Estudo comparativo do Padrão de Descrição de Informação e Marc 21 em partitura de pianola

Autores

  • Milene Rosa de Almeida Moura UFSCar/ Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade.
  • Luzia Sigoli Fernandes Costa UFSCar/ Docente do Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade.

Palavras-chave:

Fazenda histórica paulista. Patrimônio cultural. Catalogação. MARC 21. Partituras.

Resumo

A variedade de bens materiais situados nas fazendas históricas paulistas suscitou a preocupação em preservar e compartilhar com a sociedade importantes referências históricas da formação econômica brasileira. A preocupação com a preservação destes ambientes culminou no desenvolvimento de projetos de políticas públicas, tendo como produtos finais as ferramentas para a organização e registro dos bens patrimoniais: sistema Memória Virtual Rural, para o cadastro dos itens e Padrão de Descrição de Informação, que permite que sejam catalogados todo o patrimônio situado nas fazendas, dada a sua variedade de campos. No presente trabalho realizou-se um estudo comparativo com o Padrão de Descrição de Informação e o padrão MARC 21 com aplicação em partitura de pianola, para avaliar a capacidade de descrição do primeiro. Partindo de uma pesquisa exploratória, criou-se o referencial teórico sobre catalogação. Do ponto de vista de sua natureza, trata-se de uma pesquisa aplicada. A abordagem apresenta-se como qualitativa, visto que seus resultados são obtidos por meio de análises não numéricas. Por fim, concluiu-se que o Padrão de Descrição de Informação possui um alto grau de completude, necessitando de pequenas intervenções a fim de permitir uma descrição mais completa deste tipo de material.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Milene Rosa de Almeida Moura, UFSCar/ Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade.

Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Mestra em Ciência, Tecnologia e Sociedade pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Bibliotecária-Documentalista do Instituto Federal de São Paulo.

Luzia Sigoli Fernandes Costa, UFSCar/ Docente do Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade.

Docente do Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Doutora em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista (UNESP – Marília).

Downloads

Publicado

2018-12-26

Edição

Seção

Artigos