O novo Museu e a Sociedade da Informação

Autores

  • Mário Gouveia Junior Universidade Federal de Pernambuco

Palavras-chave:

Crise. Mesa Redonda de Santiago. Novo Museu. Sociedade da Informacao

Resumo

Discutimos a emergência do museu moderno e sua função enquanto abrigo do patrimônio e da memória nacional. Veremos em que medida tais noções de preservação, celebração e ostentação do fantástico contribuíram no sentido de afastar o público dessas instituições. Tal forma de alienação acabaria por contribuir para a crise de valor e significados sociais do museu em relação à sociedade. O delineamento de uma transformação paradigmática começou a se apresentar a partir das discussões ocorridas na Mesa Redonda de Santiago, de 1972, quando se ensaiaram e deliberaram práticas e concepções para um Novo Museu, apresentado como espaço de convívio, de ludicidade e campo de possibilidades de transformação social através da educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mário Gouveia Junior, Universidade Federal de Pernambuco

Licenciado em História (UFPE) Especialista em Cultura Pernambucana (FAFIRE) Mestrando em Ciência da Informção (UFPE)

Downloads

Publicado

2014-12-10

Edição

Seção

Artigos