Modelos de diagnóstico institucional para implementação de programas de Competência em Informação em bibliotecas universitárias

Autores

Palavras-chave:

Competência em Informação; Diagnóstico Institucional; Biblioteca Universitária.

Resumo

O artigo relata os resultados da aplicação de dois modelos conceituais para avaliação e diagnóstico institucional de Competência em Informação em uma universidade federal brasileira: o modelo Information Literate University - ILC, de Webber e Johnston e o modelo dos Niveles de Integración de ALFIN, de Uribe Tirado. O diagnóstico foi apresentado como fase preliminar da formulação de uma estratégia para implantação de um Portal online de Competência em Informação no Sistema de Bibliotecas da UFSM. Apresenta histórico e preceitos norteadores da Competência em Informação no Brasil bem como o papel das bibliotecas universitárias. Os dois modelos são detalhados, com apresentação da metodologia de aplicação e contextualização dos resultados. Constatou-se  a importância fundamental da  realização de diagnóstico institucional para elaboração de estratégias eficientes para a implantação de programas de Competência em Informação em bibliotecas universitárias, uma vez que identifica as esferas de ação onde concentrar os esforços de trabalho dos bibliotecários envolvidos, as parcerias institucionais que devem ser estabelecidas, e as melhores áreas onde obter e investir recursos para implantação tanto de ações isoladas de Competência em Informação, quanto de programas mais abrangentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bárbara Ieger Vianna , Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Mestra em Tecnologias Educacionais em Rede pela UFSM. Bibliotecária-documentalista da UFRGS em exercício na Escola da Advocacia-Geral da União, EAGU/RS.

Sônia Elisa Caregnato , Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutora em Information Studies pela University of Sheffield. Professora do Departamento de Ciências da Informação e dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação e em Ciência da Informação, ambos da UFRGS.

Referências

ACCART, Jean-Philippe. Serviço de referência: do presencial ao virtual. Brasília: Briquet de Lemos, 2012.

AMERICAN LIBRARY ASSOCIATION (ALA). Presidential Committee on Information Literacy: final report. Washington, DC: ALA, 1989. Disponível em: https://www.ala.org/acrl/publications/whitepapers/presidential. Acesso em: 27 out. 2021.

ASSOCIATION OF COLLEGE AND RESEARCH LIBRARIES (ACRL). Information literacy competency standards for higher education. Chicago: ACRL, 2000. Disponível em: http://www.ala.org/acrl/sites/ala.org.acrl/files/content/standards/standards.pdf. Acesso em: 17 jul. 2021.

BARICHELLO, Eugenia. Os 50 anos da nova universidade. Santa Maria, RS: Ed. UFSM, 2012.

BELLUZZO, Regina Célia Baptista. Competência em informação no Brasil: cenários e espectros. São Paulo: ABECIN, 2018. E-book. Disponível em: http://www.abecin.org.br. Acesso em: 30 out. 2021.

BORGES, Jussara. A contribuição das pesquisas em competências infocomunicacionais ao conceito de media and information literacy. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 13, n. esp., p. 27–46, 2017. Disponível em: https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/667. Acesso em: 7 out. 2021.

BRITO, Regina Garcia; VALLS, Valéria Martin. Novas formas de aprendizagem e a mediação da informação: competências necessárias aos bibliotecários. Revista Brasileira de Educação em Ciência da Informação, São Paulo, v. 2, n. 1, p. 3–28, 2015. Disponível em: http://www.abecin.org.br/revista/index.php/rebecin/article/view/24. Acesso em: 14 out. 2021.

CAMPELLO, Bernadete. O movimento da competência informacional: uma perspectiva para o letramento informacional. Ciência da Informação, Brasília, v. 32, n. 3, p. 28–37, 2003. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ci/v32n3/19021.pdf. Acesso em: 3 out. 2021.

CAREGNATO, Sônia Elisa. O desenvolvimento de habilidades informacionais: o papel das bibliotecas universitárias no contexto da informação digital em rede. Revista de Biblioteconomia & Comunicação, Porto Alegre, v. 8, p. 47–55, 2000. Disponível em: http://eprints.rclis.org/11663/1/artigoRBC.pdf. Acesso em: 15 out. 2021.

COELHO, Marilda Martins et al. Competência em informação no ambiente empresarial. In: SOUTO, Leonardo Fernandes (org.). Gestão da informação e do conhecimento: práticas e reflexões. Rio de Janeiro: Interciência, 2014. p. 117–139.

DUDZIAK, Elisabeth Adriana. Competência informacional: análise evolucionária das tendências da pesquisa e produtividade científica em âmbito mundial. Informação & Informação, Londrina, v. 15, n. 2, p. 1–22, 2011. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/7045. Acesso em: 16 set. 2021.

DUDZIAK, Elisabeth Adriana. Information Literacy: princípios, filosofia e prática. Ciência da Informação, Brasília, v. 32, n. 1, p. 23–35, 2003. Disponível em: https://revista.ibict.br/ciinf/article/view/1016. Acesso em: 24 out. 2021.

FAZZIONI, Dilva Páscoa De Marc; VIANNA, William Barbosa; VITORINO, Elizete Vieira. O atual estágio conceitual da competência em informação em publicações de língua portuguesa. Ciência da Informação, Brasília, v. 47, n. 3 set./dez., p. 193–206, 2018. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/4228/3984. Acesso em: 20 nov. 2021.

FILATRO, Andrea; CAIRO, Sabrina. Produção de conteúdos educacionais. São Paulo: Saraiva, 2015.

GASQUE, Kelley Cristine Gonçalves Dias. Arcabouço conceitual do letramento informacional. Ciência da Informação, Brasília, v. 39, n. 3, p. 83–92, 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ci/a/9L8b38v48WBQSQVRX63BMsw/abstract/?lang=pt. Acesso em: 15 nov. 2021.

JOHNSTON, Bill; WEBBER, Sheila. Information Literacy in Higher Education: a review and case study. Studies in Higher Education, Oxford, v.28, n.3, p.335-352, 2003. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/03075070309295. Acesso em: 15 nov. 2021.

LINDAUER, Bonnie Gratch. The three arenas of information literacy assessment. Reference & User Services Quarterly, Chicago, v. 44, n. 2, p. 122–129, 2004. Disponível em: https://journals.ala.org/index.php/rusq. Acesso em: 14 jun. 2021.

MACEDO, Neusa Maria de; MODESTO, Fernando. Equivalências do serviço de referência convencional a novos ambientes de redes digitais em bibliotecas. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 38–54, 1999.

MANHIQUE, Ilídio Lobato Ernesto; VARELA, Aida Varela. Competência informacional em instituições de ensino superior de Moçambique: níveis de integração em bibliotecas universitárias. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 14., 2014, Belo Horizonte. Anais [...]. Belo Horizonte: UFMG, 2014. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/332832720_Competencia_informacional_e_a_missao_em_bibliotecas_universitarias_niveis_de_integracao_em_bibliotecas_universitarias_de_Mocambique. Acesso em: 10 out. 2021.

MATA, Marta Leandro. Aspectos da avaliação da competência informacional em instituições de ensino superior. Em questão, Porto Alegre, v. 18, n. 1, p. 141–154, 2012. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/22081/19795. Acesso em: 20 nov. 2021.

PELLEGRINI, Eliane; ESTÁCIO, Silvana dos Santos; VITORINO, Elizete Vieira. Instrumentos de avaliação da competência em informação. In: In: ALVES, Fernanda Maria Melo; CORRÊA, Elisa Cristina Delfini; LUCAS, Elaine Rosangela de Oliveira (org.). Competência em informação: políticas públicas, teoria e prática. Salvador: EDUFBA, 2016. p. 155–182.

ROSSI, Tatiana; COSTA, Marília Damiani; PINTO, Adilson Luiz. Competências requeridas aos bibliotecários na prestação de serviços de informação em bibliotecas universitárias. Revista ACB, Florianópolis, v. 19, n. 1, p. 111–123, 2014. Disponível em: https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/941. Acesso em: 10 nov. 2021.

SANTOS, Camila Araújo dos; CASARIN, Helen Castro Silva. Habilidades informacionais abordadas em instrumentos de avaliação de competência informacional. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 24, n. 3, p. 135–144, 2014. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/res/v/92010. Acesso em: 29 out. 2021.

SIQUEIRA, Ivan Cláudio Pereira; SIQUEIRA, Jéssica Câmara. Information literacy: uma abordagem terminológica. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 13., 2012. Rio de Janeiro. Anais [...]. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2012. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/res/v/179210. Acesso em: 9 set. 2021.

SOBEL, Karen; SUGIMOTO, Cassidy R. Assessment of learning during library instruction: practices, prevalence, and preparation. Journal of Academic Librarianship, London, v. 38, n. 4, p. 191–204, 2012. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0099133312000729. Acesso em: 14 maio 2021.

SPUDEIT, Daniela. Programas para desenvolvimento de competências informacionais: implementação, metodologias e avaliação. In: ALVES, Fernanda Maria Melo; CORRÊA, Elisa Cristina Delfini; LUCAS, Elaine Rosangela de Oliveira (org.). Competência em Informação: políticas públicas, teoria e prática. Salvador: EDUFBA, 2016. p. 236–277.

STORDY, Peter. Taxonomy of literacies. Journal of Documentation, London, v. 71, n. 3, p. 456–476, 2015. Disponível em: https://www.emerald.com/insight/content/doi/10.1108/JD-10-2013-0128/full/html. Acesso em: 30 set. 2021.

TREIN, Juliane Marlei; VITORINO, Elizete Vieira. A evolução da temática competência informacional no Brasil: um estudo bibliográfico no período de 2006 a 2013. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 11, n. 2, p. 190–210, 2015. Disponível em: https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/416. Acesso em: 21 ago. 2021.

URIBE TIRADO, Alejandro. La alfabetización informacional en la universidad: descripción y categorización según los niveles de integración de ALFIN: caso Universidad de Antioquia. Revista Interamericana de Bibliotecología, Medellín, v. 33, n. 1, p. 31–83, ene/jun. 2010. Disponível em: http://www.scielo.org.co/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0120-09762010000100002. Acesso em: 30 set. 2021.

URIBE TIRADO, Alejandro. La alfabetización informacional en las bibliotecas de Brasil: visualización de los niveles de incorporación desde la información publicada en sus sitios web. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 17, n. 1, p. p.134-152, 2012. Disponível em: https://www.scielo.br/j/pci/a/4QGyYBW5VDHWPRrvhpyhhBc/abstract/?lang=es. Acesso em: 2 out. 2021.

VIANNA, Bárbara Ieger. Competência Informacional em um contexto de educação aberta: um portal de conteúdos para o Sistema de Bibliotecas da UFSM – SiB-UFSM. 2018. 142 fl. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Tecnologias Educacionais em Rede, Centro de Educação, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2018. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/handle/1/16350. Acesso em: 20 nov. 2021.

WALSH, Andrew. Information literacy assessment: Where do we start? Journal of Librarianship and Information Science, Madison, WI, v. 41, n. 1, p. 19–28, 2009. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/10.1177/0961000608099896. Acesso em: 2 out. 2021.

WEBBER, Sheila; JOHNSTON, Bill. Perspectives on the information literate university. SCONUL Focus, London, v. 33, n. Winter, p. 33–35, 2004. Disponível em: https://www.sconul.ac.uk/sites/default/files/documents/SCONUL%20Focus%2033.pdf. Acesso em: 2 out. 2021.

WEBBER, Sheila; JOHNSTON, Bill. Working towards the information literate university. In: WALTON, G.; POPE, A. (org.). Information Literacy: Recognising the Need. Oxford: Chandos Publishing, 2006. p. 47–58.

ZURKOWSKI, Paul G. Information services environment relationships and priorities. Washington: National Commission on Libraries and Information Science, 1974. (Related Paper, No. 5). Disponível em: https://files.eric.ed.gov/fulltext/ED100391.pdf. Acesso em: 29 out. 2021.

Downloads

Publicado

2022-06-07

Edição

Seção

Seção 2: Competência em informação em diferentes contextos e perspectivas de aplicação