Assistência de Enfermagem à criança com câncer em cuidados paliativos

Scoping review

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2022.39445

Palavras-chave:

Neoplasias, Cuidados de Enfermagem, Cuidados Paliativos, Pediatria, Revisão

Resumo

Objetivo: mapear a produção científica, disseminada em bases de dados eletrônicas, acerca da assistência de Enfermagem à criança com câncer em cuidados paliativos. Métodos: revisão do tipo Scoping Review, fundamentada na metodologia recomendada pelo Instituto Joanna Briggs. As buscas das publicações foram realizadas em seis bibliotecas e/ou bases de dados, no período de 2010 a 2020. Resultados: foram incluídos 34 artigos que atenderam aos critérios de inclusão. A maior parte dos estudos foi publicada em 2014, no idioma inglês, sendo o Brasil o país que obteve destaque. As temáticas de maior prevalência apontadas pelos estudos se referiam às estratégias de atenção (principalmente relacionadas ao alívio do sofrimento e comunicação terapêutica); e dificuldades vivenciadas por profissionais de Enfermagem diante de um cuidado complexo (envolvendo o desgaste emocional e a falta de preparo em lidar com a terminalidade). Conclusão: as evidências dos estudos destacam a relevância dos cuidados paliativos, na promoção da qualidade de vida de crianças com câncer e nos desafios que precisam ser superados, para que ocorra sua aplicação na prática. Assim, para efetivar o cuidado, que vem sendo realizado ainda de forma deficitária, os dados referenciam para as principais estratégias que necessitam ser implementadas nos serviços de saúde por enfermeiros: o controle da dor, o apoio à família, o trabalho em equipe e a oferta de treinamentos para os profissionais. Ante o exposto, espera-se que este mapeamento possa subsidiar novas pesquisas, no sentido que melhor possa se compreender o campo de estudo do cuidar paliativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Gomes SA, Souza MCF, Vilar TNBM, Avelino VBCD, Tolstenko NL. O cuidado em Enfermagem analisado segundo a essência do cuidado de Martin Heidegger. Rev Cuba Enferm. 2017[citado em 2021 mar. 17];33(3). Disponível em: http://www.revenfermeria.sld.cu/index.php/enf/article/view/1529

Borges J, Moreira T, Silva D, Loureiro A, Menezes A. Relação enfermeiro-paciente adulto: revisão integrativa orientada pelo sistema interpessoal de King. Rev Enferm UFPE. 2017[citado em 2021 mar. 17];11(4):1769-78. Disponível em: https://doi.org/10.5205/1981-8963-v11i4Y2017p1769-1778

Organização Pan-Americana da Saúde. International Childhood Cancer Day. 2020[citado em 2021 mar. 20]. Disponível em: https://www.paho.org/en/campaigns/international-childhood-cancer-day

Lima BC, Silva LF, Góes FGB, Ribeiro MTS, Alves LL. O itinerário terapêutico de famílias de crianças com câncer: dificuldades encontradas neste percurso. Rev Gaúch Enferm. 2018[citado em 2021 mar. 20];39:e20180004. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1983-1447.2018.20180004

Monteiro LAS, Oliveira CC, Aguiar M, Araújo CM, Correio RM. Assistência à saúde em pediatria: uma revisão integrativa sobre os cuidados paliativos. Rev Adm Saúde. 2020[citado em 2021 mar. 20];20(81):e261. Disponível em: http://dx.doi.org/10.23973/ras.81.261

Akard TF, Hendricks-FergusonVL, Gilmer MJ. Pediatric palliative care nursing. Ann Palliat Med. 2019[citado em 2021 abr. 16];8(Suppl 1):S39-48. Disponível em: https://doi.org/10.21037/apm.2018.06.01

Sousa ADRS, Silva LFD, Paiva ED. Intervenções de Enfermagem nos cuidados paliativos em oncologia pediátrica: revisão integrativa. Rev Bras Enferm. 2019[citado em 2022 jan. 26];72(2):531-540. Disponível em: https://www.scielo.br/j/reben/a/D5KyQJQRxHKrXTJgkZSsHfQ/?format=pdf&lang=pt

Aromataris E, Munn Z, editores. Joanna Briggs Institute Reviewer's Manual. The Joanna Briggs Institute, 2017[citado em 2021 mar. 21] Disponível em: https://reviewersmanual.joannabriggs.org/

Arksey H, O'Malley L. Scoping studies: towards a methodological framework. Int J Soc Res Methodol. 2005[citado em 2021 mar. 21];8:19-32. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1080/1364557032000119616

Peters MDJ, Godfrey C, McInerney P, Munn Z, Tricco AC, Khalil, H. Capítulo 11: revisões do escopo (versão 2020). In: Aromataris E, Munn Z (Editores). JBI Manual for Evidence Synthesis, JBI, 2020[citado em 2021 mar. 21]. Disponível em: https://synthesismanual.jbi.global

Cordeiro L, Soares CB. Revisão de escopo: potencialidades para a síntese de metodologias utilizadas em pesquisa primária qualitativa. Boletim do Instituto de Saúde. 2019[citado em 2022 mar. 05];20(2):37-43. Disponível em: https://docs.bvsalud.org/biblioref/2019/10/1021863/bis-v20n2-sintese-de-evidencias-qualitativas-37-43.pdf

Tricco AC, Lillie E, Zarin W, O'Brien KK, Colquhoun H, Levac D, et al. PRISMA extension for scoping reviews (PRISMA-ScR): checklist and explanation. Ann Intern Med. 2018[citado em 2021 mar. 21];169(7):467-473. Disponível em: http://dx.doi.org/10.7326/M18-0850

Paes TV, Silva-Rodrigues FM, Ávila LK. Métodos Não farmacológicos para o manejo da dor em oncologia pediátrica: evidências da literatura. Rev. Bras Cancerol. 2021[citado em 2021 out 21];67(2):e-031027. Disponível em: https://rbc.inca.gov.br/revista/index.php/revista/article/view/1027

Oliveira ADL, Palma ND, Cunha BAS. Chronic cancer pain management by the nursing team. Rev Dor. 2016[citado em 2022 jan. 26];17:219-222. Disponível em: https://doi.org/10.5935/1806-0013.20160075

Sossela CR, Sager F. A criança e o brinquedo no contexto hospitalar. Revista da SBPH. 2017[citado em 2022 jan. 26];20(1):17-31. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-08582017000100003&lng=pt

Matos JDC, Borges MDS. A família como integrante da assistência em cuidado paliativo.Rev Enferm UFPE. 2018[citado em 2022 jan. 26];2399-2406. Disponível em: https://doi.org/10.5205/1981-8963-v12i10a234575p2399-2398-2018

Espíndola AV, Quintana AM, Farias CP, München MAB. Relações familiares no contexto dos cuidados paliativos. Revista Bioética. 2018[citado em 2022 jan. 26];26(3):371-377. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1983-80422018263256

Kyeremanteng K, Beckerleg W, Wan C, Vanderspank-Wright B, D'Egidio G, Stephanie Sutherland S, et al. Survey on barriers to critical care and palliative care integration. Am J Hosp Palliat Care. 2020[citado em 2022 jan. 26];37(2):108-116. Disponível em: https://doi.org/10.1177/1049909119867658

Couto DS, Rodrigues KSLF. Desafios da assistência de Enfermagem em cuidados paliativos. Enferm Foco. 2020[citado em 2021 jun. 09];11(5):54-60. Disponível em: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2020.v11.n5.3370

Martins GB, Hora SS. Desafios à integralidade da assistência em cuidados paliativos na pediatria oncológica do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Rev Bras Cancerol. 2019[citado em 2021 jun. 09];63(1):29-37. Disponível em: https://doi.org/10.32635/2176-9745.RBC.2017v63n1.154

Verri ER, Bitencourt NAS, Oliveira JAS, Santos Júnior R, Marques HS, Porto MA, et al. Profissionais de Enfermagem: compreensão sobre cuidados paliativos pediátricos. Rev Enferm UFPE online. 2019[citado em 2021 jun. 09];13(1):126-136. Disponível em: https://doi.org/10.5205/1981-8963-v13i01a234924p126-136-2019

Schneider AS, Flurin LMC, Neis M, Martegani FA, Becker IH. Percepções e vivências da equipe de Enfermagem frente ao paciente pediátrico em cuidados paliativos. Ciênc Cuid Saúde. 2019[citado em 2021 jun. 15];19:e41789. Disponível em: https://doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v19i0.41789

Brasil. Ministério da Saúde. Comissão Intergestores Tripartite (CIT). Resolução nº 41, de 31 de outubro de 2018. Dispõe sobre as diretrizes para a organização dos cuidados paliativos, à luz dos cuidados continuados integrados, no âmbito Sistema Único de Saúde (SUS). Ministério da Saúde: 2018[citado em 2021 jun. 16]. Disponível em: ttps://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/51520746/do1-2018-11-23-resolucao-n-41-de-31-de-outubro-de-2018-51520710

Schuelke T, Crawford C, Kentor R, Eppelheimer H, Chipriano C, Springmeyer K, et al. Current grief support in pediatric palliative care. Children. 2021[citado em 2021 jun. 18];8(4):278. Disponível em: https://doi.org/10.3390/children8040278

Lima SF, Lamy ZC, Motta VBR, Roma TM, Gomes CMRP, Souza TP. Dinâmica da oferta de cuidados paliativos pediátricos: estudo de casos múltiplos. Cad Saúde Pública. 2020[citado em 2021 jun. 20];36(9):e00164319. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0102-311X00164319

Gill FJ, Hashem Z, Stegmann R, Aoun SM. The support needs of parent caregivers of children with a life-limiting illness and approaches used to meet their needs: a scoping review. Palliat Med. 2021[citado em 2021 jun. 20];35(1):76-96. Disponível em: https://doi.org/10.1177/0269216320967593

Arquivos adicionais

Publicado

12-07-2022

Como Citar

1.
Dias TKC, França JRF de S, Batista PS de S, Rodrigues M de SD, Lucena PLC, Costa BHS, Oliveira E de LN de, Costa ICP. Assistência de Enfermagem à criança com câncer em cuidados paliativos: Scoping review. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 12º de julho de 2022 [citado 4º de fevereiro de 2023];26. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/39445

Edição

Seção

Revisão