Educação permanente em cateterismo vesical para prevenção de infecção do trato urinário

Autores

  • Myria Ribeiro da Silva Universidade Estadual de Santa Cruz, Departamento de Ciências da Saúde, Ilhéus BA , Brasil, Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC, Departamento de Ciências da Saúde. Ilhéus, BA – Brasil. http://orcid.org/0000-0003-2600-6577
  • Irene Maurício Cazorla Universidade Estadual de Santa Cruz, Departamento de Ciências da Saúde, Ilhéus BA , Brasil, Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC, Departamento de Ciências da Saúde. Ilhéus, BA – Brasil. http://orcid.org/0000-0003-3028-5513
  • João Luís Almeida da Silva Universidade Estadual de Santa Cruz, Departamento de Ciências da Saúde, Ilhéus BA , Brasil, Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC, Departamento de Ciências da Saúde. Ilhéus, BA – Brasil. http://orcid.org/0000-0001-6191-7005
  • Talita Hevilyn Ramos da Cruz Almeida Universidade Estadual de Santa Cruz, Departamento de Ciências da Saúde, Ilhéus BA , Brasil, Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC, Departamento de Ciências da Saúde. Ilhéus, BA – Brasil. http://orcid.org/0000-0001-9775-0788
  • Patrícia Peres de Oliveira Universidade Federal de São João Del – Rei, Curso de Enfermagem, Divinópolis MG , Brasil, Universidade Federal de São João Del – Rei – UFSJ, Campus Centro-Oeste Dona Lindu – CCO, Curso de Enfermagem. Divinópolis, MG – Brasil. http://orcid.org/0000-0002-3025-5034
  • Dulce Aparecida Barbosa Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Enfermagem, São Paulo SP , Brasil, Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP, Escola Paulista de Enfermagem. São Paulo, SP – Brasil. http://orcid.org/0000-0002-9912-4446

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2019.49746

Palavras-chave:

Cateterismo Urinário, Infecções Urinárias/prevenção & controle, Enfermagem, Educação Continuada, Prevenção de Doenças

Resumo

Objetivo: analisar o impacto da educação permanente na prevenção e no controle da infecção do trato urinário em pacientes submetidos ao procedimento de cateterismo vesical de demora. Método: estudo quase experimental do tipo antes e depois, com intervenção educacional sobre os cuidados relacionados a inserção, manutenção e retirada do cateter vesical de demora. Aplicação de escala de 20 questões com 124 enfermeiros e técnicos de Enfermagem para medida do conhecimento. Realizou-se análise da mudança do padrão de comportamento do pré-teste para o pós-teste, por meio de escala global, e análise de covariância, nos quais se ajustou a reta de regressão por categoria profissional. Para analisar o conhecimento e as condutas do procedimento de cateterismo vesical de demora, foram utilizados os testes de Levene para igualdade de variâncias, teste t para amostras independentes, testes inferenciais não paramétricos e teste qui-quadrado. Resultados: na análise global do estudo, partindo das 20 questões consideradas, observou-se que, em média, os técnicos de Enfermagem em comparação aos enfermeiros obtiveram ganho de sete pontos do pré-teste para o pós-teste (≅12,00 para ≅19,00), enquanto os enfermeiros obtiveram 4,0 pontos (≅16 para ≅20,00). Conclusão: a intervenção educacional aumentou significativamente o conhecimento dos profissionais de saúde sobre o procedimento de cateterismo vesical de demora e colaborou para a redução da taxa de infecção das infecções de trato urinário na instituição, bem como uma evolução no patamar de conhecimento, principalmente dos técnicos de Enfermagem após as intervenções educativas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Saint S, Greene MT, Krein SL, Rogers MAM, Ratz D, Fowler KE, et al. A Program to Prevent Catheter-Associated Urinary Tract Infection in Acute Care. N Engl J Med. 2016[citado em 2018 jan. 16];374(22):2111-9. Disponível em: http://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMoa1504906#t=article

Carraro-Eduardo JC, Alves DS, Hinden IE, Toledano IP, Freitas SG, Mondino PJJ, et al. Urinary tract infection and indwelling urinary catheters: prospective study in gynecological surgery with antibiotic prophylaxis. Sao Paulo Med J. 2015[citado em 2018 jan. 16];133(6):517-20. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-31802015000600517&lng=en

Quinn P. Chasing Zero: A Nurse-Drive Process for Catheter- A associated urinary tract infection reduction in a community hospital. Urol Nurs. 2016[citado em 2018 jan. 20];36(2):92-7. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27281867

Andrade VLF, Fernandes FAV. Prevention of catheter-associated urinary tract infection: implementation strategies of international guidelines. Rev Latino-Am Enferm. 2016[citado em 2018 jan. 22];24:e2678. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v24/0104-1169-rlae-0963-2678.pdf

Reyes SVF, Castellanos MRP, Rodríguez ZN, Veranes FNL, Fernández ZR. Infección del tracto urinario por uso del catéter vesical en pacientes ingresados en cuidados intensivos. Medisan. 2014[citado em 2018 jan. 30];18(11):1524-30. Disponível em: http://scielo.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1029-30192014001100006

Mori C. A-voiding catastrophe: implementing a nurse-driven protocol. Medsurg Nurs. 2014[citado em 2018 jan. 18];23(1):15-21. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24707664

Miranda EJ, Oliveira GS, Roque FL, Santos SR, Olmos RD, Lotufo PA. Susceptibility to antibiotics in urinary tract infections in a secondary care setting from 2005-2006 and 2010-2011, in São Paulo, Brazil: data from 11,943 urine cultures. Rev Inst Med Trop Sao Paulo. 2014[citado em 2018 jan. 20];56(4):313-24. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4131818/

Advani SD, Lee RA, Long M, Schmitz M, Camins BC. The Impact of 2015 NHSN Catheter-associated Urinary Tract Infection (CAUTI) Definition Change on Central Line-associated Bloodstream Infection (CLABSI) Rates and CLABSI Prevention Efforts at an Academic Medical Center. Infect Control Hosp Epidemiol. 2018[citado em 2018 jan. 16];18:1-3. Disponível em: https://academic.oup.com/ofid/article/4/suppl_1/S180/4294281

Chiavone FBT, Ferreira LL, Salvador PTCO, Martins CCF, Alves KYA, Santos VEP. Analysis of YouTube videos about urinary catheterization technique of male delay. Invest Educ Enferm. 2016[citado em 2018 jan. 16];34(1):171-9. Disponível em: http://www.scielo.org.co/pdf/iee/v34n1/v34n1a19.pdf

Moura JP, Carvalho TM, Souza CBL, Alves MG. Incidence of urinary tract infection after the implantation of clinical protocol. Rev Enferm UFPE on line. 2017[citado em 2018 jan. 16];11(3):1254-61. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/viewFile/13501/16234

Cunha M, Santos E, Andrade A, Jesus R, Aguiar C, Marques F, et al. Eficácia da limpeza ou desinfecção do meato urinário antes da cateterização urinária: revisão sistemática. Rev Esc Enferm USP. 2013[citado em 2018 jan. 23];47(6):1410-6. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v47n6/en_0080-6234-reeusp-47-6-01410.pdf

Jorge HMS, Vidal ECF. Infecção do Trato Urinário hospitalar e suas implicações para a gestão do cuidar: revisão integrativa. Cad Cult Ciênc. 2014[citado em 2018 jan. 24];13(1):40-8. Disponível em: http://periodicos.urca.br/ojs/index.php/cadernos/article/view/817

Vendruscolo C, Trindade LL, Krauzer IM, Prado ML. The insertion of the university into the four pillars of continuous education in health: experience report. Texto Contexto Enferm. 2016[citado em 2018 jan. 26];25(1):e2530013. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v25n1/0104-0707-tce-25-01-2530013.pdf

Lemos CLS. Educação Permanente em Saúde no Brasil: educação ou gerenciamento permanente? Ciênc Saúde Colet. 2016[citado em 2018 jan. 28];21(3):913-22. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v21n3/1413-8123-csc-21-03-0913.pdf

Cavalcanti FOL, Guizardi FL. Educação continuada ou permanente em saúde? análise da produção pan-americana da saúde. Trab Educ Saúde. 2018[citado em 2018 jan. 29];16(1):99-122. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tes/v16n1/1678-1007-tes-16-01-0099.pdf

Vendruscolo C, Trindade LL, Krauzer IM, Prado ML. The insertion of the university into the four pillars of continuous education in health: experience report. Texto Contexto Enferm. 2016[citado em 2018 jan. 16];25(1):e2530013. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v25n1/0104-0707-tce-25-01-2530013.pdf

Salum NC, Prado ML. Continuing education in the development of competences in nurses. Texto Contexto Enferm. 2014[citado em 2018 jan. 16];23(2):301-8. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v23n2/pt_0104-0707-tce-23-02-00301.pdf

Miccas FL, Batista SHSS. Educação permanente em saúde: metassíntese. Rev Saúde Pública. 2014[citado em 2018 jan. 16];48(1):170-85. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tes/v16n1/1678-1007-tes-16-01-0099.pdf

Pires MRGM, Fonseca RMGS, Padilla B. Politicy of care in the criticism towards gender stereotypes. Rev Bras Enferm. 2016[citado em 2018 jan. 16];69(6):1156-62. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v69n6/en_0034-7167-reben-69-06-1223.pdf

Hoeve YT, Jancen G, Roodbol P. The nursing profession: public image, self-concept and professional identity: a discussion paper. J Adv Nurs. 2014[citado em 2018 jan. 26];70(2):295-309. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/jan.12177

Souza GC, Peduzzi M, Silva JAM, Carvalho BG. Teamwork in nursing: restricted to nursing professionals or an interprofessional collaboration. Rev Esc Enferm USP. 2016[citado em 2018 jan. 26];50(4):640-7. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v50n4/pt_0080-6234-reeusp-50-04-0642.pdf

Chaves NMO, Moraes CLK. Controle de infecção em cateterismo vesical de demora em unidade de terapia intensiva. Rev Enferm Cent-Oeste Min. 2015[citado em 2018 jan. 30];5(2):1650-7. Disponível em: http://seer.ufsj.edu.br/index.php/recom/article/download/773/867

Yokoe DS, Anderson DJ, Berenholtz SM, Calfee DP, Dubberke ER, Ellingson KD, et al. A compendium of strategies to prevent healthcare-associated infections in acute care hospitals: 2014 updates. Infect Control Hosp Epidemiol. 2014[citado em 2018 jan. 16];35:967-77. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4223864/pdf/nihms638943.pdf

Safdar N, Anderson DJ, Braun BI, Carling P, Cohen S, Donskey C, et al. The evolving landscape of healthare-associated infections: recent advances in prevention and a road map for research. Infect Control Hosp Epidemiol. 2014[citado em 2018 jan. 30];35:480-93. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4226401/

Campos CC, Alcoforado CLGC, Franco LMC, Carvalho RLR, Ercole FF. Incidência de infecção do trato urinário relacionada ao cateterismo vesical de demora: um estudo de coorte. REME - Rev Min Enferm. 2016[citado em 2018 jan. 30];20:e973. Disponível em: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/1109

Reis LM, Rabello B, Ross C, Santos LMR. Avaliação da atividade antimicrobiana de antissépticos e desinfetantes utilizados em um serviço público de saúde. Rev Bras Enferm. 2011[citado em 2018 jan. 30];64(5):870-5. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v64n5/a11v64n5.pdf

Speranceta MRP, Oselame GB, Oliveira EC. Inconsistencies in bladder catheterization technique for nursing students. Rev Enferm UFPI. 2016[citado em 2018 jan. 30];5(2):22-7. Disponível em: http://www.ojs.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/5100/pdf

Publicado

20-12-2019

Como Citar

1.
Silva MR da, Cazorla IM, Silva JLA da, Almeida THR da C, Oliveira PP de, Barbosa DA. Educação permanente em cateterismo vesical para prevenção de infecção do trato urinário. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 20º de dezembro de 2019 [citado 13º de abril de 2024];23(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/49746

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)