Percepção e perspectivas de gestantes sobre o processo do parto a partir de oficinas educativas

Autores

  • Maria Rita de C. B Almeida Pontifícia Universidade Católica do Paraná
  • Kleyde Ventura de Souza Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Enfermagem , Departamento Materno-Infantil e Saúde Pública
  • Virgínia Beatriz Maciel CuritibaPR, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, curso de Enfermagem , Brasil
  • Juliana Thomé Ribeiro CuritibaPR, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, curso de Enfermagem , Brasil
  • Maria Luiza de Medeiros Amaro CuritibaPR, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, curso de Enfermagem , Brasil
  • Mariana Julia Pioli da Costa CuritibaPR, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, curso de Enfermagem , Brasil
  • Sabrina Strapasson CuritibaPR, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, curso de Enfermagem , Brasil

Palavras-chave:

Gestantes, Educação em Saúde, Promoção da Saúde, Parto Normal

Resumo

Estudo qualitativo cujo objetivo foi descrever a percepção e as perspectivas de gestantes sobre o processo de parto. Participaram dez gestantes inscritas na primeira edição de oficinas educativas, inseridas em um programa pioneiro promovido pelo Departamento de Recursos Humanos de uma instituição de ensino superior, situada na capital do Paraná. As oficinas foram realizadas no período de setembro a outubro de 2008 e contaram com a participação de professores e funcionários da instituição, que abordaram temáticas relativas ao ciclo gravídico puerperal. A coleta de dados foi feita por meio de entrevistas individuais, no local de trabalho das participantes, e gravadas com equipamento digital. Utilizou-se um roteiro semiestruturado para coleta de dados. Após a transcrição, os dados foram submetidos à análise temática de conteúdo. Foram identificadas duas categorias temáticas: a) a participação em oficinas educativas possibilitou o compartilhar experiências, fortalecendo a vivência da gestação e b) a (re)significação de experiência em oficinas educativas contribuiu para a ampliação de horizontes e o descortinar de perspectivas sobre o processo de parto. Os resultados mostram que a modalidade educativa sob a forma de oficina possibilita o compartilhar de experiências e pode contribuir para o fortalecimento das mulheres nas suas perceptivas e decisões sobre o parto. Além dos resultados alcançados, a iniciativa de formação do programa mereceu destaque. As oficinas deram visibilidade e demonstraram a importância de ampliar, para além das instituições de saúde, a realização de um tipo de modalidade educativa que envolve gestantes em seu próprio ambiente de trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

01-03-2011

Como Citar

1.
Almeida MR de CB, Souza KV de, Maciel VB, Ribeiro JT, Amaro ML de M, Costa MJP da, Strapasson S. Percepção e perspectivas de gestantes sobre o processo do parto a partir de oficinas educativas. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 1º de março de 2011 [citado 19º de julho de 2024];15(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/50417

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.