Issue procedure ontology (ipo): uma ontologia para sintomas, problemas e soluções

Autores

  • Matheus Dimas de Morais Professor DII do Instituto Federal Fluminense campus Bom Jesus do Itabapoana.
  • Mark Douglas de Azevedo Jacyntho Professor DIII do Instituto Federal Fluminense campus Campos centro. Professor Adjunto da Universidade Candido Mendes - Campos dos Goytacazes ( Mestrado em Pesquisa Operacional e Inteligência Computacional).

Palavras-chave:

Ontologia extensível, Sintomas, problemas e soluções, Web semântica.

Resumo

No cenário atual de intensa competitividade entre as empresas, cada vez mais o uso do tempo se torna algo a ser maximizado, visando maior produtividade. Assim, para as organizações se manterem em plena operação, problemas devem ser solucionados o mais breve possível. A informática pode ajudar nesse processo, oferecendo sistemas computacionais que auxiliem na resolução de tais problemas. Com o advento da Web Semântica, surge a possibilidade de representar as informações de tal forma que o computador consiga compreendê-las, possibilitando a criação de sistemas inteligentes com o uso de ontologias. A principal contribuição deste trabalho é uma ontologia extensível (core ontology) para o domínio de sintomas, problemas e soluções, denominada Issue Procedure Ontology (IPO). Esta ontologia pretende prover às máquinas a semântica necessária para que estas forneçam não apenas informações, mas, sobretudo, identifiquem problemas a partir de um conjunto de sintomas e, em seguida, sugiram possíveis soluções, de forma autônoma, para os problemas em questão. Ao final, é realizada uma avaliação da ontologia a fim de corroborar seu poder de expressividade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Matheus Dimas de Morais, Professor DII do Instituto Federal Fluminense campus Bom Jesus do Itabapoana.

Mestre em Pesquisa Operacional e Inteligência Computacional pela Universidade Candido Mendes - Campos dos Goytacazes (Atual). Especialista em MBA Profissional em Engenharia de Sistemas pela Escola Superior Aberta do Brasil(2015). Bacharel em Ciências da Computação pela Universidade Candido Mendes - Campos (2011). Técnico em Informática Industrial pelo CEFET - MG uned Leopoldina (2005).

Mark Douglas de Azevedo Jacyntho, Professor DIII do Instituto Federal Fluminense campus Campos centro. Professor Adjunto da Universidade Candido Mendes - Campos dos Goytacazes ( Mestrado em Pesquisa Operacional e Inteligência Computacional).

Doutor em Informática pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2012). Mestre em Informática pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2001). Graduado em Engenharia de Computação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1998). Ensino médio pela Escola Técnica Federal de Campos (1993).

Downloads

Publicado

2016-12-12

Edição

Seção

Artigos