Gerenciamento de mudanças para controle do ruído na terapia intensiva neonatal: relato de experiência

Autores

  • Fabiana Jorge Bueno Galdino Barsam Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Hospital de Clínicas, Uberaba MG , Brazil, Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM, Hospital de Clínicas. Uberaba, MG - Brasil http://orcid.org/0000-0002-8143-4083
  • Cinthia Lorena Silva Barbosa Teixeira Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Hospital de Clínicas, Uberaba MG , Brazil, Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM, Hospital de Clínicas. Uberaba, MG - Brasil http://orcid.org/0000-0001-7864-5528
  • Claudia Rodrigues de Oliveira Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Hospital de Clínicas, Uberaba MG , Brazil, Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM, Hospital de Clínicas. Uberaba, MG - Brasil http://orcid.org/0000-0002-1992-4735
  • Larissa Cristina de Sousa Lima Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Hospital de Clínicas, Uberaba MG , Brazil, Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM, Hospital de Clínicas. Uberaba, MG - Brasil http://orcid.org/0000-0003-1449-8789
  • Débora de Oliveira Ferreira Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Hospital de Clínicas, Uberaba MG , Brazil, Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM, Hospital de Clínicas. Uberaba, MG - Brasil http://orcid.org/0000-0003-3685-0800
  • Maria Sueli de Souza Silva Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Hospital de Clínicas, Uberaba MG , Brazil, Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM, Hospital de Clínicas. Uberaba, MG - Brasil http://orcid.org/0000-0003-0386-6822
  • Fernanda Carolina Camargo Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Hospital de Clínicas, Uberaba MG , Brazil, Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM, Hospital de Clínicas. Uberaba, MG - Brasil http://orcid.org/0000-0002-1048-960X

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2019.49824

Palavras-chave:

Monitoramento do Ruído, Unidades de Terapia Intensiva Neonatal, Planejamento Participativo

Resumo

O objetivo deste estudo foi relatar uma experiência sobre planejamento participativo e gerenciamento de mudanças para controle de ruído em uma unidade de terapia intensiva neonatal de um hospital público de ensino no Triângulo Mineiro. Trata-se de um projeto de pesquisa que tem a extensão universitária como uma de suas interfaces. A motivação para seu desenvolvimento foi apoiar os objetivos estratégicos do hospital, para garantir a qualidade assistencial e a segurança do paciente frente à articulação entre ensino-pesquisa-extensão e assistência. O arcabouço teórico-metodológico que orientou a condução da experiência foi o quadro lógico, historicamente derivado de métodos de planejamento que garantiam espaços para o trabalho em equipe e a participação dos diversos interessados no projeto. O gerenciamento da mudança foi conduzido por grupo gestor com expertise na temática, representado por trabalhadores locais e docentes/pesquisadores. As atividades ocorreram entre abril e maio/2017. O diagnóstico da situação-problema contou com mensuração prévia às intervenções do ruído no local (nível entre 62-82 dB), sendo a percepção do ruído no setor alta e muito alta, segundo 88,3% dos trabalhadores. Os resultados alcançados foram: engajamento de legitimadores e autoridades do hospital na proposição; sensibilização e capacitação dos trabalhadores, docentes/pesquisadores, residentes e acadêmicos para o controle de ruídos; e implantação de medidas para controle do ruído. Mudanças foram articuladas conjuntamente entre trabalhadores, representantes da universidade e chefias: na infraestrutura do ambiente, no manuseio direto do recém-nascido e na postura da equipe. Faz-se necessário seguimento longitudinal sobre como as iniciativas impactaram na redução do ruído e no bem-estar dos trabalhadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Gomes ATL, Salvador PTCO, Rodrigues CCFM, Silva MF, Ferreira LL, Santos VEP. Patient safety in nursing paths in Brazil. Rev Bras Enferm. 2017[citado em 2017 maio 17];70(1):139-46. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2015-0139.

Inoue KC, Matsuda LM. Patient safety: approaching an old issue. Ciênc Cuid Saúde. 2013[citado em 2017 maio 18];12(2):208-09. Disponível em: http://dx.doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v12i2.23880.

Almadhoob A, Ohlsson A. Sound reduction management in the neonatal intensive care unit for preterm or very low birth weight infants. Cochrane Database Syst Rev. 2015[citado em 2017 maio 18];1:CD010333. Disponível em: DOI: 10.1002/14651858.CD010333.pub2.

Duarte ST, Matos M, Tozo TC, Toso LC, Tomiasi AA, Duarte PAD. Praticando o silêncio: intervenção educativa para a redução do ruído em Unidade de Terapia Intensiva. Rev Bras Enferm. 2012[citado em 2017 maio 22];65(2):285- 90. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672012000200013.

Brehmer LCF, Ramos FRS. Teaching-service integration: implications and roles in experiences of Undergraduate Courses in Nursing. Rev Esc Enferm USP. 2014[citado em 2017 maio 22];48(1):118-24. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0080-623420140000100015.

Rocha FL, Marziale MHP, Carvalho MC, Cardeal SF, Campos MCT. The organizational culture of a Brazilian public hospital. Rev Esc Enferm USP. 2014[citado em 2017 maio 22];48(2):308-14. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0080-6234201400002000016.

Pfeiffer P. O quadro lógico: um método para planejar e gerenciar mudanças. Rev Serv Público. 2000[citado em 2017 maio 22];51(1):81-120. Disponível em: https://doi.org/10.21874/rsp.v51i1.320.

Chawla S, Barach P, Dwaihy M, Kamat D, Shankaran S, Panaitescu B, et al. A targeted noise reduction observational study for reducing noise in a neonatal intensive unit. J Perinatol. 2017[citado em 2017 jun. 29];16(2). Disponível em: doi:10.1038/jp.2017.93.

Nieto-Sanjuanero A, Quero-Jiménez J, Cantú-Moreno D, Rodríguez- Balderrama I, Montes-Tapia F, Rubio-Pérez N, et al. Evaluation of strategies aimed at reducing the level of noise in different areas of neonatal care in a tertiary hospital. Gac Med Mex. 2015[citado em 2017 jun. 02];151:687-94. Disponível em: http://www.anmm.org.mx/GMM/2015/n6_english/2331AX156_151_2015_UK6_687-694.pdf.

Wang D, Aubertin C, Barrowman N, Moreau K, Dunn S, Harrold J. Reduction of noise in the neonatal intensive care unit using soundactivated noise meters. Arch Dis Child Fetal Neonatal. 2014[citado em 2017 jun. 05];99(6):515-6. Disponível em: doi:10.1136/archdischild-2014-306490.

Publicado

09-05-2019

Como Citar

1.
Barsam FJBG, Teixeira CLSB, Oliveira CR de, Lima LC de S, Ferreira D de O, Silva MS de S, Camargo FC. Gerenciamento de mudanças para controle do ruído na terapia intensiva neonatal: relato de experiência. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 9º de maio de 2019 [citado 23º de maio de 2024];23(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/49824

Edição

Seção

Relato

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)