Youtube nas bibliotecas universitárias brasileiras: quem, como e para o que é utilizado

Autores

  • Enrique Muriel-Torrado UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina. PGCIN.
  • Marcio Gonçalves Ibmec (Rio de Janeiro)

Palavras-chave:

Bibliotecas universitárias, Serviços on-line, Mídia social, Inovação, Vídeos

Resumo

Apresenta o uso da mídia social YouTube como plataforma capaz de servir às atividades do profissional de ciência da informação e de biblioteconomia. Relaciona as práticas audiovisuais de bibliotecas que promovem ações e coloca em questão a importância do bibliotecário como produtor de conteúdo em ambiente digital. Os resultados da pesquisa servem como material referencial para profissionais de informação e gestores de unidades de informação que queiram investir no compartilhamento da informação em ambiente digital como forma de relacionamento com os públicos de interesse da organização em que atuam. Conclui-se que é importante planejar as ações de comunicação em plataformas de mídias sociais de forma a que o conteúdo seja relevante para os seguidores dos canais em audiovisual produzidos pelas bibliotecas universitárias brasileiras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Enrique Muriel-Torrado, UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina. PGCIN.

Professor Doutor do Departamento de Ciências da Informação da UFSC. Professor do Programa de Pós Graduação em Ciências da Informação (PGCIN) da UFSC.

Marcio Gonçalves, Ibmec (Rio de Janeiro)

Professor no Ibmec/RJ, Facha e Universidade Estácio de Sá

Downloads

Publicado

2017-12-22

Edição

Seção

Artigos