a proposta pedagógica da escola e as ações e serviços da biblioteca escolar, em grande parte dos casos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-02-07

Edição

Seção

Teses e Dissertações