Relação entre perfil profissional de enfermeiros intensivistas e cuidados omissos na terapia por hemodiálise

Autores

  • Geórgia Alcântara Alencar Melo Universidade Federal do Ceará, Departamento de Enfermagem, Fortaleza CE , Brasil, Universidade Federal do Ceará - UFCE, Departamento de Enfermagem. Fortaleza, CE - Brasil http://orcid.org/0000-0002-3886-5646
  • Renan Alves Silva Universidade Federal do Ceará, Departamento de Enfermagem, Fortaleza CE , Brasil, Universidade Federal do Ceará - UFCE, Departamento de Enfermagem. Fortaleza, CE - Brasil http://orcid.org/0000-0002-6354-2785
  • Letícia Lima Aguiar Universidade Federal do Ceará, Departamento de Enfermagem, Fortaleza CE , Brasil, Universidade Federal do Ceará - UFCE, Departamento de Enfermagem. Fortaleza, CE - Brasil http://orcid.org/0000-0003-0269-1346
  • Luis Angel Cendejas Medina Universidade Federal do Ceará, Departamento de Enfermagem, Fortaleza CE , Brasil, Universidade Federal do Ceará - UFCE, Departamento de Enfermagem. Fortaleza, CE - Brasil http://orcid.org/0000-0002-2809-5350
  • Caio Victor Fernandes Oliveira Universidade Federal do Ceará, Departamento de Enfermagem, Fortaleza CE , Brasil, Universidade Federal do Ceará - UFCE, Departamento de Enfermagem. Fortaleza, CE - Brasil http://orcid.org/0000-0001-5665-2305
  • Diogo Gomes Melo Nephron, Fortaleza CE , Brasil, Nephron, Assistencial. Fortaleza, CE - Brasil http://orcid.org/0000-0003-3876-6485
  • Joselany Áfio Caetano Universidade Federal do Ceará, Departamento de Enfermagem, Fortaleza CE , Brasil, Universidade Federal do Ceará - UFCE, Departamento de Enfermagem. Fortaleza, CE - Brasil http://orcid.org/0000-0002-0807-056X

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2019.49730

Palavras-chave:

Cuidados de Enfermagem, Diálise Renal, Gestão de Riscos, Qualidade da Assistência à Saúde, Segurança do Paciente

Resumo

Objetivo: verificar a relação entre perfil profissional de enfermeiros intensivistas e os cuidados omissos na terapia por hemodiálise. Método: estudo observacional realizado entre junho e setembro de 2016 em unidades de terapia intensiva de dois hospitais. A amostra foi composta de 30 enfermeiros. Para a coleta de dados utilizou-se um instrumento com dados do perfil profissional dos enfermeiros e checklist com atividades da intervenção “terapia por hemodiálise”, propostos pela Nursing Interventions Classification, construído para a pesquisa. Os dados foram analisados por meio da estatística descritiva e, para correlação, qui-quadrado e exato de Fisher. Resultados: os itens com mais cuidados omissos foram: checar equipamento, soluções e circuito extracorpóreo (90%); revisar bioquímica do sangue (83,3%); checar monitores do sistema (83,3%); e instituir protocolos para hipotensão (83,3%). E os fatores profissionais que mais obtiveram relação com os cuidados omissos foram a capacitação em Nefrologia (80%), tipo de vínculo empregatício (73,33%) e especialização em terapia intensiva (66,66%). Conclusões: constatou-se que as avaliações aqui produzidas devem subsidiar a reflexão das práticas assistências e gerenciais de enfermeiros intensivistas na busca de melhor qualidade e segurança para o cuidado ao paciente com insuficiência renal aguda em unidades de terapia intensiva. Observou-se, ainda, que os resultados apurados estão atrelados diretamente para a melhoria da adequação pessoal e de recursos físicos e humanos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Silva CMS, Silva DDAN, Silva GGP, Santos Maia LF, Oliveira TS. Insuficiência renal aguda: principais causas e a intervenção de Enfermagem em UTI. Ver Recien. 2016[citado em 2018 jan. 25];6(16):48-56. Disponível em: https://www.recien.com.br/index.php/Recien/article/view/134

Bulechek GM, Butcher HK, Dochterman JMC. Classificação das intervenções de Enfermagem (NIC). 6ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier; 2016.

Hoste EAJ, Bagshaw SM, Bellomo R, Cely CM, Colman R, Cruz DN, et al. Epidemiology of acute kidney injury in critically ill patients: the multinational AKI-EPI study. Intensive Care Med. 2015[citado em 2017 set. 12];41(8):1411-23. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1007/s00134-015-3934-7

Dabney BW, Kalisch BJ. Nurse staffing levels and patient-reported missed nursing care. J Nurs Care Qual. 2017[citado em 2018 jan. 24];30(4):306-12. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v24n1/pt_0104-0707-tce-24-01-00161.pdf

Lake ET, Germack HD, Viscardi MK. Missed nursing care is linked to patient satisfaction: a cross sectional study of us hospitals. BMJ Qual Saf. 2016[citado em 2018 jan. 24];25(7):535-43. Disponível em: https://qualitysafety.bmj.com/content/25/7/535

Carthon JMB, Lasater KB, Sloane DM, Kutney-Lee A. The quality of hospital work environments and missed nursing care is linked to heart failure readmissions: a cross-sectional study of US hospitals. BMJ Qual Saf. 2015[citado em 2017 nov. 23];24(4):255-63. Disponível em: https://qualitysafety.bmj.com/content/24/4/255

Ball J, Day T, Murrells T, Dall"Ora C, Rafferty AM, Griffiths P, et al. Crosssectional examination of the association between shift length and hospital nurses job satisfaction and nurse reported quality measures. BMC Nurs. 2017[citado em 2018 jan. 12];16(26):1-7. Disponível em: https://bmcnurs.biomedcentral.com/articles/10.1186/s12912-017-0221-7

Lake ET, Germack HD, Viscardi MK. Missed nursing care is linked to patient satisfaction: a cross-sectional study of US hospitals. BMJ Qual Saf. 2016[citado em 2017 nov. 24];25(7):35-54. Disponível em: https://qualitysafety.bmj.com/content/25/7/535

Jones TL, Hamilton P, Murry N. Unfinished nursing care, missed care, and implicitly rationed care: state of the science review. Int J Nurs Stud. 2015[citado em 2018 fev. 20];52(6):1121-37. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0020748915000589?via%3Dihub

Pereira FGF, Melo GAA, Silva RA, Néri EDR, Carvalho REFL, Caetano JA. Relationship between occupational profile of nursing workers and medication errors. Rev Enferm UFPI. 2018[citado em 2019 jul. 11];7(4):4-9. Disponível em: https://doi.org/10.26694/2238-7234.744-9

Bragadottir H, Kalisch BJ, Tryggvadóttir GB. Correlates and predictors of missed nursing care in hospitals. J Clin Nurs. 2016[citado em 2018 jan. 20];26(11-12):1524-34. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/jocn.13449

Aguiar LL, Guedes MVC, Galindo NNM, Melo GAA, Almeida PC, Oliveira RM, et al. Validation of a safety assessment instrument for chronic renal patients on hemodialysis. Acta Paul Enferm. 2018[Citado em 2019 jul. 11]; 31(6):609-15. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1982-0194201800084.

Forte ECN, Machado FL, Pires DEPD. A relação da Enfermagem com os erros de medicação: uma revisão integrativa. Cogitare Enferm. 2016[citado em 2017 nov. 26];21:1-10. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/43324

Duarte SCM, Stipp MAC, Silva MM, Oliveira FT. Eventos adversos e segurança na assistência de Enfermagem. Rev Bras Enferm. 2015[citado em 2018 jan. 15];68(1):144-54. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167.2015680120p

Tomazoni A, Rocha PK, Kusahara DM, Souza AIJ, Macedo TR. Evaluation of the patient safety culture in neonatal intensive care. Texto Contexto Enferm. 2015[citado em 2018 fev. 05];24(1):161-9. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v24n1/pt_0104-0707-tce-24-01-00161.pdf

Vadakedath S, Kandi V. Dialysis: a review of the mechanisms underlying complications in the management of chronic renal failure. Cureus. 2017[citado em 2018 jan. 27];9(8):e1603. Disponível em: https://www.cureus.com/articles/8233-dialysis-a-review-of-the-mechanisms-underlyingcomplications-in-the-management-of-chronic-renal-failure

Bragadóttir H, Kalisch BJ, Tryggvadóttir GB. Correlates and predictors of missed nursing care in hospitals. J Clin Nurs 2017[citado em 2018 fev. 14];26(11-12):1524-34. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/jocn.13449

Campos ICM, Angèlico AP, Oliveira MS, Oliveira DCR. Fatores sociodemográficos e ocupacionais associados à Síndrome de Burnout em profissionais de Enfermagem. Psicol Reflex Crít. 2015[citado em 2017 nov. 28];28(4):764-71. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S01029722015000400015&script=sci_abstract&tlng=pt

Roque KE, Tonini T, Melo ECP. Eventos adversos na unidade de terapia intensiva: impacto na mortalidade e no tempo de internação em um estudo prospectivo. Cad Saúde Pública. 2016[citado em 2018 mar. 23];32(10):e00081815. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csp/v32n10/pt_1678-4464-csp-32-10-e00081815.pdf

Ferreira NDN, Lucca SRD. Burnout syndrome in nursing assistants of a public hospital in the state of São Paulo. Rev bras Epidemiol. 2015[citado em 2018 mar. 15];18(1):8-79. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2015000100068&lng=pt&tlng=pt

Benner P. From novice to expert: excellent and power in clinical nursing practice. California (US): Addison Wesley; 1984.

Andrade BRP, Barros FM, Lúcio HFA, Campos JF, Silva RC. Experiência de enfermeiros no manejo da hemodiálise contínua e suas influências na segurança do paciente. Texto Contexto Enferm. 2019[citado em 2019 jul. 11];28:e20180046. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1980-265x

Publicado

17-02-2020

Como Citar

1.
Melo GAA, Silva RA, Aguiar LL, Medina LAC, Oliveira CVF, Melo DG, Caetano J Áfio. Relação entre perfil profissional de enfermeiros intensivistas e cuidados omissos na terapia por hemodiálise. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 17º de fevereiro de 2020 [citado 23º de maio de 2024];23(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/49730

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)