Relacionamentos em tesauros: o valor semântico dos verbos

Autores

  • Benildes Coura Maculan ECI/UFMG
  • Gercina Ângela Borém de Oliveira Lima ECI/UFMG

Palavras-chave:

Valência verbal. Gramática de Valências. Gramática de Casos. Tesauro. Sistema de organização do conhecimento.

Resumo

Os relacionamentos que compõem a estrutura conceitual dos tesauros podem ser mais claros e inteligíveis para humanos e máquinas quando explicitamente representados. De forma geral, essa representação é realizada através de verbos ou expressões verbais. Por essa razão, a Linguística forneceu importantes aportes teóricos. A abordagem discutida neste artigo foi desenvolvida por Borba (1996), tendo por base as teorias da Gramática de Valências e da Gramática de Casos, utilizadas na representação dos relacionamentos em sistemas de organização do conhecimento (SOCs) do tipo tesauro. Essa abordagem tem como foco a classe gramatical do verbo e trabalha com os distintos papéis temáticos que o mesmo desempenha dentro de uma frase. Os resultados permitiram perceber que os relacionamentos existentes em um tesauro não podem desprender-se do domínio analisado, assim como também o verbo precisa de seu contexto para ser apreendido. O sentido, tanto do relacionamento quanto do verbo, resulta de uma construção social localizada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-12-10

Edição

Seção

Artigos