A ordenação de documentos como conteúdo curricular no curso de graduação em Biblioteconomia da UFMG e relato de proposta de disciplina

Autores

  • Camila Mariana Aparecida da Silva UFMG
  • Matheus Aguiar de Carvalho
  • Gabriella Braga Andrade Martins Bibliotecária (Faculdade de Medicina-UFMG), Graduada em Biblioteconomia (ECI-UFMG), Especialista em Projetos Editoriais, Impressos e Multimídia (Centro Universitário UNA), Mestranda em Ciência da Informação (PPGCI/ECI-UFMG)
  • Cristina Dotta Ortega

Resumo

Ordenação de documentos é atividade que propõe arranjos para documentos em mobiliários de acordo com atributos definidos como critérios. O número de chamada é uma das principais soluções voltadas à ordenação de documentos no contexto das bibliotecas e como conteúdo trabalhado nos cursos de graduação de Biblioteconomia no Brasil. Nos currículos destes cursos, em geral, a ordenação de documentos é alocada de modo parcial nas disciplinas de sistemas de classificação bibliográfica ou nas disciplinas de catalogação. O objetivo do estudo é discutir a ordenação de documentos e o número de chamada como conteúdos de disciplinas obrigatórias do curso de graduação em Biblioteconomia da UFMG, de modo a contextualizar e subsidiar relato de experiência de oferta de disciplina optativa referente à temática, como proposta alternativa ao quadro atual. A metodologia consistiu em pesquisa qualitativa de cunho exploratório em percurso duplo pautado pela abordagem bibliográfica-documental e pela pesquisa-intervenção. Como resultado, observa-se que, na trajetória curricular analisada, a ordenação de documentos foi progressivamente tornando-se restrita ao número de chamada, ainda assim, na ausência de abordagem deste modelo como produto complexo e articulado. Ressalta-se a necessidade de ampliar as discussões sobre as transposições didáticas de conteúdos segundo os aportes teóricos que os sustentam.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Mariana Aparecida da Silva, UFMG

Bibliotecária no Sistema de Bibliotecas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UFMG. Mestre em Ciência da Informação pela UFMG. Bacharela em Biblioteconomia e licenciada em História pela UFMG.

Matheus Aguiar de Carvalho

Mestrando em Ciência da Informação (PPGCI/UFMG), bolsista FAPEMIG. Graduado em Biblioteconomia (UFMG).

Downloads

Publicado

2020-04-06

Edição

Seção

Artigos