A teoria da primeira venda e os livros digitais

Autores

  • Liliana Giusti Serra Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho
  • José Eduardo Santarem Segundo Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho

Palavras-chave:

Teoria da primeira venda, Livros digitais, Licenciamento de conteúdo

Resumo

Este artigo analisa questões relacionadas à propriedade do livro digital em comparação com o impresso, abordando a distinção entre aquisição e licenciamento. A Teoria da Primeira Venda é aplicada a objetos físicos e discorre que o adquirente de um livro (o leitor ou a biblioteca) é proprietário do item e pode utiliza-lo livremente, podendo realizar empréstimos, revender, doar ou descartar, sem necessidade de pagamentos de direitos autorais ou recolhimento de taxas. Com os livros digitais a aplicação da teoria tem sido questionada, partindo da premissa que a obra é um software e não um objeto, portanto, não aplicável a este recursos informacionais. O método de pesquisa empregado é a pesquisa descritiva exploratória, com analise de referencial teórico coletado no período de 2005 a 2015 em revistas, livros, trabalhos de eventos e sítios da Web. A pesquisa é centrada em literatura estrangeira, com a abordagem de instituições como a European Bureau of Library, Information and Documentation Associations (EBLIDA), a American Library Association (ALA) e a International Federation of Library Associations (IFLA), e análise sobre a realidade brasileira. O estudo visa orientar sobre as alterações promovidas na biblioteca em relação ao licenciamento de conteúdo digital.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Liliana Giusti Serra, Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho

Doutoranda em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho (UNESP). Mestre em Ciência da Informação pela Universidade de São Paulo, na Escola de Comunicações e Artes – ECA/USP. Especialista em Gerência de Sistemas pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FaBCI/FESPSP). Profissional da informação da Prima (SophiA Biblioteca). Experiência nas áreas de automação, gestão de acervos, gerenciamento de documentação eletrônica, bibliotecas e conteúdos digitais.

José Eduardo Santarem Segundo, Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho

Doutor e Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho-UNESP-Marília/SP; docente e coordenador do Curso de Graduação em Ciências da Informação e da Documentação e Biblioteconomia, da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo (USP); Docente do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília na linha de Informação e Tecnologia. Atua na linha de pesquisa - Ambientes Digitais e Tecnologias Aplicadas a Informação e Comunicação - , com ênfase em Web Semântica, Linked Data, Dados Abertos e Acervos Digitais. Recebeu o Prêmio de Melhor Tese pela Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação (Ancib) - Ano 2011. Recebeu também Menção Honrosa no Prêmio Capes de Teses - 2011 (Ciências Sociais Aplicadas)

Downloads

Publicado

2018-06-29

Edição

Seção

Artigos