. As práticas informacionais das clientes dos serviços de estética

Autores

  • Paula Mota Vasconcelos

Resumo

Este estudo descreve as práticas informacionais de clientes dos serviços de estética de Belo Horizonte. Para que isso fosse possível, forautilizados a base teórica dos estudos de usuários e os paradigmas da Ciência da Informação, sendo o paradigma social aquele em que este estudo está inserido. Nesta pesquisa, buscou-se investigar as práticas informacionais de um grupo de doze mulheres, sendo que estas foram divididas em sujeitos que realizaram tratamentos estéticos não cirúrgicos e sujeitos que realizaram tratamentos estéticos cirúrgicos. A pesquisadora visitou oito clínicas diferentes, todas localizadas na zona sul da cidade de Belo Horizonte. A análise dos dados foi pautada em dois eixos, sendo estes referentes aos valores de apropriação da imagem e do que é belo e na interação dessas informações com o processo de tomada de decisão. O estudo concluiu que as participantes utilizam pouco das informações em veículos diversificados (revistas, livros, artigos, internet, folders, etc.) quando o objetivo é realizar um procedimento estético cirúrgico, enquanto as entrevistadas que realizaram procedimentos não cirúrgicos possuem um interesse maior em buscar informações em diversos meios. As indicações pessoais (‘boca a boca’), foram o fator determinante para a realização dos procedimentos, e as participantes demonstraram construir significados do que é belo e demonstraram a importância dos procedimentos para a autoestima. As clientes dos serviços de estética, na tentativa de atingir padrões sociais, utilizam-se de produzirem informações dentro de seu cotidiano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-02-20

Edição

Seção

Teses e Dissertações