Contextos locais e dos sistemas de saúde no controle da tuberculose, estado de são paulo

Autores

  • Tiemi Arakawa Rede Brasileira de Pesquisa em Tuberculose, Grupo de Estudos Operacionais em Tuberculose, Ribeirão Preto SP , Brasil, Rede Brasileira de Pesquisa em Tuberculose, Grupo de Estudos Operacionais em Tuberculose. Ribeirão Preto, SP - Brasil http://orcid.org/0000-0003-4485-9856
  • Gabriela Tavares Magnabosco Ministério da Saúde, Programa Nacional de Controle de Tuberculose, Brasília DF , Brasil, Ministério da Saúde, Programa Nacional de Controle de Tuberculose. Brasília, DF - Brasil http://orcid.org/0000-0003-3318-6748
  • Maria Eugênia Firmino Brunello Faculdade de Tecnologia em Saúde, FATESA, Ribeirão Preto SP , Brasil, Faculdade de Tecnologia em Saúde, FATESA. Ribeirão Preto - SP - Brasil http://orcid.org/0000-0002-7949-1492
  • Rubia Laine de Paula Andrade Universidade de São Paulo - USP, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - EERP, Departamento de Enfermagem Materno-infantil e Saúde Pública, Ribeirão Preto SP , Brasil, Universidade de São Paulo - USP. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - EERP. Departamento de Enfermagem Materno-infantil e Saúde Pública. Ribeirão Preto, SP - Brasil http://orcid.org/0000-0001-5843-1733
  • Nanci Michele Saita Universidade de São Paulo - USP, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - EERP, Departamento de Enfermagem Materno-infantil e Saúde Pública, Ribeirão Preto SP , Brasil, Universidade de São Paulo - USP. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - EERP. Departamento de Enfermagem Materno-infantil e Saúde Pública. Ribeirão Preto, SP - Brasil http://orcid.org/0000-0002-0203-2765
  • Aline Aparecida Monroe Universidade de São Paulo - USP, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - EERP, Departamento de Enfermagem Materno-infantil e Saúde Pública, Ribeirão Preto SP , Brasil, Universidade de São Paulo - USP. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - EERP. Departamento de Enfermagem Materno-infantil e Saúde Pública. Ribeirão Preto, SP - Brasil http://orcid.org/0000-0003-4073-2735
  • Tereza Cristina Scatena Villa Universidade de São Paulo - USP, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - EERP, Departamento de Enfermagem Materno-infantil e Saúde Pública, Ribeirão Preto SP , Brasil, Universidade de São Paulo - USP. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - EERP. Departamento de Enfermagem Materno-infantil e Saúde Pública. Ribeirão Preto, SP - Brasil http://orcid.org/0000-0001-8927-2624

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2020.49959

Palavras-chave:

Tuberculose, Avaliação em Saúde, Avaliação de Processos e Resultados (Cuidados de Saúde), Indicadores de Qualidade em Assistência à Saúde, Pesquisa Operacional

Resumo

Objetivo: avaliar o controle da tuberculose em 44 municípios paulistas segundo aspectos do contexto externo, político-organizacional e técnicooperacional dos sistemas locais de saúde. Método: estudo operacional de análise de agrupamento utilizando indicadores operacionais e de desfecho de casos novos de tuberculose para os anos de 2014 e 2015; e teste de hipótese para proporção para identificação de associação dos grupos com porte populacional, índice de Gini, cobertura de Programa de Agentes Comunitários de Saúde e Estratégia Saúde da Família e despesas per capita em atenção básica e vigilância epidemiológica. Resultados: o primeiro grupo formado (n=19) apresentou resultados satisfatórios dos indicadores operacionais e desfecho; o segundo (n=5) teve desempenho regular (resultado satisfatório de desfecho e insatisfatório para o tratamento diretamente observado) e esteve associado ao índice de Gini baixo e menor proporção de PACS; o terceiro (n=20) grupo, de desempenho insatisfatório, esteve associado a índice de Gini mais alto e porte populacional pequeno. Conclusão: os achados destacaram a relação entre aspectos socioeconômicos e o desempenho das ações de controle da tuberculose.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

World Health Organization. Global tuberculosis report 2017. Geneva: World Health Organization; 2017.

Maciel ELN. Post-2015 agenda strategies for tuberculosis control in Brazil: challenges and opportunities. Epidemiol Serv Saúde. 2016[citado em 2019 mar. 12];25(2):423-6. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5123/s1679-49742016000200021

Andrade RLP, Scatolin BE, Wysocki AD, Beraldo AA, Monroe AA, Scatena LM, et al. Tuberculosis diagnosis: primary health care or emergency medical services?. Rev Saúde Pública. 2013[citado em 2019 mar. 12];47(6):1149-58. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-8910.2013047004650

Villa TCS, Ponce MAS, Wysocki AD, Andrade RLP, Arakawa T, Scatolin BE, et al. Early diagnosis of tuberculosis in the health services in different regions of Brazil. Rev Latino-Am Enferm. 2013[citado em 2019 mar. 12];21(spe):190-8. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-11692013000700024

Loureiro S, Ferreira Júnior HM, Mota FB, Freitas LFS. Uma análise exploratória dos programas de controle da tuberculose da Bahia e Goiás à luz da teoria dos custos de transação. Saude Soc. 2013[citado em 2019 mar. 12];22(1):85- 98. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-12902013000100009

Guerra RL, Dorman SE, Luiz RR, Conde MB. Cost-effectiveness of routine diagnostic evaluation of pulmonary tuberculosis in a primary care unit in Brazil. Int J Tuberc Lung Dis. 2013[citado em 2019 maio 12];17(10):1336- 40. Disponível em: https://www.ingentaconnect.com/content/iuatld/ijtld/2013/00000017/00000010/art00015?crawler=true

Steffen R, Menzies D, Oxlade O, Pinto M, Castro AZ, Monteiro P, et al. Patients' costs and cost-effectiveness of tuberculosis treatment in DOTS and non-DOTS facilities in Rio de Janeiro, Brazil. Plos One. 2010[citado em 2019 mar. 12];5(11):e14014. Disponível em: https://journals.plos.org/plosone/article/file?id=10.1371/journal.pone.0014014&type=printable

Lopes LMG, Viera NF, Lana FCF. Análise dos Atributos da Atenção Primária à Saúde na atenção à tuberculose no Brasil: uma revisão integrativa. Rev Enferm Cent O Min. 2015[citado em 2019 mar. 12];5(2):1684-703. Disponível em: http://www.seer.ufsj.edu.br/index.php/recom/article/view/678

Silva-Sobrinho RA, Zilly A, Monroe AA, Pinto ESG, Silva RMM, Villa TCS. Ambivalência das ações de controle da tuberculose na atenção básica à saúde. Rev Rene. 2014[citado em 2019 mar. 12];5(4):605-12. Disponível em: http://periodicos.ufc.br/rene/article/view/1075/1037

Souza KMJ, Sá LD, Silva LMC, Palha PF. Nursing performance in the policy transfer of directly observed treatment of tuberculosis. Rev Esc Enferm USP. 2014[citado 2019 mar. 12]; 48(5):874-82. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0080-6234201400005000014

Marcolino ABL, Nogueira JA, Ruffino Netto A, Moraes RM, Sá LD, Villa TCS, et al. Avaliação do acesso às ações de controle da tuberculose no contexto das equipes de saúde da família de Bayeux - PB. Rev Bras Epidemiol. 2009[citado 2019 mar. 12];12(2):144-57. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2009000200005

Oliveira LGD, Natal S, Felisberto E, Alves CKA, Santos EM. Modelo de avaliação do programa de controle da tuberculose. Ciênc Saúde Colet. 2010[citado em 2019 mar. 12];15(Suppl 1):997-1008. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232010000700006

Gonçalves MJF. Avaliação de programa de saúde: o Programa Nacional de Controle de Tuberculose no Brasil. Saúde Transform Soc. 2012[citado em 2019 mar. 12];3(1):13-7. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2178-70852012000100004&lng=pt&nrm=iso

Gutiérrez SE. Avaliação da implantação do programa de controle da tuberculose em unidades de saúde da atenção básica nas regionais norte e sul de Cuiabá/MT [dissertação]. Rio de Janeiro: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca; 2010. 133f.

Heufemann NEC, Gonçalves MJF, Garnelo ML. Avaliação do programa de controle da tuberculose em cenário Amazônico: desafios em Coari. Acta Amaz. 2013[citado em 2019 mar. 12];43(1):33-42. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0044-59672013000100005

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis. Programa Nacional de Controle da Tuberculose. Portaria. Nota Técnica n° 15 CGPNCTIDEVEP/SVSIMS. Definição de critérios para a priorização de municípios no controle da tuberculose no Brasil. Brasília: Ministério da Saúde; 2011.

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis. Panorama da tuberculose no Brasil: indicadores epidemiológicos e operacionais. Brasília: Ministério da Saúde; 2014.

Rêgo CCD, Macêdo SM, Andrade CRB, Maia VF, Pinto JTJM, Pinto ESG. Processo de trabalho do enfermeiro a pessoa com tuberculose na Atenção Primária. Rev Baiana Enferm. 2015[citado em 2019 mar. 13];29(3):218-28. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-81452017000400224&script=sci_arttext&tlng=pt

Queiroz EM, De-La-Torre-Ugarte-Guanilo MC, Ferreira KR, Bertolozzi MR. Tuberculosis: limitations and strengths of Directly Observed Treatment Short- Course. Rev Latino-Am Enferm. 2012[citado em 2019 mar. 13];20(2):369-77. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-11692012000200021

San-Pedro A, Oliveira RM. Tuberculose e indicadores socioeconômicos: revisão sistemática da literatura. Rev Panam Salud Publica. 2013[citado em 2018 dez. 15]; 33(4):294-301. Disponível em: https://scielosp.org/article/rpsp/2013.v33n4/294-301/

Vicentin G, Santo AH, Carvalho MS. Mortalidade por tuberculose e indicadores sociais no município do Rio de Janeiro. Ciênc Saúde Coletiva. 2002[citado em 2019 mar. 13]; 7(2):253-63. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232002000200006

Yamamura M, Santos Neto M, Freitas IM, Rodrigues LBB, Popolin MP, Uchoa SAC, et al. Tuberculose e iniquidade social em saúde: uma análise ecológica utilizando técnicas estatísticas multivariadas, São Paulo, Brasil. Rev Panam Salud Publica. 2014[citado em 2019 mar. 13];35(4):270-7. Disponível em: https://www.scielosp.org/pdf/rpsp/2014.v35n4/270-277/pt

Viana ALA, Rocha JSY, Elias PE, Ibañez N, Bousquat A. Atenção básica e dinâmica urbana nos grandes municípios paulistas, Brasil. Cad Saúde Pública. 2008[citado em 2019 mar. 13];24(Suppl 1):s79-s90. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2008001300013

Cunha NV, Cavalcanti MLT, Costa AJL. Diagnóstico situacional da descentralização do controle da tuberculose para a Estratégia Saúde da Família em Jardim Catarina, São Gonçalo, RJ, 2010. Cad Saúde Coletiva. 2012[citado em 2019 mar. 13];20(2):177-87. Disponível em: https://pdfs.semanticscholar.org/9103/a53f1e29d4fe5f6920dcd39840379a86fb63.pdf

Scatena LM, Villa TCS, Ruffino Netto A, Kritski AL, Figueiredo TMRM, Vendramini SHF, et al. Difficulties in the accessibility to health services for tuberculosis diagnoses in Brazilian municipalities. Rev Saúde Pública. 2009[citado em 2019 mar. 13];43(3):389-97. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102009005000022

Publicado

08-06-2020

Como Citar

1.
Arakawa T, Magnabosco GT, Brunello MEF, Andrade RL de P, Saita NM, Monroe AA, Villa TCS. Contextos locais e dos sistemas de saúde no controle da tuberculose, estado de são paulo. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 8º de junho de 2020 [citado 26º de maio de 2024];24(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/49959

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)