Características de comunidades de pratica existentes no Serviço de Informação em Arte: o caso da REDARTE/RJ

Autores

  • Elisete de Sousa Melo Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO
  • Miriam Gontijo Moraes Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO
  • Mariza Almeida Costa Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO

Palavras-chave:

Comunidades de prática, Gestão do Conhecimento, Redes de bibliotecas

Resumo

O presente artigo é relato de pesquisa que busca identificar e analisar a existência das principais características de comunidades de prática na Rede de Bibliotecas e Centros de Informação em Arte no Estado do Rio de Janeiro - REDARTE/RJ. Utilizam-se como critério as principais características de comunidades de prática: o domínio, a comunidade e a prática, bem como os indicadores de comunidade para analisar o funcionamento, as interações, o processo de troca e compartilhamento de experiências e de conhecimento entre os profissionais de informação em Arte integrantes da REDARTE/RJ. A abordagem adotada foi o estudo de caso por meio de pesquisa qualitativa. Comprova-se que a REDARTE/RJ apresenta as características de comunidades de prática com os benefícios em se tratando de cooperação e interação para gestão do conhecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elisete de Sousa Melo, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO

Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Biblioteconomia - PPGB da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO.

Miriam Gontijo Moraes, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO

Docente do Departamento de Processos Técnicos-Documentais da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO.

Mariza Almeida Costa, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO

Docente do Departamento de Engenharia de Produção da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO.

Downloads

Publicado

2019-06-28

Edição

Seção

Artigos