Construção e validação das competências profissionais do enfermeiro atuante em hemodinâmica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2023.40259

Palavras-chave:

Enfermeiras e Enfermeiros, Competência Profissional, Hemodinâmica, Estudos de Validação

Resumo

Objetivo: construir e validar as competências profissionais para enfermeiros atuantes em Unidades de Hemodinâmica. Método: trata-se de uma pesquisa metodológica de construção e validação das competências do enfermeiro de hemodinâmica, aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa sob protocolo nº 67891517.8.0000.5462 e realizada em instituição pública de cardiologia do estado de São Paulo. Na primeira etapa foi realizada a construção do instrumento para identificação das competências do enfermeiro no setor de hemodinâmica a partir de revisão de literatura e observação local e na segunda, a validação do instrumento por especialistas. Os dados foram analisados pelo Índice de Validade de Conteúdo (IVC) e média ponderada do IVC. Resultados: a validação das competências ocorreu após duas rodadas de avaliação junto aos especialistas, resultando um total de sete competências relativas ao processo de trabalho da enfermagem, com média ponderada de IVC entre 88,4 e 99,2 e 74 habilidades, as quais foram classificadas quanto ao tipo de competência, sendo 14 itens avaliados como básicos, 10 como intermediários, 34 como avançados e 16 inconclusivos. Conclusão: as competências profissionais para enfermeiros atuantes em Unidades de Hemodinâmica foram construídas e validadas por especialistas, que poderão subsidiar novas diretrizes acerca da formação e educação permanente dos profissionais nessa área.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Timmis A, Townsend N, Gale C, Grobbee R, Maniadakis N, Flather M, et al. Atlas Writing Group European Society of Cardiology: cardiovascular disease statistics 2017. Eur Heart J. [Internet]. 2018[citado em 2022 fev. 12];39(7):508-79. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/29190377/

Linch GFC, Guido LA, Fantin SS. Enfermeiros de unidades de hemodinâmica do Rio Grande do Sul: perfil e satisfação profissional. Texto & Contexto-Enferm. [Internet]. 2010[citado em 2022 fev. 12];19(3):488-95. Disponível em: https://www.scielo.br/j/tce/a/QhgsRWMR4KTvzQGwCh7bQSK/?lang=pt

Rodrigues MEA, Lopes GS, Souza LA, Bié ALA, Colares LDS, Souza ACO, et al. Angioplastia Coronária: adversidades e possibilidades na assistência de Enfermagem. BJHR. [Internet]. 2021[citado em 2022 fev. 12];4(1):2347- 66. Disponível em: https://ojs.brazilianjournals.com.br/ojs/index.php/BJHR/article/view/24134

Zanetti ML. Prática avançada de Enfermagem: estratégias para formação e construção do conhecimento. Rev Latino-am Enferm. [Internet]. 2015[citado em 2022 fev. 12];23(5):779-80. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rlae/a/BcJPVLkvB4pBrdBwTftj4kz/?format=pdf&lang=pt

Aued GK, Bernardino E, Peres AM, Lacerda MR, Dallaire C, Ribas EN. Clinical competences of nursing assistants: a strategy for people management. Rev Bras Enferm. [Internet]. 2016[citado em 2022 fev. 12];69(1):130-7. Disponível em: https://www.scielo.br/j/reben/a/tD3bTNvHyz5CTMvXFNfFCfK/?format=pdf&lang=en

Pinhel I, Kurcgant P. Reflexões sobre competência docente no ensino de Enfermagem. Rev Esc Enferm USP. [Internet]. 2007[citado em 2022 fev. 12];41(4):711-6. Disponível em: https://www.scielo.br/j/reeusp/a/VF8KJ7PHcj6Cc3XTwSBJRSS/?format=pdf&lang=pt

Pasquali L. Psicometria. Rev Esc Enferm USP. [Internet]. 2009[citado em 2022 fev. 12];43(Esp.):992-9. Disponível em: https://www.scielo.br/j/reeusp/a/Bbp7hnp8TNmBCWhc7vjbXgm/abstract/?lang=pt

Moura ERF, Bezerra CG, Oliveira MS, Damasceno MMC. Validação de jogo educativo destinado à orientação dietética de portadores de diabetes mellitus. Rev APS. [Internet]. 2008[citado em 2022 fev. 12];11(4):435-43. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/aps/article/download/14153/7658/59440

Galvão TF, Pereira MG. Revisões sistemáticas da literatura: passos para sua elaboração. Epidemiol Serv Saúde [Internet]. 2014[citado em 2022 fev. 12];23(1):183-4. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/lil-708043

Melnyk BM, Fineout-Overholt E. Making the case for evidence-based practice. In: Melnyk BM, Fineout-Overholt E. Evidence based practice in nursing & healthcare: a guide to best practice. Philadelphia: Lippincot Williams & Wilkins; 2006. p.3-24.

Sociedade Brasileira de Cardiologia. I Diretriz da Sociedade Brasileira de Cardiologia sobre Processos e Competências para a Formação em Cardiologia no Brasil. Arq Bras Cardiol. [Internet]. 2011[citado em 2022 fev. 12];96(5):4-24. Disponível em: https://www.scielo.br/j/abc/i/2011.v96n5suppl1/

Rolley JX, Salamonson Y, Fernandez R, Dennison CR, Davidson PM. Development of clinical practice guidelines for the nursing care of people undergoing percutaneous coronary interventions: an Australian & New Zealand collaboration. Aust Crit Care [Internet]. 2010[citado em 2022 fev. 12];23(4):177-87. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/20413321/

Rolley JX, Salamonson Y, Fernandez R, Dennison CR, Davidson PM. Nursing care practices following a percutaneous coronary intervention: results of a survey of Australian and New Zealand cardiovascular nurses. J Cardiovasc Nurs. [Internet]. 2010[citado em 2022 fev. 12];25(1):75-85. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/20134285/

Sampieri RH, Collado CF, Lucio PB. Metodologia da pesquisa. Porto Alegre: AMGH; 2013.

Lucas MG, Nalin GV, Sant'Anna ALGG, Oliveira SA, Machado RC. Validação de conteúdo de um instrumento para avaliação da capacitação em ressuscitação cardiopulmonar. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 2018[citado em 2022 fev. 12];22:e-1132. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/38455

Schiks I, Schoonhoven L, Verheugt F, Aengevaeren W, Van Achterberg T. Performance evaluation of arterial femoral sheath removal by registered nurses after PCI. Eur J Cardiovasc Nurs. [Internet]. 2007[citado em 2022 fev. 12];6(3):172-7. Disponível em: https://eprints.soton.ac.uk/386277/

Amoroso G, Laarman G, Kiemeneij F. Overview of the transradial approach in percutaneous coronary intervention. J Cardiovasc Med. [Internet]. 2007[citado em 2022 fev. 12];8(4):230-7. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/17413298/

Dumont CJP. Blood pressure and risks of vascular complications after percutaneous coronary intervention. Dimens Crit Care Nurs. [Internet]. 2007[citado em 2022 fev. 12];26(3):121-7. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/17440298/

Rolley JX, Davidson PM, Salamonson Y, Fernandez R, Dennison CR. Review of nursing care for patients undergoing percutaneous coronary intervention: a patient journey approach. J Clin Nurs. [Internet]. 2009[citado em 2022 fev. 12];18(17):2394-405. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/19538559/

Shin ES, Hwang SY, Jeong MH, Lee ES. Relationships of Factors Affecting Self-care Compliance in Acute Coronary Syndrome Patients Following Percutaneous Coronary Intervention. Asian Nurs Res. [Internet]. 2013[citado em 2022 fev. 12];7(4):205-11. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/25030346/

Levine GN, Bates ER, Blankenship JC, Bailey SR, Bittl JA, Cercek B, et al. 2011 ACCF/AHA/SCAI Guideline for Percutaneous Coronary Intervention: a report of the American College of Cardiology Foundation/American Heart Association Task Force on Practice Guidelines and the Society for Cardiovascular Angiography and Interventions. Circulation [Internet]. 2011[citado em 2022 fev. 12];124(23):e571-651. Disponível em: https://www.ahajournals.org/doi/10.1161/CIR.0b013e31823ba622?url_ver=Z39.88-2003&rfr_id=ori:rid:crossref.org&rfr_dat=cr_pub%20%200pubmed

Sociedade Brasileira de Cardiologia. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Cardiologia sobre Qualidade Profissional e Institucional, Centro de Treinamento e Certificação Profissional em Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista. Arq Bras Cardiol. [Internet]. 2013[citado em 2022 fev. 12];6(4):1-69. Disponível em: https://www.scielo.br/j/abc/a/jWRWjNxpWNZygV6RgDcS8Wm/?lang=pt

Scruth EA, Page K, Cheng E, Campbell M, Worrall-Carter L. Risk determination after an acute myocardial infarction: review of 3 clinical risk prediction tools. Clin Nurse Spec. [Internet]. 2012[citado em 2022 fev. 12];26(1):35-41. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/22146272/

Lima GL, Ardinghi PR, Catunda KA, Bittar E, Bianchi ERF. Atuação do enfermeiro na estruturação e implantação de uma sala operatória híbrida. Rev SOBECC. [Internet]. 2014[citado em 2022 fev. 12];19(2):110-8. Disponível em: https://revista.sobecc.org.br/sobecc/article/view/66

Arquivos adicionais

Publicado

22-03-2023

Como Citar

1.
Miranda da Costa N, Valéria da Silva E, Barros LM, Miyahara Kobayashi R. Construção e validação das competências profissionais do enfermeiro atuante em hemodinâmica. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 22º de março de 2023 [citado 22º de fevereiro de 2024];27. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/40259

Edição

Seção

Pesquisa