Vozes de Tchernóbil

a história oral do desastre nuclear

  • Carolina Carneiro Lima Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas
  • Lucas Emanuel Goecking Liesner de Souza Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas
Palavras-chave: Acidente nuclear, Tchernóbil, Direito à informação

Resumo

A resenha analisa criticamente o livro Vozes de Tchernóbil, da jornalista Svetlana Aleksiévitch. A obra é construída com base em pesquisa de história oral com os sobreviventes do acidente nuclear ocorrido na Ucrânia em 1986, e promove reflexões acerca do acontecimento. Descreve o comportamento da população, do governo, dos envolvidos, de forma a desencadear conjecturas, para além das denúncias contidas no texto, sobre os caminhos que devem ser observados doravante no que se refere à geração de energia como necessidade social. Ou seja, como produzi-la na atualidade? O texto oferece margem para fazer uma separação entre as falhas humanas, a falta de informação e as lesões aos cidadãos e a geração de energia nuclear, fazendo-nos concluir que a diligência das ações e o respeito ao Estado de Direito seriam um promissor recomeço.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carolina Carneiro Lima, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas

Graduada em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (Puc Minas), especialista em Direito Público com ênfase em Direito Constitucional pela Universidade Cândido Mendes, mestre em Direito Ambiental e Desenvolvimento Sustentável pela Escola Superior Dom Helder Câmara (ESDHC). Professora Assistente I da Puc Minas. Assessora de Juiz no Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, Primeira Instância.

Lucas Emanuel Goecking Liesner de Souza, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas

Graduado em Direito pela Escola Superior Dom Helder Câmara (ESDHC), advogado, pós-graduado em Direito Público pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (Puc Minas).

Referências

ALEKSIEVITCH, Svetlana. Vozes de Tchernóbil: a história oral do desastre nuclear. Tradução de Sonia Branco. São Paulo: Companhia das Letras, 2016. 383p. Título original: Чернобыльская молитва: Хроника будущего.

COUTINHO, Carlos Marden Cabral; MORAIS, Jose Luis Bolzan de. Direito fundamental ao meio ambiente como elemento constitutivo da democracia. Veredas do Direito, Belo Horizonte, v. 12, n. 25, p. 173-198, jan./abr. 2016.

FERRY, Luc. A inovação destruidora: ensaio sobre a lógica das sociedades modernas. Tradução de Véra Lucia dos Reis. Rio de Janeiro: Objetiva, 2015. 119 p. Título original: L’Innovation Destructrice.

FIGES, Orlando. A nova história de Svetlana Aleksiévitch: um quadro sombrio da Rússia contemporânea. Revista Piauí, São Paulo: Abril, ano 10, n. 122, s/p, 2016. Disponível em: http://piaui.folha.uol.com.br/materia/a-nova-historia-de-svetlana-aleksievitch. Acesso em: 4 jun. 2017.

MACHADO, Paulo Affonso Leme. Direito à informação e meio ambiente. São Paulo: Malheiros, 2006. 288 p.

MEIHY, José Carlos Sebe B.; HOLANDA, Fabíola. História oral: como fazer, como pensar. São Paulo: Contexto, 2007. 175p.

Publicado
2020-05-22
Como Citar
LIMA, C. C.; SOUZA, L. E. G. L. DE. Vozes de Tchernóbil. Revista da Universidade Federal de Minas Gerais, v. 26, n. 1 e 2, p. 170-183, 22 maio 2020.
Seção
Resenhas