Por uma estrutura conceitual e metodológica para a promoção de competências infocomunicacionais

Autores

Palavras-chave:

Competências infocomunicacionais, Moodle, Curso a distância, Ensino Superior.

Resumo

Em 2020, foi conduzida uma experiência de promoção de competências infocomunicacionais como curso de extensão oferecido a distância pela UFRGS através da plataforma Moodle, contando com a participação de professores do Brasil, de Portugal e da Espanha. O conteúdo foi desenvolvido ao longo de 13 semanas, com cada aula sendo composta de: um hipertexto sobre o tema da semana; uma videoaula; um chat entre alunos, professor e tutor; uma atividade; e materiais complementares, como artigos, indicações de documentários, reportagens e vídeos. Cada hipertexto, videoaula e atividade foi desenvolvido pelo professor especialista na temática. Os recursos de aprendizagem operacionalizam o conceito, a abordagem e o método de promoção de competências infocomunicacionais. A partir dessa experiência concreta, pode-se concluir: 1) promover as competências infocomunicacionais é um tema pertinente para a Biblioteconomia e seus profissionais; 2) a abordagem deve evoluir do instrumental para a consciência crítica em informação, a partir da qual os sujeitos sejam estimulados a refletir sobre seu contexto e suas práticas no que tange à informação e à comunicação; 3) apesar de os estudos no escopo da “competência em informação” no Brasil terem alcançado certo avanço conceitual, há uma lacuna a ser preenchida no intervalo entre a teoria e a prática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jussara Borges , Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Professora Adjunta da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação da UFRGS. Professora permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UFRGS. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq. Pós-doutora pela Universidad Carlos III de Madrid. Doutora em Comunicação e Cultura Contemporâneas (Póscom-UFBA). Mestre em Ciência da Informação e graduada em Biblioteconomia. Líder do Grupo de Pesquisa em Comportamento e Competências Infocomunicacionais (InfoCom).

Juana Belinaso, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Bacharel em Biblioteconomia pela UFRGS. Técnica em Biblioteconomia pelo Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS). Foi bolsista de iniciação científica pelo Grupo de Pesquisa em Comportamento e Competências Infocomunicacionais (InfoCom).

Érica Corrêa Soares , Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Graduanda em Biblioteconomia pela UFRGS. Foi bolsista de extensão pelo Grupo de Pesquisa em Comportamento e Competências Infocomunicacionais (InfoCom).

Referências

ARRUDA, A. M. A.; ALVES, A. L. Construções epistemológicas e o papel do sujeito ativo no processo da informação a partir da competência crítica em informação: uma análise de caso. Revista Conhecimento em Ação, Rio de Janeiro, v. 4, n. 2, p. 111-124, 2019. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/rca/article/view/27529/17724. Acesso em: 26 out. 2021.

BELLUZZO, R. C. B.; FERES, G. G.; VALENTIM, M. L. P. Redes de conhecimento e competência em informação: interfaces da gestão, mediação e uso da informação. São Paulo: Interciência, 2015.

BORGES, J. Participação política, internet e competências infocomunicacionais: evidências a partir de organizações da sociedade civil de Salvador. Salvador: Edufba, 2013.

BORGES, J. Competências infocomunicacionais na atuação política de organizações da sociedade civil. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, [s. l.], v. 7, n. 2, p. 81-102, 2014. Disponível em: https://revistas.ancib.org/index.php/tpbci/article/view/306. Acesso em: 26 out. 2021.

BORGES, J. Competências infocomunicacionais: estrutura conceitual e indicadores de avaliação. Informação & Sociedade, João Pessoa, v. 28, n. 1, p. 123-140, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/ies/article/view/38289. Acesso em: 26 out. 2021.

BORGES, J.; HELLER, B.; MACHADO, R. Comportamento infocomunicacional de bibliotecários e estudantes de Biblioteconomia. Palabra Clave (La Plata), Buenos Aires, v. 11, n. 2, e151, abr./sept. 2022. Disponível em: https://www.palabraclave.fahce.unlp.edu.ar/article/view/pce151. Acesso em: 25 abr.2022.

BORGES, J.; OLIVEIRA, L. Competências infocomunicacionais em ambientes digitais. Observatorio (OBS*), Lisboa, v. 5, n. 4, p. 291-326, 2011.

BORGES, J.; SOUSA, D. S. Design educacional para a promoção de competências infocomunicacionais na educação online. Revista ECCOM: Educação, Cultura e Comunicação, [s. l.], v. 10, n. 20, p. 49-66, 2019. Disponível em: http://unifatea.com.br/seer3/index.php/ECCOM/article/view/1058. Acesso em: 26 out. 2021.

BEZERRA, A. Contribuição da Teoria Crítica aos estudos sobre regime de informação e competência crítica em informação. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 19., 2018, Londrina. Anais [...] Londrina: Enancib, 2018. p. 179-194. Disponível em: http://enancib.marilia.unesp.br/index.php/XIX_ENANCIB/xixenancib/paper/view/1354/1840. Acesso em: 26 out. 2021

BEZERRA, A.; SCHNEIDER, M.; BRISOLA, A. Pensamento reflexivo e o gosto informacional: disposições para competência crítica em informação. Informação & Sociedade, João Pessoa, v. 27, n. 1, p. 7-16, 2017. Disponível em: https://brapci.inf.br/_repositorio/2017/05/pdf_38ddbfab4c_0000023134.pdf. Acesso em: 26 out. 2021.

FREIRE, P. A alfabetização de adultos: é ela um que fazer neutro? Educação & Sociedade, Campinas, v. 1, n. 1, p. 64-70, 1978. Disponível em: http://acervo.paulofreire.org:8080/xmlui/handle/7891/2567. Acesso em: 26 out. 2021.

INFORMATION LITERACY ONLINE. MOOC: Information Literacy Online, [2020]. Disponível em: https://informationliteracy.eu/es. Acesso em: 22 out. 2021.

JACOBI, G. Mídias sociais como fonte de informação de adolescentes e jovens em tempos de fake news. 2019. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Biblioteconomia) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2019. Disponível em: http://hdl.handle.net/10183/212448. Acesso em: 22 out. 2021.

LÉVY, P. Cibercultura. 2. ed. São Paulo: Editora 34, 2003.

PASSARELLI, B.; RIBEIRO, F.; OLIVEIRA, L.; MEALHA, O. Identidade conceitual e cruzamentos disciplinares. In: PASSARELLI, B.; SILVA, A. M. da; RAMOS, F. (org.). E-Infocomunicação: estratégias e aplicações. São Paulo: Editora Senac, 2014. p. 25-47.

PERROTTI, E. Infoeducação: um passo além científico-profissional. Informação@Profissões, Londrina, v. 5, n. 2, p. 04-31, jul./dez. 2016.

SANTOS, K.; BRANDÃO, G. S.; BORGES, J. Promoção de competências infocomunicacionais: uma proposta de modelo para o ensino médio. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 19., 2018, Londrina. Anais [...] Londrina: Enancib, 2018. p. 1882-1901. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/102438. Acesso em: 26 out. 2021.

SIEMENS, G. Conociendo el conocimiento. [S. l.]: Nodos Ele, 2010.

SIMÃO NETO, A.; HESKETH, C. G. Didática e design instrucional. Curitiba: IESDE, 2009.

SIQUEIRA, I. C. P. Pressupostos para um programa nacional de competências informacionais. Ciência da Informação, Brasília, v. 40, n. 3, p. 478-491, 2011. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/1303. Acesso em: 26 out. 2021.

SPIRANEC, S.; ZORICA, M. B.; KOS, D. Information literacy in participatory environments: the turn towards a critical literacy perspective. Journal of Documentation, [s. l.], v. 72, n. 2, p. 247-264, 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1108/JD-06-2015-0072. Acesso em: 26 out. 2021.

UNESCO. Mil clicks: media and information literacy, 2016. Disponível em: https://en.unesco.org/MILCLICKS. Acesso em: 26 out. 2021.

UNIVERSIDADE ABERTA DE PORTUGAL. Aula aberta, 2018. A biblioteca escolar e o desenvolvimento das literacias. Disponível em: https://aulaberta.uab.pt/blocks/catalog/detail.php?id=8. Acesso em: 26 out. 2021.

Downloads

Publicado

2022-06-07

Edição

Seção

Seção 3: Olhares a partir do viés das multicompetências