Desenvolvimento participativo de tecnologia educacional em contexto hiv/aids

Autores

  • Elizabeth Teixeira Universidade do Estado do Amazonas, Escola de Saúde do Amazonas, Manaus AM , Brasil, Universidade do Estado do Amazonas – UEA, Escola de Saúde do Amazonas. Manaus, AM – Brasil. http://orcid.org/0000-0002-5401-8105
  • Iací Proença Palmeira Universidade do Estado do Pará, Escola de Enfermagem Magalhães Barata, Belém PA , Brasil, Universidade do Estado do Pará – UEPA, Escola de Enfermagem Magalhães Barata. Belém, PA – Brasil. http://orcid.org/0000-0001-9659-3565
  • Ivaneide Leal Ataíde Rodrigues Universidade do Estado do Pará, Escola de Enfermagem Magalhães Barata, Belém PA , Brasil, Universidade do Estado do Pará – UEPA, Escola de Enfermagem Magalhães Barata. Belém, PA – Brasil. http://orcid.org/0000-0001-9968-9546
  • Gisele de Brito Brasil Universidade do Estado do Pará, Escola de Enfermagem Magalhães Barata, Belém PA , Brasil, Universidade do Estado do Pará – UEPA, Escola de Enfermagem Magalhães Barata. Belém, PA – Brasil. http://orcid.org/0000-0003-0633-6405
  • Dione Seabra de Carvalho Universidade do Estado do Pará, Escola de Enfermagem Magalhães Barata, Belém PA , Brasil, Universidade do Estado do Pará – UEPA, Escola de Enfermagem Magalhães Barata. Belém, PA – Brasil. http://orcid.org/0000-0001-5342-6820
  • Thyago Douglas Pereira Machado Universidade do Estado do Pará, Escola de Enfermagem Magalhães Barata, Belém PA , Brasil, Universidade do Estado do Pará – UEPA, Escola de Enfermagem Magalhães Barata. Belém, PA – Brasil. http://orcid.org/0000-0002-6776-2785

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2019.49745

Palavras-chave:

HIV, Enfermagem, Educação em Saúde, Tecnologia Educacional

Resumo

Introdução: o HIV representa fenômeno mundial contínuo e instável, com diferentes formas de ocorrência, dependendo de determinantes comportamentais individuais e coletivos. A AIDS destaca-se entre as doenças infecciosas, pela amplitude e extensão dos danos causados, além da alta mortalidade. A pessoa que vive com a doença sofre grande impacto em sua vida, nos âmbitos biológico, pessoal e social, levando a alterações que requerem manejo e readaptação no cotidiano. Assim, no processo de trabalho de educação em saúde com essas pessoas tem-se a possibilidade de construção e disseminação de conhecimentos e práticas saudáveis de vida. Objetivo: construir com os profissionais de saúde uma tecnologia educacional para mediar o processo de educação em saúde no contexto HIV/ AIDS. Método: pesquisa qualitativa em cuja coleta de dados utilizou-se a técnica de grupo focal com uso de roteiro guia composto de perguntas relacionadas à apresentação e ao conteúdo da tecnologia. Participaram oito profissionais de saúde que atendem pessoas convivendo com HIV/AIDS em uma unidade de referência em Belém-Pará. Os dados foram submetidos à análise temática. Resultados: a tecnologia desenvolvida foi do tipo cartilha intitulada “Dicas para viver bem”. Os temas que emergiram dizem respeito às formas de transmissão, exames para diagnóstico, acompanhamento, higiene pessoal, do ambiente e dos alimentos e alimentação saudável. Conclusão: a tecnologia educacional foi construída, em sua forma e conteúdo, com os profissionais de saúde. Emergiu de suas práticas cotidianas e mostrou-se com potencial de utilização nos serviços de saúde para mediar o processo de trabalho em educação em saúde sobre HIV/AIDS.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Orlandi FS, Praça NS. The hope of women with hiv/aids: evaluation using the herth scale. Texto Contexto Enferm. 2013[citado em 2017 jun. 20];22(1):141-8. Disponível em: http://www.index-f.com/textocontexto/2013pdf/e22-141.pdf

Freitas MIF, Bonolo PF, Miranda WD, Guimarães MDC. Interactions and the antiretroviral therapy adherence among people living with hiv/aids. REME - Rev Min Enferm. 2017[citado em 2017 jun. 20];21:e1001. Disponível em: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/1137

Passos TS, Hora AB, Paixão ALSS, Santos J, Almeida-Santos MA, Oliveira CCC. Health education for prevention of sexually transmitted diseases in quilombola communities. 2017[citado em 2017 jun. 20];1(10):3965-70. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/download/14141/24370

Brasil GB, Rodrigues ILA, Nogueira LMV, Palmeira IP. Educational technology for people living with HIV: validation study. Rev Bras Enferm. 2018[citado em 2017 jun. 20];71(suppl 4):1754-9. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v71s4/pt_0034-7167-reben-71-s4-1657.pdf

Franco BT, Merhy EE. Trabalho, produção do cuidado e subjetividade em saúde. Textos Reunidos. São Paulo: Hucitec; 2013.

Nietsche EA, Teixeira E, Medeiros HP, organizadores. Tecnologias cuidativo-educacionais: uma possibilidade para o empoderamento do enfermeiro (a)? Porto Alegre (RS): Moriá; 2014.

Moreira CB, Bernardo EBR, Catunda HLO, Aquino OS, Santos MCL, Fernandes AFC. Elaboration of an Educational Video about Early Detection of Breast Cancer. Rev Bras Cancerol. 2013[citado em 2017 jun. 20];59(3):401-7. Disponível em: http://www.inca.gov.br/rbc/n_59/v03/pdf/10-artigo-construcao-video-educativo-sobre-deteccao-precoce-cancer-mama.pdf

Tanajura LLC, Bezerra AAC. Pesquisa-ação sob a ótica de René Barbier e Michel Thiollent: aproximações e especificidades metodológicas. Rev Eletrônica Pesquiseduca. 2015[citado em 2017 jun. 20];7(13):10-23. Disponível em: http://periodicos.unisantos.br/index.php/pesquiseduca/article/view/408

Teixeira E, Toledo RF, Jacobi PR. A pesquisa-ação na interface da saúde, educação e ambiente. São Paulo: AnnaBlume Editora; 2012.

Oliveira RCM. (Entre) linhas de uma pesquisa: o diário de campo como dispositivo de (in) formação na/da abordagem (Auto) biográfica. Rev Bras Educ Jovens Adultos. 2014[citado em 2017 jun. 20];2(4):69-82. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/educajovenseadultos/article/view/1059

Gatti AL, Witter C, Aranha GC, Vitorino SS. Pesquisa qualitativa: grupo focal e tervenções psicológicas com idosos. Psicol Ciênc Prof. 2015[citado em 10 mar 2017];35(1):20-39. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/2820/282038428003.pdf

Bardin L. Análise de conteúdo. 4ª ed. Lisboa (PT): Edições 70; 2011.

Nascimento JC, Souza ELV, Almeida PC, Pagliuca LMF, Caetano JA. Virtual guide on ocular self-examination to support the self-care practice for people with hiv/aids. Rev Enferm UERJ. 2014[citado em 2017 jun. 20];22(6):748-52. Disponível em: http://www.facenf.uerj.br/v22n6/v22n6a04.pdf

Berardinell LM, Guesdes NA, Ramos JP, Silva MG. Tecnologia educacional como estratégia de empoderamento de pessoas com enfermidades crônicas. Rev Enferm UERJ. 2014[citado em 2017 jun. 20];22(5):603-9. Disponível em: http://www.facenf.uerj.br/v22n5/v22n5a04.pdf

Massara CL. Caracterização de materiais educativos impressos sobre esquistossomose, utilizados para educação em saúde em áreas endêmicas no Brasil. Epidemiol Serv Saude. 2016[citado em 2017 jun. 20];25(3):575-84. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ress/v25n3/2237-9622-ress-25-03-00575.pdf

Pedrosa, NT; Polejack, L. Cuidado e autocuidado em oncologia: significados para profissionais e usuários. Mudanças- Psicol Saúde. 2016[citado em 2017 jun. 20];24(2):1-10. Disponível em: https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/MUD/article/view/6402/5475

Benevides JL, Coutinho JFV, Pascoal LC, Joventino ES, Martins MC, Gubert FA, et al. Development and validation of educational technology for venous ulcer care. Rev Esc Enferm USP. 2016[citado em 2017 jun. 20];50(2):309-16. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v50n2/pt_0080-6234-reeusp-50-02-0309.pdf

Teles LMR, Oliveira AS, Campos FC, Lima TM, Costa CC et al. Development and validating an educational booklet for childbirth companions. Rev Esc Enferm USP. 2014[citado em 2017 jun. 20];48(6):977-84. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v48n6/pt_0080-6234-reeusp-48-06-0977.pdf

Nascimento MHM, Teixeira E. Educational technology to mediate care of the “kangaroo family” in the neonatal unit. Rev Bras Enferm. 2018[citado em 2017 jun. 20];71(suppl 3):1370-7. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v71s3/pt_0034-7167-reben-71-s3-1290.pdf

Coelho AC, Barros ALBL, Matheus MCC, Domingues TAM. Risk factors of coronary artery disease in family members living with acute coronary patients. REME - Rev Min Enferm. 2016[citado em 2017 jun. 20];20:e963. Disponível em: http://www.reme.org.br/exportar-pdf/1099/e963.pdf

Publicado

20-12-2019

Como Citar

1.
Teixeira E, Palmeira IP, Rodrigues ILA, Brasil G de B, Carvalho DS de, Machado TDP. Desenvolvimento participativo de tecnologia educacional em contexto hiv/aids. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 20º de dezembro de 2019 [citado 27º de maio de 2024];23(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/49745

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.